Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

O meu maior arrependimento

06.11.17, Triptofano!

Todos nós temos coisas de que nos arrependemos na vida, decisões que na altura nos pareceram acertadas mas que com o passar do tempo percebemos que deveríamos ter ido por outro caminho.

 

No meu caso concreto, há algo que me atormenta todos os dias, que me faz ficar furioso comigo mesmo e que já causou alguma fricção no meu relacionamento com o cara metade.

 

O que eu me arrependo, mas arrependo com todo o meu ser, foi não ter comprado o raio duma cama maior quando adquirimos a mobília para a casa onde estamos a habitar de momento.

 

Nós vimos uma cama bem maior do que a que temos, na altura o meu irmão estava connosco e conseguíamos estar os três deitados com espaço de sobra. Mas não comprámos porque depois o quarto ia ficar muito cheio; porque se calhar era mais difícil comprar lençóis para uma cama tão grande, porque na realidade estávamos tão apaixonados - eu e o cara metade, não eu e o meu irmão, não estejam a pensar em relações incestuosas ok?- que íamos querer dormir em conchinha todas as noites!

 

Tretas minha gente, tudo tretas, especialmente a parte da conchinha! Sim, tentámos dormir agarradinhos um ao outro nas primeiras três ou quatro noites. Mas e o calor que a outra pessoa nos faz? E quando ela não cortou as unhas dos pés e parece que estamos a ser atacados por um gato selvagem? E arranjar posição para dormir? E tentar ignorar o bafo quente da pessoa na nossa cabeça que só nos faz lembrar que estamos debaixo de uma conduta de ar no autocarro?

 

Após as tentativas heróicas de dormirmos qual casal lapa, percebemos que resultava melhor se cada um dormisse no seu lado. Mas ou a cama é muito pequena, ou a gente é muito grande, porque parece que o lado que nos calha é sempre uma quantidade de colchão mínima. E depois existe sempre um pé que passa a fronteira. Ou alguém que se queixa que está a dormir na beirinha e basta um movimento para se estatelar no chão. Chegámos ao ponto de usar um fio para fazer uma divisão palpável da cama - é deprimente eu sei.

 

E se tudo isto não bastasse, existe a luta pelos cobertores. Um puxa daqui, outro puxa de acolá, alguém no meio deste processo morre de hipotermia porque o outro trancou o tecido debaixo da pança. Um verdadeiro inferno!

Por isso é que, quando eu e o cara metade vamos de férias para algum lado, a nossa maior alegria é descobrir que o quarto de Hotel tem camas separadas!

 

 

O LEITOR DECIDE.png

 

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    13.11.17

    Cara Sweetener, primeiro que tudo, se concordares, vamos tratar-nos por tu. Afinal aqui na blogesfera somos todos uma grande família!
    Fico feliz por este cantinho ter uma boa reputação, e ainda mais feliz fico por teres gostado dos meus posts e de teres subscrito! O mínimo que posso fazer é mandar-te um grande beijinho de agradecimento

    Realmente as séries e os filmes colocam-nos no nosso imaginário toda uma perfeição no que toca ao acto de dormir, que vai ser perfeito e maravilhoso, e que com sorte ainda acordamos minimamente penteados e apresentáveis para abrir a porta a um vizinho madrugador! Mas é mentira - ou pelo menos eu ainda não encontrei ninguém que me dissesse que dormia de forma angelical com a sua cara metade
    Realmente acho que mais vale gastar um pouco mais e fazer roupa de cama à medida do que andar sempre num conflito "faixa de gaza" para ver quem é que consegue um palmo mais do colchão
  • Imagem de perfil

    Sweetener

    26.11.17

    Triptofano, concordo tratar-mo-nos por tu e aliás, costumo fazer isso. Mas quando vou parar a um espaço novo, nunca sei que pessoa vou encontrar do outro lado e ainda há quem pensa que o tratamento pessoal é uma "falta de respeito". Após a primeira abordagem, se assim entender, passa a ser "tu cá tu lá"
    Fica caro ter uma cama tão grande e os lençóis por medida, não vou dizer que não. Mas compensa! E esse é já um ponto assente entre mim e o Doce: quando tivermos o nosso canto, é king size. Estamos em sintonia numa das grandes decisões, por isso, já não é mau!
  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    04.12.17

    Sweetener, como eu te percebo. Eu também costumo ser muito cauteloso nas abordagens, então como no meu trabalho trato toda a gente por você e por senhor e senhora, isso acaba por transitar para a minha vida na blogesfera. Mas sabes que há pessoas que conseguem ser totalmente desrespeitosas usando o você - por isso o respeito pouco tem a ver com a forma como usas a segunda pessoa do singular ou do plural!

    Acredito que compense, como eu gostava de ter assim uma cama gigante. Só que o problema é que na casa onde estamos a viver se tivéssemos optado por uma cama maior iria haver muito pouco espaço para o resto. Basicamente era a cama e um espacinho para se abrir a porta.
    Pode ser que quando troquemos de casa arranjemos um leito maior para não haver discórdia ao deitar
  • Imagem de perfil

    Sweetener

    15.12.17

    Acredito e sei, também por experiência própria, que o tratamento na terceira pessoa pode ser tão mais desrespeitoso que qualquer outro...
    Pois, o problema das casas pequenas... Acho que todos sofremos desse mal!
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.