Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

12
Mai18

Os Looks da Segunda Semi-Final da Eurovisão


Como o prometido é devido, eis a minha análise (muito pouco) profissional acerca dos looks da segunda semi-final da Eurovisão.

 

Ao contrário do post referente à primeira semi-final, que foi algo extenso, não vou falar mal analisar todos os concorrentes, mas sim instaurar um processo de classificação que servirá para ocasiões futuras.

 

Assim teremos:

 

Um vencedor do Ceptro Lunar, representado pela bela e deliciosa perna de frango  (que por acaso foi o meu jantar ontem)

 

Duas Coroas, para aquelas indumentárias que estiveram quase quase lá, mas faltou-lhes um danoninho, representada pelo emoji da coroa 

 

Dois Oh No She Better Don't, para quem não devia ter saído de casa assim vestido, sendo o emoji a mãozinha para baixo 

 

E por fim, o pior da noite, o vencedor do Buraco Negro Cósmico, que terá como símbolo o emoji ninja  (porque é um look tão mau que era melhor ter desaparecido assim num estalar de dedos).

 

Mas antes de atribuirmos os prémios vamos falar de quem?

 

 

Das apresentadoras

 

Eurovisão 2018 Segunda Semi-final Apresentadoras

 

As senhoras sem dúvida são elegantes, mas questiono quem é que escolhe as roupas para elas usarem, porque são assim, digamos, peculiares.

 

O vestido da Daniela Ruah era bonito, mas aquele efeito vincado no fim do vestido era desnecessário e acaba por lhe tirar alguma beleza.

 

A Catarina Furtado parece um bolo de casamento - nem consigo dizer mais nada de tão mau que o vestido é!

 

A Sílvia Alberto tinha tido uma escolha vencedora se não fosse aquela penugem nos ombros, que a deixou parecida com um espanador ou uma avestruz.

 

A Filomena Cautela, em comparação com a semi-final passada estava muito melhor, dando o vestido alguns ares de inspiração greco-romana. No fim de contas foi a que se safou melhor entre as 4.

 

Eurovisão 2018 Segunda Semi-final Apresentadoras

 

Para gáudio de todos, as meninas fizeram uma mudança de indumentária para protagonizarem um belíssimo número de dança.

Mas será que as roupinhas escolhidas foram melhores que as primeiras que tinham?

 

A da Daniela Ruah sem dúvida, às vezes menos é mais, era um vestido que pautava pela simplicidade mas que lhe ficava muito bem, sem acessórios espalhafatosos.

 

O da Sílvia Alberto era pavoroso, criando-lhe um volume de que ela não precisava, além de que foi tão bem concedido que quando ela encheu mais o peito de ar a parte de cima abriu-se toda.

 

A Catarina Furtado estava com uma criação muito bonita sem dúvida, mas se a parte da frente fosse um bocadinho de nada mais descida ficava perfeita, assim parecia demasiado nua.

 

A Filomena Cautela, eu percebo que a indumentária era a ideal para dançar a música que foi escolhida para ela, mas meus senhores, ela parecia uma octagenária vinda de um coro de Gospel. A senhora merece um bocadinho mais no que toca à escolha das roupas.

 

Vamos deixar as apresentadoras sossegadas e passar para os prémios desta segunda semi-final.

 

 

Coroa 

 

Eurovisão 2018 Roménia

 Roménia

 

A cor ficava-lhe bem e o corte no geral também favorecia a cantora.

Simplesmente dava uma tesourada naquele pedaço de tecido entre as pernas, que não estava ali a fazer nada, e ajustava-lhe um bocadinho a parte de cima para ficar menos largueirona. Mas de resto, tendo em conta as opções por onde tinha de escolher, é uma das vencedoras da coroa da noite.

 

Eurovisão 2018 Eslovénia

Eslovénia

 

Um vestido apropriado para o estilo e tipo de canção apresentado, jovem, moderno, irreverente e com algumas transparências que ficam sempre bem.

Mas aquele pedaço de plástico na parte da frente do vestido? Arruinou completamente as chances de ganhar o ceptro lunar da noite. Foi mesmo por uma unha negra, mas são os detalhes que podem arruinar um look perfeito.

 

 

Ceptro Lunar 

 

Eurovisão 2018 Letónia

Letónia

 

Normalmente não sou muito apreciador de vestidos conjugados com calções, mas fiquei rendido a este. A cor era linda, as transparências estavam no local certo, o corte favorecia o corpo da cantora, tinha glamour e uma elegância que faltaram a tantas outras roupinhas que desfilarem pelo certame. Palmas para a Letónia.

 

 

Oh No She Better Don't 

 

Eurovisão 2018 Austrália

Austrália

 

Por favor, despeçam quem teve a audácia de colocar na melhor intérprete da noite, um dos piores vestidos de sempre. Era um bocado de tecido atado ao tornozelo, uma faixa a pender que mais parecia papel higiénico colorido, um amontoado no ombro, outro na anca.... Não, não e não!

 

Tiravam todos esses acessórios que só estão a fazer lixo visual e ficava um vestido simples mas apropriado para o tema e que deixava a intérprete respirar.

 

 

Eurovisão 2018 Holanda

Holanda

 

O representante da Holanda abusou um bocadinho nos padrões e o resultado foi que ficou a parecer o dono de uma casa de meninas, ou de meninos, que isto não podemos discriminar nos dias de hoje. Dizer mais alguma coisa para quê?

 

 

Buraco Negro Cósmico 

 

Eurovisão 2018 Montenegro

Montenegro

 

Não há palavras para descrever este atentado visual.

 

A cor, o corte, enfim, tudo! Por favor, peguem neste look e em vez de o colocarem no museu da Eurovisão (deve haver um certo?), usem-no para acender o grelhador, agora que o calor chegou e dá vontade de ir almoçar ao ar livre.

 

 

E para vocês, quais foram os melhores e os piores da noite? 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D