Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Em Ponto Maria: Lubrificantes

21.03.19, Triptofano!

Existe um mundo de lubrificantes para explorar, e a verdade é que este post podia ser uma dissertação sobre como um dia na farmácia um delegado fez um lub tasting para nos dar a conhecer os novos sabores disponíveis.

 

Apesar de ter ficado fã do sabor de morango, e de todos sabermos quais as vantagens do consumo diário de uma dose de fruta, decidi que este post iria incidir sobre um tema menos explorado, o Fisting.

 

O Fisting é uma prática sexual que consiste em enfiar um punho dentro da vagina ou do ânus do parceiro.

 

Se a prática punho-vagina não é tão chocante, porque afinal a vagina é extremamente flexível assemelhando-se àquela camisola de gola justa por onde nós miraculosamente conseguimos enfiar a cabeça embora acreditássemos que tal nunca fosse possível, a introdução de um punho num ânus requer cuidados redobrados.

 

É preciso estar muito menos tenso,  sendo que é possível recorrer ao uso de poppers de forma a ter um esfíncter mais relaxado; devem-se usar luvas, especialmente as de nitrilo viradas ao contrário de forma a obter-se uma superfície mais lisa com a qual se possa trabalhar, e mais importante que tudo, ter o lubrificante correcto.

 

Doses industriais de cuspo ou uma barra de manteiga com sal dos Açores não são opções para quando o objectivo é dilatar de tal forma o ânus para que possa acomodar um punho sem causar danos internos.

 

O melhor lubrificante para o fisting anal - não sendo aconselhado para o fisting vaginal - é o J-Lube, que foi desenvolvido inicialmente para uso veterinário.

 

J-Lube Fisting Anal

 

O J-Lube é um pó concentrado que misturado com água pode ficar com consistências diferentes, desde praticamente sólido a bastante fluido - basicamente como os espessantes que se utilizam em casos de dificuldade de deglutição, apesar de não aconselhar ninguém a ingeri-lo.

 

Outra grande vantagem do J-Lube é que é extremamente barato, sendo que se tiverem em casa alguns recipientes vazios podem ter uma boa quantidade de lubrificante pronto a usar com consistências diferentes.

 

O facto de ser compatível com preservativos também é um ponto positivo.

 

É verdade que em termos de fisting o objectivo é usarem luvas e não preservativos nas mãos, de forma a evitarem alguma infecção bacteriana causada por unhacas mal higienizadas, mas caso não tenham um punho amigo e queiram introduzir um dildo com um tamanho mais avantajado então aconselho a utilização do preservativo, tanto por uma questão de higiene como por questões de segurança, especialmente se o dildo não for vosso e não souberem se ele foi desinfectado da forma mais correcta.

 

Apesar do fisting ainda ser um tema tabu o mais importante é perceber que em termos de prazer sexual, desde que seja dentro da legalidade, não há certos nem errados.

 

O que excita uns pode não excitar outras, mas não há que existir vergonhas por obtermos prazer com práticas menos normativas.

 

O mais importante é obtermos a nossa gratificação sexual de uma forma segura e informada, para não termos que ir parar às urgências do hospital com um punho entalado no nosso rabo - acreditem que não deve haver nenhuma história plausível que justifique como é que ele foi lá parar sem vocês terem dado conta!

em ponto maria.jpg

"A coisa andou a cozinhar e eis que atingimos o ponto!!! Quinta-feira quente. Quentinha. A escaldar! A Maria chegou para tornar este dia banal da semana no dia mais ansiado por vós. Conjuntamente com a dESarrumada tivemos a ideia de lançar uma rubrica semanal que vai abordar temas da actualidade que são completamente aleatórios e imprescindíveis ao mesmo tempo. Fiquem por aí e percam-se nos nossos devaneios."

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.