Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Soul Sushi - Quase

30.05.20, Triptofano!

Soul Sushi em 10 segundos: Não duvidem da frescura do peixe ou da qualidade do arroz, nem sequer da capacidade de decoração alimentar. O problema é uma falta de equilíbrio, de excitação e de magia, além de uma estranha fixação por maionese.

Soul Sushi - Almada

A pensar no poema de Mário de Sá-Carneiro com o meu chá frio de hibisco.

Um pouco mais de sol - eu era brasa,
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

Se neste momento se estão a perguntar porque é que começo este post com um excerto do poema Quase de Mário de Sá-Carneiro, deixem-me dizer-vos que foi a melhor forma de expressar o meu estado de alma depois de visitar o Soul Suhi, um restaurante dedicado ao sushi e à gastronomia japonesa situado em Almada.

A experiência foi quase agradável, a comida estava quase boa, o meu cartão multibanco ficou quase ressentido comigo ao pagar a conta final, e eu quase que duvidei de mim mesmo após ver a classificação que o restaurante possui na Zomato.

Soul Sushi Almada

Chegado ao restaurante, decidi colocar o menu de lado - já deverão saber que sou péssimo a fazer escolhas porque apetece-me sempre comer tudo - e coloquei-me nas mãos do Chef, pronto a ser surpreendido.

A viagem começou com o prato assinatura da casa, o Ebi Delice, com camarão panado, cebola caramelizada, molho teriyaki, sweet chilli e uma frescura inesperada proveniente dos coentos, que me fez acreditar que estava perante um jantar memorável. Quase que tinha razão.

Soul Sushi Almada

A tempura de bacalhau negro do Alasca prometia pelo nome uma bem merecida excitação nas minhas papilas gustativas depois de tanto tempo em confinamento. Acabei por me deparar com um prato desenxabido, extremamente salgado e onde a consistência quanto aos sabores nas diferentes peças era inexistente. A maionese de alho negro e a de alho tostado foram os únicos elementos que salvaram este prato, tendo sido lambidas sem misericórdia.

Soul Sushi Almada

O tataki de pampo fez os meus ânimos voltarem a subir, com um peixe deliciosamente fresco repousando entre Céu e Terra, sendo o Céu o kimuchi e a Terra a mistura secreta de abacate, cuja acidez era devido à mistura de tomate invisível, visto que não haviam quaisquer resquícios do mesmo. É porque é cortado muito fininho explicou simpaticamente o colaborador que nos acompanhou durante a refeição.

Deixem-me fazer um aparte: quando alguém diz que certa receita é um segredo meia dúzia das minhas células hepáticas morrem, e tenho a certeza que a este ritmo acabarei com uma cirrose. Dar a conhecer os ingredientes de um prato não significa que vamos para casa a correr colocar na Internet - ainda por cima não sabendo as quantidades exactas de cada um. Além disso, se eu for alérgico a um alimento e quiser ter a certeza que não vou ter um choque anafilático no meio do restaurante, também me vão dizer que é segredo? É que depois com esta história da obrigatoriedade da máscara como é que o socorrista me vai fazer respiração boca-a-boca?

De referir o apontamento delicioso da cabeça de camarão frita, estaladiça, irreverente, que se pode amar ou odiar mas que de certeza que não deixa ninguém indiferente.

Soul Sushi Almada

Chamem-lhe intuição masculina ou o que quiserem, mas eu sabia que o Gunkan de salmão e vieira braseada iria chegar à minha mesa, talvez porque seja a combinação vencedora quando se quer deixar um cliente a salivar descontroladamente.

Imediatamente me lembrei do Gunkan que comi no Nomada, e essa memória fez com que a desilusão ainda fosse maior, sobretudo pelo facto de, atendendo o ponto que uma vieira deve ter (quase manteiga em forma de bicho), a mesma se encontrar mal cozinhada no centro.

Soul Sushi Almada

Se estava desapontado com o Gunkan, o combinado de sushi de fusão deixou-me à beira das lágrimas. Atenção que o arroz deste sushi é de grande qualidade, o peixe é fresco e extremamente saboroso, mas falta emoção, falta arte, falta equilíbrio, e mais importante que tudo, falta fusão à séria.

Se fosse um combinado de meia dúzia de euros podia compreender a oferta medíocre, a manga verde, o salgado em excesso de algumas das peças, a ausência de magia. Mas não era, e isso doeu-me, na alma e na carteira.

Soul Sushi Almada

A viagem a que o Chef me propôs levar terminou com algo que pretendia ser um verdadeiro fogo-de-artifício, um Gunkan de Atum e Caranguejo de Casca Mole. 

Mas não só o Gunkan era difícil de enfiar todo de uma só vez na boca até para mim que tenho uma boa abertura de maxilar, como mais uma vez os sabores estavam desequilibrados. Numa ponta era salgado por causa do molho teriyaki. Na outra o caranguejo de casca mole padecia de insonsite aguda. No meio, o atum que devia nadar alegremente em alto mar parecia estar a tentar fugir com a sua voluptuosidade da maré baixa.

Se a decoração do prato estava impecável, bem como a de todos os outros diga-se de passagem que deu para perceber que existe uma pequena fixação com a maionese, o que acaba por transmitir alguma monotonia a uma experiência que se pretende vibrante e surpreendente.

Soul Sushi Almada

Há quem defenda que num restaurante de sushi não se deve pedir sobremesa, mas eu gosto de desafiar as estatísticas! No entanto, quase que pedi para cancelarem o pedido devido ao tempo que demorou.

A sobremesa em si estava boa, principalmente a combinação dos sabores do chá verde com o gelado de caramelo salgado. O problema principal foi a forma como me foi vendida. Se me prometem um tiramisù eu espero nada menos do que um tiramisù. Não sou contra o destruírem, o reinventarem, o colocarem de pernas para o ar, mas nessa altura então comuniquem que não vão servir um tiramisú, e sim uma explosão nuclear de chá verde e palitos de la reine. Agora não me ponham algo no menu e apresentem outra coisa totalmente diferente na mesa. Afinal se forem à farmácia e me pedirem um paracetamol não vão levar para casa um ibuprofeno pois não?

Soul Sushi Almada

Saí do Soul Sushi com a certeza absoluta que na cozinha havia alguém talentoso, que me levou numa viagem digna de montanha-russa, com alguns altos e uns outros quantos baixos, e que certamente tem a capacidade de transformar uma próxima visita minha num redondo sim. Desta vez fiquei-me por um singelo quase...

Post elaborado com o apoio de Óscar Cabral Consultoria Gastronómica 360º

 

Soul Sushi Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.