Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Massagem com Final Feliz


Triptofano!

12.12.18

Muita gente pensa que ser farmacêutico comunitário é uma versão mais fina de trabalhar numa caixa do Pingo Doce, passando o dia todo a registar medicamentos com a pistola scanner.

 

E a verdade é que não estão totalmente errados, porque grande parte do meu dia é fazer pi..pi...pi... só que em vez de ser em couves e iogurtes sem lactose é em medicamentos para o colesterol e pomadas para o hemorroidal.

 

E deixem-me que vos diga que eu sou um perito na pistola.

 

Eu pego nela, olho para a pilha de medicamentos que tenho à minha frente e desato num pi.pi.pi.pi.pi furioso, dando volta e meia uma pistolada aos olhos do cliente, que nem se queixa porque lhe acabei de poupar umas centenas de euros na operação à correcção da miopia.

 

Só que o meu trabalho também consiste em vender cosmética, que como vocês sabem é algo que me agrada muito.

 

O problema é quando eu não engraço com um produto.

 

Aí, por melhor que ele seja, é-me difícil vendê-lo, porque gostarmos de algo é meio caminho andado para termos sucesso na venda, já que a nossa atitude comercial é totalmente diferente do que quando achamos que certo produto não é grande coisa.

 

Ora isto acontece com um óleo que eu tenho na farmácia.

 

Ele até é supostamente muito bom, número um de vendas em França, mas eu não vou à bola com ele.

 

Tudo porque supostamente é um óleo seco mas sempre que o experimento em mim fico todo pegajoso.

 

Não sei se ponho a mais, se sou demasiado peludo, só sei que nos minutos a seguir pareço um daqueles pega-monstros que se colavam à parede e morriam lá.

 

Um dia destes, uma cliente com quem eu já tenho alguma confiança, mostrou interesse pelo óleo. E eu imediatamente pensei, vou ter que fazer esta venda, dê por onde der.

 

A senhora, vamos chamar-lhe de Mitó que é um nome que eu acho que lhe assenta bem, é um amor de pessoa.

 

Sessentona, viúva, tem uma forma de falar muito característica. Imaginem um cruzamento de uma tia de Cascais com alguém que tomou 2 Xanax 0,25 e um Valdispert 450.

 

A Dona Mitó pediu-me para cheirar o óleo, e eu, todo empenhado na venda, ofereci-me para fazer melhor.

 

Pedi-lhe o braço para colocar o produto e comecei a fazer uma massagem para ter a certeza que ele não ficava pegajoso e absorvia o máximo possível, enquanto falava do seu poder anti-oxidante, das suas capacidades hidratantes, de como podia usar no corpo, rosto, cabelo....

 

Quando dou por ela vejo que a senhora está vermelha como um tomate, e pensei que tinha ela tinha acabado de desenvolver uma reacção alérgica que se tinha manifestado na cara.

 

No momento a seguir começo a ouvir um som gutural vindo do corpo dela:

 

Oh Doutor Triptofano, oh Doutor Triptoooofaaaanooooo

 

Nesse momento fui eu que fiquei ruborizado da cabeça aos pés, mas enquanto a senhora revirava os olhos enebriada certamente com o perfume do óleo, decidi que já que tinha começado era para ir até ao fim.

 

 A verdade é que a minha inofensiva massagem teve um final feliz.

 

A senhora ficou tão encantada com o produto que além do óleo levou o perfume e o creme de rosto da mesma marca!

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D