Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Retinol: Sim ou Não?

16.05.19, Triptofano!

A minha resposta é sim, sim e sim!

Mas com os devidos cuidados para não nos olharmos ao espelho e descobrirmos que estamos uns autênticos bichos!

Retinol: Sim ou Não?

Começando do início o retinol é um retinóide, que é o nome que se dá a todos os derivados da vitamina A.

Dentro dos retinóides existem opções mais fracas e algumas que são autênticas bombas atómicas.

O palmitato de retinila (também conhecido como pro-retinol) é o retinóide mais fraco, sendo que a tretinoína encontra-se na ponta oposta do espectro.

Pelo meio encontramos o retinaldeído ou o adapaleno que sendo mais fortes que o retinol não são tão bem tolerados, sendo então o retinol a opção mais interessante pela seu equilíbrio eficácia/capacidade de não nos deixar com a cara num susto após uma aplicação.

Mas para que é que o retinol serve?

Até aos 30 anos a nossa regeneração celular demora 28 dias, o que significa que a mais ou menos cada mês o nosso corpo cria uma camada de pele fresca e fofa.

A partir dos 30 é tudo a piorar.

As células começam a regenerar-se mais lentamente e uma nova camada de pele pode demorar entre 50 a 70 dias.

De certeza que já se questionaram porque é que antigamente uma borbulha ou uma pequena ferida cicatrizava tão rapidamente e depois dos 30 as coisas passaram a demorar o dobro do tempo!?

A culpa é das células preguiçosas que não se regeneram tão rapidamente.

O retinol, essa invenção dos deuses, vai penetrar na nossa pele e fazer com que as nossas células comecem a regenerar-se mais rapidamente, porque faz com que elas pensem que são novas novamente.

Basicamente é como se as células tivessem uma crise de meia-idade, estoirassem a conta poupança reforma num Porsche e passassem a ir todos os dias para a discoteca até às 5 da manhã, só que o resultado para nós é uma pele muito mais fresca e suave.

Agora não pensem que isto é da noite para o dia, o retinol para fazer efeito necessita de meses de aplicação consistente, mas com o tempo a coisa vai!

Benefícios do nosso melhor amigo Retinol:

  • Previne rugas e suaviza as rugas e linhas de expressão já existentes, aumentando a produção de colagénio
  • Através de uma exfoliação a nível celular confere mais luminosidade a uma pele baça e sem vida
  • Regula a oleosidade da pele e impede os poros de entupirem, havendo menos borbulhas
  • Desvanece manchas, sejam elas de origem solar, cicatrizes de acne ou outras hiperpigmentações

 

Ah e tal, mas ó Triptofano eu não tenho 30 ainda (eh eh olha eu a meter nojo), achas que vale a pena usar?

Obviamente que uma pele mais jovem não vai ver tantos efeitos ao usar retinol como uma pele mais madura, porque também tem menos preocupações relativamente a sinais de idade, mas pode perfeitamente usar, porque todos sabemos que é melhor prevenir do que remediar! 

Os retinóis são todos iguais? Qual devo escolher? E como é que devo aplicar?

Aqui é onde devemos ter o máximo cuidado de forma a respeitarmos a integridade da nossa pele mas sempre de olho nos melhores resultados possíveis.

É extremamente normal que nas primeiras semanas de uso a nossa pele não fique maravilhosa.

Como o retinol vai acelerar a regeneração celular, enquanto as coisas não atingirem um equilíbrio podem ficar com descamação, secura, irritação ou mesmo com algumas borbulhas.

Mas há forma de minimizar este risco.

Primeiro, não sejam gananciosos e comecem com um retinol de baixa concentração.

Na realidade, se a vossa pele for extra-sensível iniciem o tratamento com o palmitato de retinila, o retinóide mais fraco.

Se tiverem uma pele normal que não reaja a tudo e mais alguma coisa podem aventurar-se com um retinol numa concentração à volta dos 0.2%.

Depois lembrem-se sempre que o retinol é como os acessórios, mais é menos.

Apliquem sempre uma camada muito fina de produto à noite (o retinol é inactivado pela luz solar, por isso é que os frascos também devem ser opacos) uma vez durante uma semana. Depois passam a duas vezes à noite durante duas semanas. De seguida três vezes à noite durante três semanas, até passarem a usarem todas as noites.

Pessoalmente sugiro que esperem pelo menos meio ano para saltarem para uma concentração de retinol mais forte, porque a vossa pele necessita realmente desse período para se habituar, por isso levem o vosso tempo e não apressem as coisas!

Ter em atenção para nas noites em que usarem o retinol evitarem de usar produtos muito agressivos, como peelings, ácidos ou produtos para o acne (especialmente os com ácido salicílico ou peróxido de benzoílo), porque existe uma probabilidade real de irritarem e queimarem a vossa pele.

Também cuidado em não estarem a usar inadvertidamente mais do que um produto com vitamina A, como por exemplo um sérum e um creme, porque pode revelar-se demasiado agressivo para a vossa pele principalmente se são novatos nestas andanças do retinol! 

Agora existe muita controvérsia sobre se o retinol pode aumentar a sensibilidade solar ou não!

Eu não arrisco e o meu conselho de amigo é todos os dias de manhã colocarem um bom protector solar no rosto.

Quanto mais alto melhor, porque não se esqueçam que um factor de protecção 30 diminui consideravelmente uma hora depois da aplicação!

Para terminar (que este post já vai longo) só saberem que as pessoas com rosácea podem usar retinol desde que em concentrações muito baixas (a pele é bem mais sensível) e nunca, mas nunca, mas nunca nunca usarem quando estão com uma crise.

Também importante ficarem com esta informação é que muita gente diz que o retinol não pode ser usado junto aos olhos porque é uma zona muito sensível!

É verdade que a pele do contorno dos olhos é totalmente diferente do resto da cara, mas por causa disso é que é o primeiro local a envelhecer.

Por isso, com cuidado para não enfiarem produto para dentro do olho, devem usar o vosso retinol à volta da zona ocular, para ficarem com um olhar ainda mais sublime!

Quem é que já experimentou retinol por esses lados? Gostam, não gostam, tem algum sugestão a dar?

52 comentários

Comentar post