Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

12
Set18

Grrr...Sou Vítima de Discriminação!


Quem me acompanha aqui no blog sabe que eu e os cosméticos somos unha com carne!

 

Gosto de saber as novidades, experimentar novas texturas, estudo a fundo as promessas milagrosas de certas marcas para perceber se realmente são promissoras ou é tudo marketing, deliro com cremes que se transformam em gel e depois em óleo e depois em unicórnios coloridos que cavalgam velozmente na nossa epiderme, e acumulo quantidades astronómicas de produtos meio-cheios na casa-de-banho, já a ganharem um boa camada de pó, mas dos quais não me consigo desfazer porque nunca se sabe quando é que posso ter um surto de rosácea acneica com micro-pigmentações descamativas (uma pessoa precisa de estar preparada para todas as eventualidades!).

 

No trabalho os meus colegas já sabem que sou eu que domino a parte da cosmética por isso quando há alguma dúvida pedem-me ajuda!

 

Atenção não é que eu saiba tudo, e quando não sei não invento para não dar parte fraca, mas interesso-me verdadeiramente e se for preciso telefono para os laboratórios, mando e-mails, tudo para o utente levar o produto mais correcto para ele (isto quando os utentes não insistem que querem levar algo que não é de todo o melhor para a sua pele, mas aí já não posso fazer nada).

 

O meu balcão fica mesmo à frente dos lineares de cosmética, de forma a eu poder controlar mais facilmente o que se vende e estar de olho em algum colega mais afoito que esteja a aconselhar um creme nutritivo para uma pele oleosa desidratada ou um tónico quando a pessoa lhe pediu uma água de limpeza.

 

Apesar disto tudo, continuo a ser vítima de discriminação.

 

Não porque os meus colegas achem que sou X ou Y por colocar seis cremes de manhã - quando eles estiverem enrugados e eu não depois hão-de-se arrepender - mas porque não há semana que não se chegue uma utente ao pé de mim com esta conversa:

 

Olá bom dia, eu queria comprar um creme, mas olhe eu preferia falar com uma das meninas, é que elas percebem mais do assunto!

 

É que não é uma menina em particular, é uma menina qualquer, pode ser a estagiária ou a podologista, desde que seja uma menina está tudo bem.

 

Aqui a minha pessoa, detentora de uma genitália baloiçante, não serve para aconselhar um creme para o belo rosto da senhora.

 

Digam-me lá se isto não é ser vítima de discriminação?!?!

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D