Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

06
Dez18

Workshop de Pastel de Nata da Pastelaria Batalha


Quem me conhece sabe que uma das formas mais fáceis de me deixar com um sorriso nos lábios é oferecer-me um pastel de nata.

 

Na realidade nem é preciso ser exactamente um pastel de nata, qualquer outro doce conquista-me no momento e podem fazer o que quiserem de mim!

 

Apesar de já ter trincado muitos pastéis durante estas minhas três décadas de vida, nunca reflecti sobre qual era o processo para se fabricar tal delícia.

 

Por isso, quando surgiu a oportunidade de assistir a um workshop cujo tema era como fazer esta especialidade da doçaria portuguesa na Pastelaria Batalha, em pleno coração de Lisboa, todo eu fiquei aos saltinhos por dentro.

 

Quer dizer, metade de mim ficou aos saltinhos e a outra metade ficou assim ligeiramente apavorada.

 

Isto porque eu gosto de aprender coisas novas relativas à área da gastronomia, mas para mal dos meus pecados sou assim um desastre ambulante no que toca a cozinhar.

 

Não é que eu passe fome se tiver de me desenrascar e fazer qualquer coisa para comer, mas pronto, não fui abençoado com capacidades culinárias estonteantes.

 

Por isso estava apreensivo porque tinha lido que o workshop seria prático, ou seja, em vez de ficar apenas a olhar e a comer quantidades industrias de pastéis também teria que por as mãos na massa.

 

Imaginei-me logo a ficar sem um dedo, ou a queimar-me no fogão, ou a pegar fogo à cozinha e ter que ajudar a evacuar a Pastelaria Batalha, isto se não me desse um piripaque primeiro e caísse redondo no chão mal avistasse a primeira labareda.

 

Felizmente os meus receios eram infundados.

 

Além de ter mantido a minha integridade física acabei por divertir-me e aprender imensos detalhes interessantes sobre a confecção deste doce, maioritariamente graças ao João Batalha que conduziu a Cooking Class, que apesar de certamente nunca ter visto uma pessoa tão naba como eu manteve a compostura e ajudou-me em todo o processo de fabrico do pastel para no fim eu ter algo para comer e não precisar de roubar à pessoa do lado.

 

 

  • Usa-se manteiga ou margarina na confecção da massa?
  • A temperatura da água que se junta à farinha tem influência no resultado final?
  • A baunilha é um dos ingredientes do Pastel de Nata?
  • Quando se faz o creme deve-se misturar a farinha e o açúcar ou colocar em camadas?

 

 

Estas e outras questões (muitas das quais nunca me tinham sequer passado pela cabeça) foram respondidas durante duas horas que passaram num instante, num ambiente extraordinário e com um resultado final extremamente delicioso!

 

A única coisa que tenho a dizer de negativa é o facto de me terem feito usar uma touca para o cabelo!!! - é que ninguém, mas ninguém fica sensual com uma coisa daquelas! 

 

 

Workshop/Cooking Class Pastel de Nata Pastelaria Batalha

Workshop/Cooking Class Pastel de Nata Pastelaria BatalhaWorkshop/Cooking Class Pastel de Nata Pastelaria Batalha

Workshop/Cooking Class Pastel de Nata Pastelaria Batalha

Workshop/Cooking Class Pastel de Nata Pastelaria Batalha

Workshop/Cooking Class Pastel de Nata Pastelaria Batalha

 

 

Para mais informações sobre o Workshop/Cooking Class Pastel de Nata podem clicar aqui!

For more informations about the Pastel de Nata Workshop/Cooking Class you can click here!

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D