Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Já não há Friend Zone neste País?


Triptofano!

08.01.19

Fazendo minhas as palavras de uma passageira do autocarro que extremamente chocada relatava para quem quisesse ouvir a chamada telefónica do Senhor Presidente à Cristina Ferreira, as pessoas estão todas malucas.

 

Antigamente existia a Friend Zone, aquela área onde os sentimentos amorosos morriam por mais que uma pessoa tentasse transpor as fronteiras e passar para a Love Zone.

 

Hoje em dia existe a No Zone que transita imediatamente para a Sex Zone, que é a mesma coisa que dizer que as pessoas passam de não conhecer a outra de lado nenhum para lhe quererem saltar para dentro das cuecas.

 

Eu percebo que o sexo seja uma necessidade básica como beber ou dormir, mas parece-me que existe muito boa gente por aí com uma desregulação endócrina o que as faz ter as hormonas aos pulos, porque não interessa se são solteiros, se são casados, se a outra pessoa está comprometida ou não, o importante parece ser pinocar o mais rapidamente possível não vá o aparelho reprodutor gangrenar com falta de uso ou coisa que o valha.

 

É aceitável receber propostas indecentes se estivermos em plataformas de engate como o Tinder, afinal não podemos ser extremamente ingénuos.

 

O nosso perfil até pode dizer que estamos interessados em passeios na praia e conversas prolongadas com o pôr-do-sol como pano de fundo, mas isso não significa que não vá haver quem tente a sua sorte e pergunte se estamos interessados em dar uma cavalgada sem sela.

 

Agora no Instagram é que eu não compreendo.

 

Desde quando é que o Instagram passou a ser uma plataforma de ataque?

 

Uma pessoa até tem medo de abrir a caixa de mensagens porque quando dá por ela PIMBA, pila na cara.

 

É que é assim tudo tão rápido que nós até demoramos uns segundos para processar o que nos deixou atordoados, até identificarmos o órgão fálico que nos entrou pelos olhos dentro.

 

No passado mandavam-se Gifs com rosas cheias de glitter e gatinhos a bocejar, agora a moda é mandar uma pila e ver se pega.

 

Mas é suposto eu olhar para a pila de um desconhecido (ainda é mais assustador quando não é de um desconhecido) e começar a salivar? Ou ficar com cócegas ali na zona do períneo?

 

Minha gente, eu sou detentor de uma pila (bonita até), mas sou o primeiro a dizer que uma pichota, tesa ou não, não é uma obra de arte!

 

Não é uma imagem que nos expanda o cérebro e nos faça transitar para outra dimensão. Muitas vezes é algo bastante feio e perturbador.

 

Pior do que quem manda fotos de pila é quem não tem a noção que a sua genitália é algo parecido com a Guernica de Picasso.

 

Somos todos diferentes e é muito bonito a história do body positivity e coisas que tais, mas também há que ter alguma capacidade de auto-crítica.

 

Se a nossa piloca parece que foi vítima de um atropelamento em cadeia então talvez seja melhor mandarmos fotos de outra zona do corpo que não faça ninguém ficar com refluxo.

 

Para perceberem o drama da inexistência da Friend Zone neste país, há uns dias recebi uma mensagem no Instagram de um rapaz que tinha conhecido há muitos anos por intermédio de uma amiga.

 

Depois de ele me mandar um olá e perguntar como eu estava, convida-me para um café.

 

Ora isto começou logo a fazer soar-me um alarme de Tentativa de Engate na minha cabeça.

 

Uma coisa é alguém meter conversa e perguntar pela vida, mas menos de um minuto depois já estar a convidar para um café?

 

Respondi-lhe com um dia destes talvez, que basicamente significa nem pensar, nunca na vida, põe-te a andar.

 

Ou ele não percebeu ou não quis perceber, porque de seguida informa-me que se eu quisesse podia ir tomar café na casa dele.

 

Resumindo, pessoa com quem eu falei duas vezes há uns 6 anos atrás de repente descobre que eu existo e quer convidar-me para um café na casa dele.

 

Acham que esta pessoa está interessada em construir uma amizade?

 

Pois não me parece!

 

Conto-vos mais.

 

Na semana passada estava eu no autocarro muito sossegado na minha vida quando entra um moço que fica a olhar fixamente para mim durante a viagem toda, com aquele olhar que é um misto quero-te comer com vou dar-te uma naifada nos rins.

 

Quando finalmente chega a estação dele ele diz-me umas palavras com um ar pseudo sensual, sai e continua a olhar para mim enquanto o autocarro se afasta.

 

O que foi que ele disse perguntam vocês?

 

Na realidade não faço ideia, porque eu tinha os auriculares enfiados nos ouvidos com a música no volume máximo, por isso ele até me pode ter perguntado as horas ou eu poderia estar com uma aranha gigante na cabeça e ele só me queria avisar.

 

Mas quase de certeza que foi algo ordinário, o que me faz ter mais certezas que a Friend Zone deste país desapareceu.

 

Dizem que é impossível um homem e uma mulher serem amigos sem segundas intenções.

 

Mas então e dois homens homossexuais?

 

É possível ter uma amizade sem um dia nos espetarem literalmente com uma pila na cara?

 

Será que as pessoas só se aproximam com a esperança de ter alguma acção sexual?

 

Teremos chegado a um ponto em que temos de ter medo de equacionar ser amigos de alguém porque em alguma altura essa pessoa vai-nos perguntar se pode dar uma snifadela nas nossas cuecas?

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D