Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Pré-Desafio dos Pássaros

05.09.19, Triptofano!

Pré-Desafio dos Pássaros

Quando vi o desafio de escrita dos pássaros achei giro mas não fiquei entusiasmado com o mesmo!

Tudo porque no passado já tinha entrado num muito semelhante em outra plataforma social onde as coisas, depois de algumas semanas, deram para o torto!

E porque é que mudei de ideias e decidi participar?

Tal reviravolta deveu-se à Bla Bla Bla, que mandou-me um e-mail a perguntar se eu não ia participar e que gostava muito de me ler e que um texto meu era melhor que a cura para a assadura entre as pernas quando usamos bikini e vamos o dia todo para a piscina! (pronto, esta parte talvez seja eu que tenha inventado um bocadinho...)

Assim sendo aqui estou eu, à espera de me desafiar com os temas que os pássaros mirabolantemente vão lançar!

Agora algo que eu não disse aos Pássaros, e que fica para vocês leitores deste cantinho descobrirem em primeira mão, é que, independentemente do tema semanal com que seja desafiado, todos os textos que criar vão ter uma temática sexual!

Vou falar de sexo porque por um lado apetece-me falar de sexo e eu gosto de fazer o que me apetece (sou um rebelde eu sei!) e por outro porque quero que de uma vez por todas conversar sobre sexo não seja um constrangimento, um motivo de vergonha, uma ruborização imediata das faces perante um termo como broche ou minete.

Se há coisa que me deixa enervado é quando chegam à farmácia e começam a falar de capotes, e cabeças, e Marias Franciscas ou pardalecas.

Não porque as pessoas não saibam os verdadeiros nomes das coisas (ok, admito que algumas possam não saber), mas parece que pronunciar prepúcio, glande, vagina, clitóris, pequenos e grandes lábios, é algo tão demoníaco que os lábios da pessoa podem naquele preciso momento apodrecer e cair.

Eu sei que há muitos profissionais de saúde que nem são profissionais nem percebem de saúde, e sei que as pessoas também não conseguem descobrir por artes mágicas quem está à sua frente, mas se for preciso eu mando personalizar a minha bata de forma a que toda a gente compreenda que pode falar comigo abertamente sobre sexo.

Sobre orgasmos, hemorróidas, ejaculações, faltas de erecção ou pêlos encravados!

Porque o sexo é natural, o que não é natural é acharmos que em pleno 2019 ainda temos que viver segundo a (falsa) modéstia do século XV!

54 comentários

Comentar post

Pág. 1/2