Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

28
Ago18

Kafeine - Coffee and Brunch


Sabem aquelas revistas de culinária cheias de receitas onde uma está destacada a negrito como aquela que Se fizer só uma, faça esta?

 

Pois bem, quando forem ao Kafeine é essencial provarem as tostas com manteiga de wasabi.

 

Mas vamos por partes.

 

Na minha demanda para encontrar locais onde tomar o brunch em Lisboa sem ficar automaticamente pobre, descobri um espaço recentemente aberto no Tivoli Fórum, em plena Avenida da Liberdade.

 

O Kafeine descreve-se como um espaço industrial-tropical, e quem é a pessoa que vocês conhecem que também tem um estilo industrial-tropical?

A Ana Malhoa!

E quem é que adora a Ana Malhoa?

A minha pessoa!

Por isso era o universo a enviar-me sinais de que o sítio onde eu devia estar era no Kafeine.

 

Depois de cinco minutos perdido (quando descerem as escadas rolantes para o piso da restauração não vão em frente, virem-se para a direita e para trás) encontrei o espaço, facilmente identificado pela esplanada cheia de plantas.

 

Lá dentro perdemos a noção de localização geográfica.

A parede cheia de macacos que só me faziam lembrar os da Frida Kahlo, as paredes de cimento, a iluminação, a música ambiente, as cadeiras e mesas de diferentes alturas, tudo dava a sensação que tanto poderíamos estar em Lisboa como na Cidade do México ou em Nova Iorque.

 

Mas e o brunch perguntam vocês?

 

Primeiro que tudo é barato.

13 euros para um brunch na Avenida da Liberdade é quase dado. Por eu isso eu se fosse a vocês apressava-me antes que o preço suba.

 

No brunch está incluído uma torrada ou ovos, fruta e iogurte-granola, uma pan-cake (não é erro de escrita, é mesmo assim) e um sumo ou uma bebida quente.

 

E é tudo delicioso e impecavelmente bem feito.

 

O iogurte e a granola são irresistíveis; os ovos benedict são bem cozinhados, com um molho holandês irrepreensível e ficam ainda mais gulosos porque são acompanhados de bacon; o sumo de amora e manjericão é óptimo.

 

Quanto à pan-cake, não é aquela panqueca fininha que estamos habituados a ver, mas sim um verdadeiro bolo de frigideira, alto, fofo, de fazer escorrer água pelos cantos da boca.

 

É acompanhado com fruta fresca, granola e um topping à escolha e é simplesmente memorável (apesar da granola na panqueca para mim ser dispensável e preferir que a fruta viesse ao lado de forma a conservar a sua frescura).

 

Além do brunch decidimos provar uns tacos al pastor, que para tacos não tinham nada a apontar mas para serem al pastor senti que pecaram pela falta de ananás, coentros e cebola e por um pequeno excesso de molho barbecue (adorei foi o facto de no menu haver um link para um artigo onde ensinam a comer de forma adequada os tacos sem ficarmos sujos da cabeça aos pés!).

 

Mas onde é que raio estão as tostas com manteiga de wasabi?

 

Já lá vamos!

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

 

Quando terminámos a refeição eu e o Cara-Metade ficámos com um mix-feeling, por um lado muito satisfeitos com as nossas escolhas mas por outro com pena porque havia outros pratos que nos tinham piscado o olho.

 

Por isso fizemos algo que não é nosso habitual, um par de semanas depois voltámos ao Kafeine, um bocadinho com medo que algo nos fizesse gostar um pouco menos do espaço.

 

Medo infundado, foi tudo excepcional.

 

Desde a água Kafeine, especialmente purificada por eles (sim ao que parece há locais que usam filtros XPTO para servirem água de qualidade superior e o Kafeine é um desses sítios), passando pelo couvert - guacamole, pico de gallo e tortilla chips - e terminando em todos os pratos que provámos (confesso que fomos super lambões porque provámos imensa coisa, mas apesar de termos acabado a refeição cheios não ficámos com aquela sensação de peso e indigestão como muitas vezes acontece!).

 

Relativamente aos pratos embarcámos numa viagem pelo mundo, e é fantástico ver a quantidade de pormenores, mestria e carinho que são colocados em cada um deles.

 

Desde o Pho Vietnamita para comer com pauzinhos (e que eu aconselho a comer bem quentinho) onde se encontra um equilíbrio ácido-picante da lima e da malagueta, aos Cous-Cous Ptitim de Marrocos enriquecidos com romã, alperce e limão preservado, terminando na América do Sul com um saborosíssimo Ceviche de Quiona, ceviche este que era acompanhado pelas tostas com manteiga de Wasabi.

 

E estas tostas minha gente, estas tostas eram qualquer coisa de outro mundo. Se eu pudesse tinha ido à cozinha e enfiado a língua na manteiga de Wasabi de tão boa que era! Por favor, provem!!!

 

Ainda enfiámos o dente no Burguer 100% Vaca com marmelada de cebola e um óptimo pão bretzel tostado, acompanhado com chips de batata doce, uma deliciosa maionese de chipotle e salada (e aqui a salada não são cinco folhas de alface deslavadas, tem, entre outros, rabanetes e azedas) e no Beet, um pão multigrãos com beterraba assada, queijo feta, tahini e tâmaras, simplesmente divinal.

 

Para encerrar, um café especialidade, não fosse o nome do espaço Kafeine, 100% Arábico, 100% do Brasil, sem misturas e com um sabor que vai fazer o delírio dos verdadeiros amantes do café, e uma fatia de bolo da casa, com banana e nozes-pecan, muito guloso mas um bocadinho de nada mal cozido na ponta (pessoalmente preferia que em vez da banana desidratada no topo viesse com banana fresca mas gostos são gostos!).

 

Resumindo, seja para Bruncharem ou terem um almoço mais rápido ou aventurarem-se numa volta ao mundo o Kafeine é o local que devem conhecer.

 

Com um ambiente moderno e relaxado, com um atendimento simpático e prestável, com opções saudáveis (entre elas algumas vegetarianas e sem glúten) e outras não menos saudáveis mas mais pecaminosas, o Kafeine é com certeza um sítio onde vou voltar muito brevemente.

 

Nem que seja para pedir que me dêem um "tamparulero" com manteiga de wasabi!

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

Kafeine

 

 

Kafeine Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D