Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

22
Out18

Minimalismo Cosmético


Eu nunca serei aquela pessoa que vai abraçar de corpo e alma o minimalismo.

 

Tenho admiração por quem consegue ter um armário só com 15 peças de roupa, ou viver exclusivamente com um prato e um copo e um talher de cada família, ou não endoidecer pela sua lista de reprodução do Spotify contar apenas com 12 músicas.

 

Eu nunca serei essa pessoa.

 

Eu preciso de coisas, de muitas coisas, de toneladas de coisas.

 

Posso vestir sempre as mesmas calças e blusas, posso beber o meu chá sempre da mesma caneca, posso ouvir em repeat a mesma música durante dias, mas tenho que ter opções.

 

Ter opções para mim é sinal de liberdade, é saber que se quiser escolher tenho essa capacidade, e não estou limitado a um limitante número de opções.

 

É o mesmo com os produtos de cosmética.

 

Eu sinto-me confortável tendo muitas, mas muitas opções acerca de que produto é que vou usar certa manhã, mesmo que instintivamente use sempre o mesmo creme.

 

Só que também tenho a percepção que demasiadas coisas acabam por criar muito barulho na minha vida. É como se estivesse constantemente a conviver com um som de estática que vai-me endoidecendo aos poucos e poucos.

 

Compreendi isso quando há uns dias decidi arrumar o caos que é a minha casa-de-banho.

 

Apesar de eu achar que organizar todos os meus cosméticos fosse algo relaxante mostrou-se uma actividade pavorosa, porque sempre que eu achava que tinha terminado aparecia mais um frasquinho, ou um boião, ou uma bisnaga.

 

No meio das arrumações deixei cair um frasco de Noreva Sebodiane DS Sérum quase cheio.

 

Dei por mim a verter uma lágrima.

 

Por um lado porque tinha partido um produto e estava realmente triste. Por outro porque tinha partido um produto e estava feliz porque era menos um que me estava a ocupar espaço, ainda por cima pelo ritmo a que eu o gastava lá para 2028 ainda haveria alguma coisa na embalagem. Por um outro lado, porque o frasco era de vidro e um caco tinha-se-me espetado no pé.

 

O meu maior problema é o facto de eu não saber deixar ir.

 

Eu não consigo acabar um gel de banho porque tenho pena de deitar fora o recipiente. Eu não termino um creme porque até gostei dele e talvez queira um dia voltar a usá-lo e não me preocupar se ele foi descontinuado ou não. E acabo por acumular coisas, umas fora de validade, outras autênticas relíquias de museu, umas novas, outras meio-cheias, umas por abrir, outras já vazias mas às quais ainda tenciono raspar o interior da embalagem.

 

Minimalismo Cosmético

IMG_20181022_101158.jpg

 

IMG_20181022_101046.jpg

 

IMG_20181022_101133.jpg

 

 

E isto não é saudável para mim.

 

Não quero passar a viver com um creme que dê para dia e noite e um sabonete para lavar a cara, nem pensar em tal coisa, mas quero criar espaço na minha vida de forma a poder receber mais dignamente coisas novas.

 

Assim sendo tomei algumas resoluções.

 

Primeiro é que não vou comprar mais nenhum produto de cosmética sem que tenha primeiro acabado todos os outros que possua para a mesma funcionalidade.

 

Segundo, posso trazer amostras do trabalho sim senhor, mas apenas uma por cada referência. Para perceber se gosto de um produto não necessito de trazer 26 amostras que vão ficar a ganhar pó.

 

Por fim, passar a dar coisas.

 

Não vou dar nada que já tenha em casa, porque não me sinto bem a oferecer coisas que já usei.

 

Mas quando me ofertarem algo no trabalho que por exemplo não seja para o meu tipo de pele então vou esforçar-me por descobrir alguém que realmente faça uso do produto, em vez de ele ficar numa estante da minha casa-de-banho em exposição.

 

Claro que se me derem um incrível sérum anti-envelhecimento e um creme para peles normais a mistas vai ser mais difícil não os incluir na minha colecção, mas também uma pessoa não é de ferro certo?

26 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D