Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Vale a pena usar creme de noite?


Triptofano!

04.02.19

Quando aconselho um ritual de beleza uma das maiores resistências que encontro é na compra do creme de noite.

 

Muitos dos meus clientes apenas querem adquirir um creme, seja por questões económicas seja por uma falsa ideia de ser mais prático.

 

Depois existe aquele mito de que a pele não percebe se é de dia ou de noite, por isso qualquer creme serve, e por fim, para confundir ainda mais as pessoas, há as marcas que criam uma referência onde na embalagem está escarrapachado que pode ser usado em qualquer altura, apesar depois de terem um creme específico para o período nocturno.

 

Vale a pena usar um creme específico para a noite? Sim ou não?

 

A minha opinião é que sim, vale a pena ter cremes distintos para as diferentes fases do dia, desde que estes tenham certas características.

 

O creme de dia é essencialmente um creme protector de forma a minimizar as agressões do meio que nos rodeia.

 

Procurem cremes que além de serem hidratantes tenham filtros UVA e UVB, filtros de luz azul, activos anti-poluição, pigmentos correctores para iluminar a tez ou, caso precisem, ingredientes matificantes para evitarem o excesso de brilho durante o dia.

 

Um bom creme de noite será um creme reparador/regenerador, e acreditem que a vossa pele sabe quando é de noite, porque é de noite que os mecanismos de regeneração celular são activados.

 

Enquanto que um creme de dia em termos de textura pode ser usado à noite, muitas as vezes os cremes de noite não são apropriados para usar de dia, devido a serem mais pesados e não tão fluidos.

 

Procurem cremes de noite com substâncias destoxificantes, ricos em colagénio, com componentes anti-idade ou com uma capacidade de hidratação superior ao vosso creme de dia - aqui vai tudo depender de que resultados querem obter!

 

É verdade que a curto prazo fica mais caro comprar dois cremes, mas se puderem fazer o investimento inicial também é verdade que um creme vai durar-vos o dobro do tempo (a não ser que não usassem de todo creme de noite...).

 

Agora independentemente do produto que usem ou quando o usarem, fundamental é fazerem uma correcta limpeza de pele antes. 

 

Não limparem a pele antes de colocar um creme é a mesma coisa que não lavarem o prato da louça do dia anterior e colocarem-lhe comida fresca em cima!

 

 

Rugas de Expressão: O que fazer para as combater?


Triptofano!

25.01.19

Não há semana que passe que não venha alguém à farmácia procurar um produto para ajudar a combater as rugas de expressão!

 

As rugas e linhas de expressão são causadas pelas constantes microtensões dos músculos faciais, que originam uma degradação a nível do colagénio e da elastina,  sendo que chega a um ponto em que o músculo deixa de ter a capacidade de relaxar e já não consegue voltar à sua forma original.

 

Na imagem abaixo podem ver os locais onde elas costumam frequentemente aparecer (desculpem a imagem estar em espanhol mas não encontrei nenhuma tão ilustrativa em português), mas digo-vos desde já que o que eu costumo mais ver são pessoas com aquelas linhas verticais entre as sobrancelhas, muitas vezes causadas por um frequente semi-cerrar dos olhos devido ou a sensibilidade solar ou a falta de visão.

 

Linhas e Rugas de Expressão

 

Agora o engraçado (que não é nada engraçado) é que quase toda a gente que quer combater estas rugas procura um creme com efeito tensor ou efeito lifting, porque acha que a solução é esticar tudo o mais possível.

 

Os cremes de efeito tensor são realmente fantásticos, só que eles actuam provocando uma contracção muscular, e como as linhas de expressão são originadas pelo mesmo mecanismo de acção, aquele creme incrível XPTO que nos custou os olhos da cara ainda está a acentuar mais o problema.

 

Depois de me ter dedicado a investigar o que é que havia no mercado que permitisse tratar e prevenir as rugas de expressão encontrei a gama BTSES da Sesderma, que é uma alternativa e/ou complemento à toxina botulínica (o famoso botox!).

 

A Gama BTSES tem na sua composição péptidos que modulam a contracção muscular, diminuindo a libertação e captação do neurotransmissor acetilcolina a nível da fenda sináptica, tendo também um acção anti-radicais livres, e activos anti-rugas (como o retinol) que vão aumentar a síntese de colagénio.

 

A gama é constituída por 4 referências:

  • O Serum Hidratante Antirrugas, para um tratamento intensivo "efeito botox", tendo na sua composição retinol, que vai complementar o produto com o seu efeito antiage!
  • O Creme Gel Hidratante Antirrugas, para peles mistas a oleosas (não se esqueçam que uma pele desidratada não é uma pele seca!)
  • O Creme Hidratante Antirrugas, para peles secas, enriquecido com rosa mosqueta para uma sensação instantânea de conforto e uma acção regenerativa a nível cutâneo
  • O Inibidor Antirrugas, que é aquele que eu tenho mais curiosidade em experimentar (não se esqueçam que estamos a falar de produtos de tratamento mas também de prevenção), que é um cuidado mais localizado para colocar em cima daquela linha de expressão chata que apareceu sem uma pessoa a convidar!

Sesderma BTSES - Inibidor Antirugas

 

Se estão à procura de uma gama de produtos que previna, diminua e repreencha as rugas e linhas de expressão com um efeito "botox" imediato, a minha sugestão é a BTSES da Sesderma.

 

Tendo em conta a sua composição e mecanismo de acção dos seus activos tem tudo para ser um daqueles produtos que realmente funciona!

 

Sesderma

 

Multimasking


Triptofano!

15.01.19

Como é que eu nunca tinha pensado nisto antes?

 

É impressionante como é que às vezes a melhor das soluções também é a mais simples, só que de tão simples que é nunca ninguém se lembrou dela.

 

Eu gosto de fazer máscaras faciais.

 

É uma forma rápida de alcançar uma pele mais saudável e bonita enquanto relaxamos lendo um livro ou vendo um programa na televisão.

 

O meu único problema é que nunca encontrava uma máscara que desse para todas as particularidades do meu rosto.

 

Podia colocar uma máscara de argila por causa da oleosidade da zona T mas não tinha benefícios no resto do rosto.

 

Se usasse uma máscara para a rosácea por causa da zona peri-nasal não ganhava hidratação nas maçãs do rosto que estão sempre desidratadas.

 

Ou seja, para beneficiar uma zona  acabava por desleixar as outras, sendo que a única forma que eu via de equilibrar a balança era fazer uma máscara diferente a cada dois dias, mas parecendo que não acabava por gastar muito produto de forma infrutífera.

 

Quando dei de caras com a solução fiquei extremamente chateado comigo mesmo por nunca ter pensado em algo tão simples.

 

O Multimasking consiste basicamente em colocar mais que uma máscara ao mesmo tempo no rosto, só que utilizando apenas a quantidade de produto necessária na zona a tratar, o que resulta numa espécie de pintura de guerra contra os sinais do tempo. (basta uma rápida pesquisa num motor de busca para encontrarem imensas imagens dessas pinturas.)

 

Multimasking

 

O mais importante antes de se iniciarem no Multimasking é identificarem o vosso tipo de pele e o que é que querem enaltecer/aperfeiçoar no vosso rosto.

 

Depois disso é altura de escolher produtos com as substâncias activas adequadas para as vossas necessidades. 

 

É verdade que o investimento inicial pode ser um bocadinho mais doloroso, porque se calhar vão passar de uma máscara para quatro, mas a realidade é que usando menos produto elas também vos vão render mais, o que ao fim de algum tempo acaba por equilibrar a equação.

 

Tenham apenas atenção se forem fazer a Multimasking com mais que um produto novo ao mesmo tempo, porque no caso de haver uma reacção alérgica pode depois não ser tão fácil identificarem o culpado.

 

Por aí, já se renderam a esta técnica ou é algo para o qual não têm tempo sequer para pensar?

Vai um Chá de Ginkgo Biloba?


Triptofano!

07.01.19

No dia 6 de Agosto de 1945 a bomba atómica "Little Boy" foi lançada sobre Hiroshima originando uma explosão com uma temperatura 40 vezes superior à do sol, matando instantaneamente mais de 140 mil pessoas e arrasando com tudo o que estava à volta!

 

Mas no ano seguinte, entre a desolação e as ruínas, uma Ginkgo Biloba brotava novamente, comprovando a extraordinária vitalidade desta árvore.

 

Sendo a árvore sagrada do Extremo Oriente, a Ginkgo Biloba é uma poderosíssima aliada para quem sofre das temíveis olheiras azuis e de olhos inchados. 

 

De que forma é que a Ginkgo actua?

 

Melhorando a microcirculação!

 

Os princípios activos das folhas são os flavonóides, os ácidos orgânicos e sobretudo as lactonas específicas da Gingko, os gingkólidos e os bilobálidos. (raios de nomes mais esquisitos que dão às coisas...)

 

Estas activos dilatam artérias, veias e capilares, melhorando a microcirculação e a viscoelasticidade do sangue, prevenindo a formação de coágulos.

 

Mas a Gingko não serve apenas para as olheiras.

 

Quem sofre de frieiras - nos pés, nas mãos ou no nariz - terá grandes benefícios ao tomar as folhas desta árvore, porque quem sofre deste mal sabe o quanto a comichão, a dor e as feridas atrapalham o nosso dia-a-dia.

 

Também quem tem falhas de memória pode e deve consumir Gingko BIloba, já que melhora a circulação sanguínea no cérebro e, consequentemente, o aporte de oxigénio e nutrientes!

 

Aqueles zumbidos irritantes a nível do ouvido  também podem melhorar drasticamente com o consumo desta planta.

 

Ter somente cuidado se a tensão arterial for muito baixa, a Ginkgo consegue diminuir ainda mais a tensão e eu não quero ver ninguém a desmaiar no meio da rua e a partir o nariz ok?

 

Por isso  quem é me acompanha num cházinho de Gingko Biloba?

 

Ginkgo Biloba

 

Lierac Premium - A Cura


Triptofano!

23.11.18

Se há coisa que me deixa entusiasmado é o lançamento de produtos cosméticos que realmente são inovadores.

 

E quando chegou às minhas mãos a Cura da Lierac todo eu dei saltinhos e liguei imediamente àqueles consumidores que estão sempre à procura da última novidade para dar as boas novas.

 

Lierac Premium La Cure

Os laboratórios Lierac transpuseram as novas descobertas da medicina regenerativa para a dermocosmética, e criaram uma sinergia entre a Proteína da Imortalidade e a Proteína da Juventude (agora é que vamos viver até aos 280 anos sem uma ruguinha que seja!).

 

A proteína da imortalidade é a FOXO, que está encarregue da regeneração celular.

 

Ela é basicamente a torre de controlo das célula estaminais, garantindo o seu funcionamento óptimo de forma a estimular a regeneração dérmica e epidérmica e a reconstruir tecido cutâneo, o que vai levar a um maior número de células jovens.

 

A proteína da juventude (esta sendo a grande descoberta actual) é a GDF-11.

 

Ora a GDF tem a capacidade de fazer um rejuvenescimento celular revertendo o processo de senescência. Ou seja, ela pega nas células envelhecidas e confere-lhes as características e funções das células jovens! (fantástico não é?)

 

A combinação destas duas proteínas dá origem à Cura da Lierac Premium, que promete células regeneradas e revitalizadas, como que 11 anos mais jovens!

 

Além destes dois componentes de peso a Cura ainda é constituída por Niacinamida (Vitamina B3), que é um revitalizante que dá um boost energético, sendo que tem um papel importante na produção de ATP a nível da mitocôndria; por Flores Negras - orquídea, papoila e rosa - que conferem propriedades anti-oxidantes; e pelo concentrado HYALU-3, um componente activo exclusivo Lierac à base de ácido hialurónico, que vai reforçar a acção anti-envelhecimento.

 

A fórmula da Cura foi desenvolvida em colaboração com a universidade de Harvard, utiliza uma tecnologia dupla fase encapsulada e em termos sensoriais é muito agradável, porque ao colocar-se sente-se a frescura da água seguida do conforto duradouro do óleo.

 

Como é que se usa o produto?

 

Apesar de se poder usar durante todo o ano, a Cura foi desenvolvida como um shot de beleza.

 

Por isso a recomendação é usar-se três meses por ano, de manhã e à noite como sérum.

Ou seja depois da limpeza do rosto e antes do creme diário, colocar uma porção na mãozita e espalhar na cara (e se quiserem no pescoço e decote).

 

Aqui a minha pessoa já experimentou o produto porque veio um tester para a farmácia e obviamente que não ia perder a oportunidade de poder ficar com umas células mais novas (mais um bocadito e ficava com células menores de idade!).

 

É agradável, a textura realmente é fresca ao aplicar e depois deixa uma sensação de conforto, não causa desconforto cutâneo e não possui nenhum cheiro demasiado acentuado.

 

Por isso para todos aqueles que estão à procura de um produto capaz de combater o envelhecimento celular, sejam homens ou mulheres, a Cura é o produto adequado para vocês, sendo que não há nenhuma idade específica para utilizar este produto!!

 

Já experimentaram? Gostaram? Partilhem comigo a vossa experiência!

 

Lierac Premium La Cure

 

 

Minimalismo Cosmético


Triptofano!

22.10.18

Eu nunca serei aquela pessoa que vai abraçar de corpo e alma o minimalismo.

 

Tenho admiração por quem consegue ter um armário só com 15 peças de roupa, ou viver exclusivamente com um prato e um copo e um talher de cada família, ou não endoidecer pela sua lista de reprodução do Spotify contar apenas com 12 músicas.

 

Eu nunca serei essa pessoa.

 

Eu preciso de coisas, de muitas coisas, de toneladas de coisas.

 

Posso vestir sempre as mesmas calças e blusas, posso beber o meu chá sempre da mesma caneca, posso ouvir em repeat a mesma música durante dias, mas tenho que ter opções.

 

Ter opções para mim é sinal de liberdade, é saber que se quiser escolher tenho essa capacidade, e não estou limitado a um limitante número de opções.

 

É o mesmo com os produtos de cosmética.

 

Eu sinto-me confortável tendo muitas, mas muitas opções acerca de que produto é que vou usar certa manhã, mesmo que instintivamente use sempre o mesmo creme.

 

Só que também tenho a percepção que demasiadas coisas acabam por criar muito barulho na minha vida. É como se estivesse constantemente a conviver com um som de estática que vai-me endoidecendo aos poucos e poucos.

 

Compreendi isso quando há uns dias decidi arrumar o caos que é a minha casa-de-banho.

 

Apesar de eu achar que organizar todos os meus cosméticos fosse algo relaxante mostrou-se uma actividade pavorosa, porque sempre que eu achava que tinha terminado aparecia mais um frasquinho, ou um boião, ou uma bisnaga.

 

No meio das arrumações deixei cair um frasco de Noreva Sebodiane DS Sérum quase cheio.

 

Dei por mim a verter uma lágrima.

 

Por um lado porque tinha partido um produto e estava realmente triste. Por outro porque tinha partido um produto e estava feliz porque era menos um que me estava a ocupar espaço, ainda por cima pelo ritmo a que eu o gastava lá para 2028 ainda haveria alguma coisa na embalagem. Por um outro lado, porque o frasco era de vidro e um caco tinha-se-me espetado no pé.

 

O meu maior problema é o facto de eu não saber deixar ir.

 

Eu não consigo acabar um gel de banho porque tenho pena de deitar fora o recipiente. Eu não termino um creme porque até gostei dele e talvez queira um dia voltar a usá-lo e não me preocupar se ele foi descontinuado ou não. E acabo por acumular coisas, umas fora de validade, outras autênticas relíquias de museu, umas novas, outras meio-cheias, umas por abrir, outras já vazias mas às quais ainda tenciono raspar o interior da embalagem.

 

Minimalismo Cosmético

IMG_20181022_101158.jpg

 

IMG_20181022_101046.jpg

 

IMG_20181022_101133.jpg

 

 

E isto não é saudável para mim.

 

Não quero passar a viver com um creme que dê para dia e noite e um sabonete para lavar a cara, nem pensar em tal coisa, mas quero criar espaço na minha vida de forma a poder receber mais dignamente coisas novas.

 

Assim sendo tomei algumas resoluções.

 

Primeiro é que não vou comprar mais nenhum produto de cosmética sem que tenha primeiro acabado todos os outros que possua para a mesma funcionalidade.

 

Segundo, posso trazer amostras do trabalho sim senhor, mas apenas uma por cada referência. Para perceber se gosto de um produto não necessito de trazer 26 amostras que vão ficar a ganhar pó.

 

Por fim, passar a dar coisas.

 

Não vou dar nada que já tenha em casa, porque não me sinto bem a oferecer coisas que já usei.

 

Mas quando me ofertarem algo no trabalho que por exemplo não seja para o meu tipo de pele então vou esforçar-me por descobrir alguém que realmente faça uso do produto, em vez de ele ficar numa estante da minha casa-de-banho em exposição.

 

Claro que se me derem um incrível sérum anti-envelhecimento e um creme para peles normais a mistas vai ser mais difícil não os incluir na minha colecção, mas também uma pessoa não é de ferro certo?

Tratamento Para o Acne na Mulher Adulta


Triptofano!

21.10.18

Já todos estamos despertos para o problema que é o acne durante a adolescência, mas algo que ainda é relativamente novo mas que está a escalar descontroladamente são os casos de acne, muitos deles graves e persistentes, na mulher adulta.

 

Estes novos casos de acne devem-se em parte por causa de mudanças hormonais, por isso é importante que uma mulher não esteja sempre a saltar de pílula para pílula, interrompendo uma, começando outra, porque há uma maior probabilidade de ficar com o rosto cheio de pápulas e pústulas.

 

Obviamente que também é importante fazer a limpeza diária do rosto, não utilizar produtos comedogénicos, e todas essas pequenas dicas que sabemos mas que nos costumamos esquecer.

 

Agora o que fazer quando já não se é adolescente mas o acne veio para ficar?

 

Apresento-vos a Active Mask da Hyfac Woman, uma máscara peel-off que actua sobre a glândula sebácea.

 

Hyfac Woman Active Mask

 

Esta máscara é um dispositivo médico (ou seja o iva do produto é 6% sendo que pode ser deduzido directamente em despesas de saúde no IRS) direccionado para o tratamento do acne persistente na mulher adulta.

 

Consiste num gel transparente que após contacto com a pele transforma-se numa máscara peel-off com características oclusivas, o que irá favorecer a penetração das substâncias activas.

 

As substâncias activas são o Myo-Inositol, que vai reduzir as concentrações de hormonas masculinas na glândula sebácea, levando a uma diminuição da secreção de sebo; e o Extremosio®, que vai diminuir a obstrução dos poros através de um mecanismo de autofagia (onde basicamente as células vão eliminar os seus próprios detritos).

 

Os resultados positivos da Active Mask foram verificados através de estudos clínicos, onde se observou uma significativa diminuição das pústulas, pápulas, comedões e sebo, e de estudos moleculares, onde se constatou a activação dos mecanismos de autofagia e da diminuição das hormonas masculinas a nível  da glândula sebácea!

 

Hyfac Woman Active Mask

 

 

Como usar?

 

Aplicar a máscara três vezes por semana (dia sim dia não), sobre uma pele seca e perfeitamente limpa.

 

O gel irá secar numa hora mas o ideal é deixar durante uma tarde ou durante a noite o produto a actuar.

 

A duração ideal do tratamento é durante dois meses (cada caixa têm 15 saquetas que dá para um mês de tratamento) sendo que ouro sobre azul era comprar uma terceira caixa e fazer uma máscara por semana até ao término da embalagem.

 

 

O meu feedback

 

Pronto, eu não sou mulher nem tenho acne, mas já sabem que se há amostra eu uso.

Hyfac Woman Active Mask

 

Primeiro que tudo, não façam racionamento das saquetas.

 

Quando a abrem é possível sentir um cheiro a álcool,que é o que em parte preserva o produto.

Se usarem metade e guardaram para depois a probabilidade é que o resto da saqueta já não vá fazer grande efeito. É preferível usarem no rosto todo, mesmo que só certas zonas estejam atacadas pelo acne, e numa camada generosa.

 

Pessoalmente acho que a saqueta não dá tanto jeito como um tubinho para espremer o produto, porque a certa altura já temos as mãos todas nhanhosas, mas também compreendo que de forma a não encarecer o produto é preciso cortar em algum lado.

 

O gel seca realmente numa hora, sendo que começa a sentir-se toda a cara a ficar rígida, como se nos tivéssemos descontrolados a por botox.

 

Retirei no dia seguinte com relativa facilidade. Basta puxar a partir de baixo, da zona do queixo, e retirar tudo de uma vez.

Se por acaso a máscara partir-se e não conseguirem ver onde precisam de puxar, peguem numa toalha macia, esfreguem o rosto e rapidamente vão ver as pontas da máscara levantadas.

 

Em termos de tolerabilidade fiquei satisfeito. Nada de vermelhidões nem comichões!

 

Por isso se sofrerem de acne na idade adulta esta máscara seria algo que eu vos diria para apostarem.

 

Não se esqueçam é de limparem o rosto diariamente e durante o dia usarem um cuidado apropriado para o vosso tipo de pele!

Novidades Uriage Outono 2018


Triptofano!

08.10.18

Eu sei que é difícil acreditar que já estamos no Outono, especialmente quando abrimos o Instagram e toda a gente está de calções de banho a fazer poses sensuais na praia, mas sim, estamos quase a meio de Outubro e na farmácia onde trabalho já chegaram umas novidades da Uriage.

 

Spray Nasal de Água Termal da Uriage

 

Spray Nasal de Água Termal da Uriage

 

 

Água do mar para lavar o nariz?

 

Esqueçam isso!!!

 

Agora a nova moda é enfiar pela vossa cavidade nasal água termal.

 

A água termal terapêutica da Uriage é utilizada há 200 anos na Estação Termal de Uriage em tratamentos de otorrinolaringologia e agora foi engarrafada juntamente com nitrogénio (que funciona como gás propulsor) de forma a poder limpar suavemente todos os narizes de adultos e crianças.

 

Esta água é rica em oligoelementos e sais minerais (11000mg/l), não possui conservantes e respeita a integridade da mucosa nasal.

 

Serve para a higiene diária, fazendo-se 1 a 2 pulverizações por dia, em cada narina, e para situações mais ocasionais, como rinites, sinusites, congestões nasais e alergias, onde se podem fazer até 6 pulverizações em cada narina por dia, durante um espaço de 7 dias.

 

Atenção que este spray nasal de água termal da Uriage é isotónico, o que significa que a sua maior função é fazer uma correcta limpeza das fossas nasais e dos seios perinasais, devendo ser sempre usado antes da utilização de outro tipo de tratamento nasal.

 

Se procuram um spray maioritariamente descongestionante então deverão optar por outra marca que seja hipertónica, sendo que os produtos hipertónicos não estão recomendados para um uso diário.

 

Xemose Bálsamo-Óleo Apaziguante Anti-Prurido

 

Xemose Bálsamo-Óleo Apaziguante Anti-Prurido

 

 

Adequado para bebés, crianças e adultos, este bálsamo-óleo é maravilhoso para controlar crises severas de comichão, como por exemplo em pessoas que sofrem de psoríase.

 

O objectivo deste produto é diminuir a secura cutânea, ter uma acção antipruriginosa imediata e espaçar os períodos de crise.

 

Na sua composição figuram os complexos TLR2-Regul e Cerasterol 2F, que juntamente com a água termal de Uriage vão ter uma acção antipruriginosa e anti-recidiva de 48 horas; o ingrediente patenteado Chronoxine que permite uma acção apaziguante imediata; e a mateiga de karité e o óleo de illipé que fornecem uma acção nutritiva intensa.

 

Sem perfume nem conservantes, este bálsamo-óleo está formulado para ser usado após o banho, sendo que não deixa a pele oleosa, podendo-se vestir a roupa logo a seguir.

 

Sou muito honesto, quando dizem que um óleo não fica pegajoso desconfio sempre, mas uma amiga minha comprou este produto visto sofrer de uma psoríase bastante chata e o feedback dela foi super positivo.

 

Segundo ela o bálsamo-óleo da Xemose deixa a pele muito suave e não é de todo oleoso.

 

Porém, ela precisa de aplicar duas vezes ao dia, porque se aplicar apenas de manhã, no período da noite já sente que começa a desenvolver alguma comichão!

Como manter a cor do cabelo!


Triptofano!

01.10.18

Quando eu era novo, assim com uns treze ou catorze anos, fiquei fixado na ideia de que gostava de pintar o cabelo.

 

Mas não era de rosa, nem azul, nem com um padrão leopardo. O que eu queria era assim um preto com reflexos azuis, algo mais a tender para o Médio Oriente.

 

A minha mãe disse-me que sim tudo bem, que até me ajudava se quisesse, e foi remédio santo.

Como era um capricho de adolescente e como não fui contrariado, rapidamente o esqueci e o meu cabelo permaneceu na cor normal.

 

Quase uma década depois, já com mais que idade para ter juízo, a ideia voltou a instalar-se no meu cerebelo.

 

Para mais, tinha fácil acesso a boas tintas para o cabelo que vendia na farmácia, por isso entre o pensar e o fazer foi uma distância muito curta.

 

Já não era fascinado pelo preto azulado, por isso a cor que escolhi foi um castanho com reflexos acobreados, algo diferente mas não demasiado escandaloso.

 

A pessoa que me ajudou a fazer a coloração foi a minha mãe, a minha querida mãe, que tantos anos depois ainda pondero se devo ou não processar por negligência educacional.

 

É que uma pessoa espera que a mãe seja a voz da razão, seja aquela pessoa que nos afinfe duas bolachadas quando trazemos uma ideia idiota para casa, não aquela que nos encoraja e ainda nos ajuda a fazer um extreme make-over.

 

A única explicação que eu consigo arranjar para o facto da minha progenitora, pessoa sempre pautada pela ponderação, ter embarcado em tamanha aventura, prende-se a um uso excessivo de aguardente.

 

Na altura, a minha pobre mãe sofria de inflamação das gengivas, e a forma que ela tinha de aliviar o incómodo era com bochechos de aguardente.

 

Provavelmente houve algumas vezes em que ela se esqueceu de cuspir o que levou à ingestão de uma elevada quantidade de álcool que lhe toldou o raciocínio e o bom-senso.

 

Quando vi o resultado final da coloração não fiquei muito impressionado, a diferença era mínima.

 

Só um par de semanas depois, ao voltar de umas férias maioritariamente ao ar livre, é que descobri que a parte de cima da minha cabeça estava a pender para o laranja, já que o sol tinha feito desbotar a cor. O sol e as lavagens frequentes do couro cabeludo.

 

Agora imaginemos que eu queria te mantido a minha cor mas continuar a lavar o cabelo todos os dias! Que produto poderia ter usado?

 

O Pré-Champô Phytomillesime Color Locker da Phyto teria sido a minha salvação.

Phytomillesime Color Locker

 

Este Pré-Champô é ideal para cabelos pintados e com madeixas, de forma a evitar que os loiros fiquem amarelados, os ruivos alaranjados (mais ou menos como no meu caso) e os pretos e castanhos com tons avermelhados.

 

Basicamente o que ele faz é fechar a cutícula da fibra capilar, restaurando o escudo protector da mesma, prevenindo que a cor seja eliminada pela lavagem, deixando-a sossegadita no córtex do cabelo.

 

Como uma textura gel em óleo (não sei que mais texturas esta gente vai inventar no futuro) ultra-leve, o Color Locker aplica-se em cabelo seco, da raiz até às pontas, uma secção de cabelo de cada vez.

Espera-se um a dois minutinhos e depois, sem enxaguar, utiliza-se o champô da vossa preferência, mas idealmente que também seja para cabelo pintado.

 

O Color Locker pode ser usado até 3 vezes por semana.

Para quem precise de lavar o cabelo todos os dias a minha sugestão é dar-lhe forte no champô seco com cor da Klorane, produto que falarei brevemente noutro post.

 

Na composição desta pequena maravilha podemos encontrar a manteiga de argão, que nutre e dá força e suporte aos cabelos; o extracto de hibisco (que é fenomenal para baixar a tensão), que hidrata e dá suavidade; o extracto de maçã Red Love®, que preserva a cor e protege a fibra capilar; as flores de macieira e extractos de frutos, que gentilmente fecham a cutícula do cabelo e dão um boost de brilho.

 

Se ainda não estão rendidos fiquem a saber que o Color Locker é Free de tudo, Free de Parabenos, Sulfatos, Silicones, Glúten (não vá alguém engolir um bocadinho do produto sem querer), Óleos Minerais, talco, etc, etc, etc, e mais importante que tudo, Crueldade! 

 

Phytomillesime Color Locker

 

A imagem acima mostra uma experiência que fizeram para demonstrar a capacidade do Color Locker em reter a cor.

 

As garrafas contém a água resultante da lavagem de um cabelo pintado (como é que eles conseguiram que a água não fosse pelo cano abaixo esta sim é a pergunta fulcral!!!), sendo que na imagem de cima usou-se o Color Locker e um champô da mesma gama, enquanto que na imagem de baixo utilizou-se um outro champô para cabelos pintados.

 

Os resultados são visíveis.

 

Enquanto que com o Color Locker a água da lavagem apresenta muito pouca coloração, resultante dos pigmentos da tinta do cabelo, com o champô da outra marca parece que se a pessoa estava a tentar camuflar alguns brancos eles ficaram todos à mostra logo na primeira lavagem!

 

Alguém já experimentou este produto e queira dizer de sua justiça? 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D