Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

15
Dez17

O Lucas


Quando li esta história percebi que a tinha de partilhar aqui no blog.

Pela mensagem de esperança que transmite, pelo amor que encerra, mas também para relembrar que a crueldade das pessoas consegue ultrapassar o inimaginável.

 

Que há seres humanos que de humanos não possuem nada, que são mais lixo do que aquele que apodrece nos aterros.

 

Esta história fez-me chorar.

Chorar de alegria por ainda haver pessoas que valem a pena, mas também de raiva por não conseguir compreender como é que há gente tão vil neste mundo.

 

Partilho a história porque ela precisa de ser divulgada, para nos lembrarmos que ainda há finais felizes!

 

"O Lucas viveu oito anos no canto de uma cozinha. Nunca de lá saiu. Dormia, comia e defecava naquele canto. Oito anos.

O Lucas foi acolhido na União Zoófila. Foi há dez anos. Dez anos.

O Lucas foi chamado Lucas Preto, porque, na altura, havia outros três Lucas na União Zoófila. Um deles faleceu entretanto. Outro foi adoptado. O terceiro permanece à espera de uma família.

Na União Zoófila, o Lucas Preto revelou uma estranha relação com o espaço.

Resistia a sair da sua boxe. Ficava à porta, enquanto os seus companheiros aproveitavam o espaço de recreio. O mundo do Lucas tinha a dimensão do canto onde havia passado oito anos.

O Lucas não saía da entrada da boxe. Por isso, começámos a levá-lo em passeio no exterior do abrigo. E ele gostou.  O Lucas caminha com um passo de trote. Parece um cavalinho.

O Lucas Preto passou dez anos na União Zoófila. E foi ficando cada vez mais bonito. As sobrancelhas cobriram-se de branco e pinceladas brancas distinguiram-lhe igualmente a barbicha.

O Lucas Preto tem quase 18 anos. Mas o melhor da vida dele ainda está para vir. O melhor da vida do Lucas é agora.

O Lucas foi adoptado. Esta frase não parece verdade. É preciso escrevê-la de novo. O Lucas Preto foi adoptado. O Lucas Preto foi adoptado. O Lucas Preto foi adoptado. Adoptado. O Lucas Preto. 

Não, não há milagres. Há trabalho. Há frustração. Há sofrimento. Há mais trabalho. Há alegria também. Não, não há milagres. Mas, às vezes, até parece...

Querido, querido Lucas, a tua vida é agora.

Muito, muito, muito, muito, muito, muito obrigada aos adoptantes."

 

25158133_10159854354905311_8487426635489742333_n.j

 

Texto e imagens retirados do Facebook da União Zoófila. Podem ver o original aqui, bem como mais fotos do Lucas!

 

O meu muito obrigado a todos aqueles que trabalham todos os dias em prol dos animais e da sua felicidade.

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D