Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Em Ponto Maria: No chão ou na cama?

26.04.19, Triptofano!

Primeiro que tudo tenho que pedir desculpa pelo facto do Em Ponto Maria desta semana sair a uma sexta-feira e não à quinta como habitual, mas o feriado é dia para fazer pesquisa sobre temas quentes e não para os escrever se é que me entendem!! (mas quem é que eu estou a tentar enganar, com o Cara-Metade em Itália fique foi horas agarrado ao Netflix)

 

O tema desta semana é sobre qual o melhor local para praticar o acto sexual: o chão ou a cama!?

 

No início de uma relação, quando as testosteronas e progesteronas e estrogénios desta vida estão em alta, qualquer local é bom para consumar o acto.

 

Na realidade, quanto mais fora do comum for mais adrenalina provoca e torna-se tudo mais excitante e prazenteiro. (seja nas escadas do prédio, na casa-de-banho do centro comercial ou no banco de trás do carro)

 

Agora quando a relação amadurece as coisas também mudam ligeiramente e passam a existir outras prioridades, entre elas o conforto.

 

Vou-vos dar um exemplo concreto.

 

Nestas últimas férias que eu e o Cara-Metade fizemos à Tailândia, ficámos num resort magnífico.

 

O nosso quarto era maravilhoso e a casa-de-banho essa então era um espanto.

 

Imaginem assim um open space, todo em tons de madeira, com azulejos no chão e flores no lavatório, do mesmo tamanho que o meu apartamento em Lisboa.

 

Influenciado por todas as séries e filmes que passam na televisão (é tudo mentira pessoal!!!) disse ao Cara-Metade que tínhamos de tomar um banho sensual e depois fazer o amor no chão daquela casa-de-banho, porque coisa mais exótica que essa não haveria. (sei que não é assim tão exótico mas vocês compreendem-me certo?)

 

Ora eis uma lista de tudo aquilo que correu mal nesta minha ideia peregrina.

 

Primeiro, conseguir chegar ao chão propriamente dito.

 

Podem achar que não é complicado mas a partir de uma certa idade há todo um processo para nos levantamos da cama quanto mais para nos deitarmos no chão.

 

Tem que ser tudo muito devagarinho porque de outra forma corre-se o risco de dar um mau jeito às costas e depois nem para cima nem para baixo.

 

Segundo, lidar com a temperatura do chão.

 

Não há nada mais erótico do que estarem aos beijos apaixonados e de repente soltarem um grito por causa do frio da tijoleira que vos congelou o vosso rabo.

 

E não adianta molharem o chão com água a ferver, incompreensivelmente este vai estar sempre frio.

 

Terceiro, as dores.

 

O chão já por si é desconfortável, agora imaginem ter de levar com o osso de alguém espetado na vossa anca.

 

Ou pressionarem com os vossos movimentos sensuais a barriga da outra pessoa e quase fazerem-na vomitar.

 

Claro que há posições em que o contacto corporal é mais diminuto, mas vai haver sempre alguém que vai ficar com os joelhos assados de tanta fricção.

 

E se é para ficar com os joelhos em sangue mais vale que seja por se ter ido a Fátima agradecer o facto de finalmente poderem desinstalar o Tinder e encerrarem oficialmente a época da caça!

 

Por fim, a cópula no chão leva a uma diminuição comprovada das capacidades intelectuais.

 

Imaginem que vocês estão lá na casa-de-banho da Tailândia e a outra pessoa queixa-se que está tudo muito seco.

 

Irónico o facto de encontrarem-se num local cheio de água mas o que realmente importa está seco!

 

Então vocês num acesso de genialidade (not) vão buscar uma daquelas amostras de gel de banho para resolverem a situação.

 

Ok, é verdade que os vossos genitais vão ficar a cheirar maravilhosamente, um misto de nenúfar azul com bergamota, mas arde pessoal, arde muito, e a partir desse momento não há tesão que resista.

 

Por isso vão por mim e optem pela cama, fofinha, cheia de almofadas, com uma garrafinha de água para se hidratarem e um quadro com uma mensagem motivacional para conseguirem aguentar aqueles vinte segundos extra!!!

 

Mas digam-me de vossa justiça, a cama é o vosso local favorito ou apesar de todos os incómodos o chão tem um poder atractivo irresistível?

 

Em Ponto Maria Oficial.jpg

"A coisa andou a cozinhar e eis que atingimos o ponto!!! Quinta-feira quente. Quentinha. A escaldar! A Maria chegou para tornar este dia banal da semana no dia mais ansiado por vós. Conjuntamente com a dESarrumada tivemos a ideia de lançar uma rubrica semanal que vai abordar temas da actualidade que são completamente aleatórios e imprescindíveis ao mesmo tempo. Fiquem por aí e percam-se nos nossos devaneios."

 

14 comentários

Comentar post