Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

02
Mar18

Famílias de aluguer


Na revista Courrier deste mês figura um artigo interessantíssimo sobre a expansão do negócio das famílias de aluguer no Japão.

 

Existem firmas de actores, que mediante um pagamento tabelado, fornecem o membro da família/amigo que a pessoa pretender. Desde um pai, a um irmão, a um melhor amigo choroso num funeral, tudo é passível de se obter.

 

Cada actor apenas pode ter cinco papéis em paralelo, de forma a evitar o desgaste psicológico do mesmo e também para minimizar o risco do "esquema" ser descoberto.

 

E o papel interpretado pode ser apenas por um dia - existe quem tenha casamentos onde metade dos convidados estão a representar - ou por vários anos, como é o caso de mulheres solteiras que preenchem um formulário para obter o pai ideal para a sua criança.

 

Para nós ocidentais, tal prática pode parecer completamente extravagante, mas no Japão, onde as famílias sofreram uma redução drástica e os indivíduos cada vez vivem mais fechados sobre si mesmo, não expressando opiniões nem emoções nas interacções com os seus pares, a possibilidade da construção da família perfeita ou da substituição de um ente querido falecido por um actor de forma a minimizar a perda é uma realidade cada vez mais presente no dia-a-dia.

 

Numa sociedade que cada vez mais vive de aparências, será que nós aqui em Portugal também veremos nascer uma empresa deste cariz?

 

A verdade é que este tipo de representação já existe, no papel das acompanhantes, que mediante um pagamento se tornam as namoradas perfeitas, jovens e fogosas, por uma ou mais noites.

 

Mas estaremos preparados para substituir pais, maridos, amigos, filhos, por actores moldados aos nossos interesses e expectativas?

 

Temos receio de um futuro dominado por robots, mas não estamos a caminhar em passos largos para a automatização do ser humano?

26 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D