Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Em Ponto Maria: Shemale

11.04.19, Triptofano!

Shemale é um termo ofensivo, politicamente incorrecto, que devemos evitar usar especialmente se estivermos nos EUA, onde podemos rapidamente ser apedrejados em praça pública.

 

Este termo refere-se a uma mulher transexual que manteve a sua genitália masculina, mas possui caracteres sexuais secundários femininos, como a presença de mamas obtidas pelo uso de hormonas ou pela colocação de implantes.

 

A expressão Shemale não é apenas controversa porque enfatiza o sexo com que a pessoa nasceu e negligencia a sua identidade de género; usá-la relativamente a uma mulher transexual é basicamente estar a dizer que ela é uma trabalhadora do sexo, visto que no vasto mundo da pornografia há uma categoria, extremamente popular, apenas para as Shemale, e nem todas as mulheres que decidiram manter o pénis e não fazer a transição completa trabalham nessa área.

 

Ver um filme pornográfico com uma Shemale é a mesma coisa que comer uma daquelas criações gastronómicas onde uma maçã afinal é uma empada de galinha e uma aparente cereja revela ser uma bolinha de alheira.

 

Deixa-nos o nosso cérebro completamente confuso.

 

Nós, enquanto indíviduos, estamos formatados para ver um corpo feminino com uma vagina e um corpo masculino com um pénis.

 

E a certa altura estamos a ver uma mulher a usar o seu próprio pénis para penetrar um homem.

 

Nos primeiros cinco segundos tudo faz sentido mas depois quando começamos a absorver bem a cena compreendemos que há algo de muito diferente ali!

 

Atenção que eu não usei a palavra errado prepositadamente, porque não vejo nada de errado em um homem fazer a transição para mulher e manter o seu pénis, simplesmente é algo que pessoalmente ainda me causa alguma confusão mental devido a como os alicerces do meu cérebro estão construídos, mas respeito e admiro quem passa por este processo.

 

Admiro porque não consigo entender o grau de sofrimento e desespero que é nascer num corpo que não é o nosso.

 

Admiro porque o processo de transição, com tudo o que implica, operações incluídas, é extremamente desgastante tanto fisica como mentalmente.

 

E admiro o facto das pessoas não terem medo de assumir aquilo que realmente são numa tentativa de serem felizes.

 

Infelizmente a nossa sociedade ainda não está preparada para aceitar e incluir sem preconceitos os transexuais, sendo que muitas vezes a entrada no mundo do sexo é a única forma de conseguirem dinheiro ao fim do mês para pagar as contas.

 

 

Em Ponto Maria Oficial.jpg

 

 

"A coisa andou a cozinhar e eis que atingimos o ponto!!! Quinta-feira quente. Quentinha. A escaldar! A Maria chegou para tornar este dia banal da semana no dia mais ansiado por vós. Conjuntamente com a dESarrumada tivemos a ideia de lançar uma rubrica semanal que vai abordar temas da actualidade que são completamente aleatórios e imprescindíveis ao mesmo tempo. Fiquem por aí e percam-se nos nossos devaneios."

 

4 comentários

Comentar post