Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

08
Mar18

Este Post é (quase) todo sobre a Ana Malhoa!


Estou atrasado na resposta aos desafios virtuais aqui da blogosfera, mas isso já não é novidade nenhuma, visto que eu estou constantemente atrasado para alguma coisa.

 

Na realidade, já ponderei muito seriamente em mudar o nome do blog de Triptofano, para Melodramas de um Atrasado, pelo menos haveria uma diminuição do número de pessoas que se queixam de não conseguirem pronunciar o nome aqui do espaço sem terem de enrolar a língua toda.

 

O tema da passada sexta-feira para o Desafio das 52 semanas é Pessoas que eu gostaria de conhecer/ter conhecido.

 

E eu aqui vou ser muito honesto, eu prefiro ler sobre a vida de pessoas inspiradoras do que as conhecer em carne e osso. Porque nós criamos uma projecção de uma pessoa que às vezes não corresponde totalmente à verdade, e depois a desilusão é grande.

 

Imaginem que eu agora ia jantar com o Gandhi, primeiro tinha que ser numa altura que ele não estivesse em greve de fome, senão eu ia sentir-me mal a comer meio kg de batatas e o senhor a olhar para mim com ar reprovador.

Depois provavelmente ia haver necessidade de intérprete a não ser que eu quisesse ficar a olhar para ele com um sorriso parvo durante todo o jantar, e por fim, de que é que nós íamos falar?

Será que ele começava logo a desbobinar a história da vida dele? Acharia eu que ele era um convencido? Ficaria chateado por não poder eu dissertar sobre as minhas unhas que me dão cabo constantemente das meias? Seria possível fazer perguntas mais ordinárias como se fossemos best friends sem o ofender?

 

Por isso é que eu prefiro manter a distância das pessoas que me fascinam.

 

Tirando obviamente o caso da Ana Malhoa, que eu ando mortinho, mas mortinho mesmo para a conhecer ao vivo. Já sei que quando isso acontecer, além da selfie que eu tenho de tirar com a moça, o resto da experiência vai ser pautado por mim com um ar de imbecil e um sorriso de semi-atrasado mental a pensar em algo inteligente para dizer, e a acabar apenas por balbuciar um "o meu universo és tu" que nem sequer é uma música dela.

 

Eu sei que tive a oportunidade de lhe demonstrar todo o meu amor no Coliseu, quando fui ao concerto épico que ela realizou, e que um dia irei aqui relatar, mas fiquei com medo, fiquei com pavor que ela olhasse para mim e que não me considerasse digno, e ela que passou tantas vezes ao pé de mim, e eu cheio de inveja das pessoas que iam tirar fotos com ela - que muito honestamente tinham ar de nem serem metade dos admiradores que eu sou!

 

O cara-metade bem me disse, vai lá dar-lhe dois beijinhos. Mas a Ana estava suada, e eu não queria que ela se sentisse desconfortável comigo a aproximar-me dela assim toda hidratada pela água que saía dos seus poros.

Foi esta a desculpa esfarrapada que dei ao cara-metade, mas no fundo eu queria era pegar na cara húmida dela e esfregá-la pelo meu corpo todo e estar mês e meio sem tomar banho. E acabei por não interagir com ela. Dei o meu melhor no concerto, vibrei ao máximo, mostrei que há pessoas com cursos universitários de 5 anos que vivem por esta artista tropical urbana.

 

Este post poderia ficar por aqui, e não era assim nada de muito novo toda esta minha declaração de amor à Ana, mas existe outro desafio em que estou ligeiramente atrasado, que é o Question Day!

 

Há uma questão do NewBorn que é sobre a Ana. E a pergunta é a seguinte:

 

Ora bem, como grande admirador da Ana Malhoa se ela quisesse ter uma aventura sexual contigo, incluído sexo oral a ela, o que farias???

 

Primeiro que tudo, se a Ana Malhoa quisesse ter uma aventura sexual comigo eu acho que desmaiava só pela honra de ela considerar a minha pessoa para tal intimidade.

 

Só que pronto, eu nem andar de mãos dadas com uma rapariga na rua consigo sem me sentir altamente constrangido, parece que é errado, fico logo com eczema, eu nasci gay, sou gay e a não ser que descubram um comprimido para deixar de ser gay e me o enfiem pela garganta abaixo, vou morrer gay.

Por isso, só imaginar ter de tirar a roupa à frente da Ana Malhoa faz-me ficar cheio de suores frios, acho que mais depressa voltava a conduzir do que me despia para ela.

 

É que depois ia tirar a roupa de forma descontraída? De forma sensual? Dançando e rebolando de forma a provocar a moça? E quando ficasse nu ia fazer o quê? Olhava intensamente para ela e dizia-lhe para abusar de mim? Atacava a parte de cima? A parte de baixo? Dizia para irmos fazer agachamentos a ver se a transpiração me excitava um bocadinho?

 

Não Ana, desculpa do coração, adoro-te mas truca truca contigo eu não consigo, talvez te lambesse a axila, mas nada mais, tenho a certeza absoluta que todas as tuas partes intimas devem cheirar a uma mescla de jasmim e rebuçado de mentol, mas mesmo assim não é suficiente para eu me chafurdar lá.

 

 

MAS

 

Recuso-me a que fiquem a pensar que eu não seria capaz de ter uma aventura sexual com a mulher que mais venero neste universo, por isso, apesar de qualquer prática sexual mais tradicional estar fora dos meus limites, eu era capaz de fazer uma coisa com a Ana.

 

Levar Porrada!

 

 

Completamente despido de olhos vendados.

 

 

A Ana chegava e utilizava os cordões dos meus sapatos para atar os meus pulsos atrás das costas, estando depois a outra ponta do cordão atada à base do meu pénis. Assim se tentasse mover os braços automaticamente iria puxar o meu pénis causando-me uma sensação agri-doce de dor.

 

Colocava-me no chão de quatro, totalmente à mercê dela. Ligava a música, de preferência o Dame un Besito, e ao som da batida chicoteava as minhas nádegas nuas com um cinto de cabedal. E só parava quando elas estivessem completamente vermelhas, a ponto de quase sangrarem. Depois esfregava uma pomada de aloé vera enriquecida com vitamina A para regenerar o rabo do seu submisso escravo de pancada.

 

E no fim, mesmo antes de se ir embora, lançava um Rááááúuuuu animalesco enquanto me pregava um estalo gigantesco na cara, deixando-me estendido no soalho, com um sorriso rasgado no rosto e uma belíssima erecção!

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D