Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

José is Back!

08.09.18, Triptofano!
No último post partilhei convosco a minha aflição relativamente ao Macaco José estar perdido algures no aeroporto de Istambul dentro da mala do cara-metade, acontecimento que nos fez jurar a pés juntos que aconteça o que acontecer nunca mais ele vai sair de ao pé de nós.   Hoje, por volta da hora do almoço, o cara-metade foi recuperar a mala dele à alfândega, mala que incrivelmente (...)

De regresso a Portugal mas...

08.09.18, Triptofano!
Cheguei finalmente a Portugal.   Depois de mais de 24 horas passadas em aeroportos e aviões, de tempestades com trovões, chuvas torrenciais e turbulência assustadora, de ter de fazer mais de 1 km a correr para não perder um voo de ligação com a minha mãe descalça com os ténis na mão a revelar a atleta olímpica que há dentro dela, de deixar moribundos os passageiros do lado com o cheiro dos meus sovacos que não se atenuou com o perfume da casa-de-banho nem com o toalhete (...)

E o José, onde vai?

16.09.17, Triptofano!
Quando este post for publicado se tudo tiver corrido mediante o planeado já terei chegado ao meu destino de férias - S.Tomé e Princípe. Digo mediante o planeado porque existe a probabilidade de ficar a ressonar como um porco e perder o avião - alguém me consegue explicar porque é que fazem voos depois da meia-noite para uma pessoa ir para o aeroporto assim feito zombie?   Um dos grandes dramas sempre que vamos de viagem é onde é que levamos o Macaco José!?!        O meu (...)

Anda uma pessoa a criar um macaco para isto?

10.08.17, Triptofano!
Depois do destaque que o Sapo deu ao post sobre o macaco José este tem andado com o ego nas nuvens. Passeia-se pela casa com um ar majestoso e já me começou a falar sobre melhores condições de vida, incluindo um lugar privilegiado na cama para dormir, gelados de banana ilimitados e pasmem-se, a possibilidade de um banho anual com direito a massagem relaxante!   Ora nos últimos tempos tenho encontrado quantidades astronómicas de bananas espalhadas pela casa, o que me levou a crer (...)

Um amigo para sempre

08.08.17, Triptofano!
A primeira vez que o vi foi no IKEA. Eu e o cara metade tínhamos ido fazer umas compras quando demos com ele num monte de outros da mesma espécie. Escolhemos-lo porque nos pareceu que o seu sorriso era ligeiramente diferente, talvez fosse exactamente igual aos dos outros, mas para nós era único.   Colocámos-lo no carrinho, brincámos um pouco com ele, fizemos algumas piadas, até que o cara metade disse que se calhar não valia a pena levá-lo, já tínhamos tanta coisa em casa. (...)