Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Pornografia é Traição?

23.07.19, Triptofano!

Estava eu muito sossegadito a navegar na Internet quando encontro um artigo sobre pornografia e traição.

Dizia o artigo que um homem que visse pornografia estava a trair a mulher, porque estava a desejar outra mulher que não a esposa.

E que o sexo representado na pornografia não é um espelho da realidade, ficando assim o homem insatisfeito pela banalidade do acto sexual matrimonial, levando a que a mulher se sentisse inferiorizada e fragilizada.

Obviamente que todo eu já era uma crise de urticária ainda não tinha chegado a meio do texto, porque em 2019 é inconcebível que alguém ache que só os homens é que vêem pornografia e as mulheres são seres amorfos sem desejo sexual que ficam a chorar pelos cantos.

O artigo finalizava com um belo "não cobiçarás a mulher alheia", o que me fez questionar se então é válido cobiçar-se o homem alheio ou se está tudo enfiado dentro do mesmo saco!

Apesar do machismo pulsante no texto, que decidi ignorar porque infelizmente há mentes que nasceram tortas e não se vão endireitar, fiquei a pensar se realmente ver pornografia pode ser considerado traição?

E não falo de quando um casal vê um filme pornográfico, refiro-me a quando estamos sozinhos na nossa intimidade e colocamos um vídeo com o intuito de nos estimularmos com o desconhecido (ou com o conhecido caso tenhamos algum vídeo favorito!).

Vivemos numa sociedade em que é somente politicamente correcto fantasiarmos monogamicamente? Admitir que se vê pornografia significa que não se está satisfeito sexualmente com o parceiro?

Ou, de forma moderada para não se tornar um vício incontrolável, a pornografia é uma forma segura de explorar a sexualidade?

Pornografia é traição? Sim ou não?

Qual é a vossa opinião sobre o assunto?

 

46 comentários

Comentar post

Pág. 1/2