Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Em Ponto Maria: Ejaculação Feminina

11.05.19, Triptofano!

Numa época em que cada vez mais se luta pela igualdade entre homens e mulheres, será que afinal a ejaculação não é exclusiva do sexo masculino como tantos pensam? Ou não passará a ejaculação feminina de um mito?

 

Em Ponto Maria: Ejaculação Feminina

 

A verdade é que não é mito nenhum, a ejaculação feminina existe e consiste na libertação de fluido proveniente da bexiga pela uretra durante o sexo, só que ao contrário do que acontece na maioria dos homens, esta ejaculação não significa necessariamente que tenha havido um orgasmo.

Primeiro que tudo é necessário saber que os próprios cientistas ainda não compreendem totalmente o universo da ejaculação feminina e é preciso fazer muito mais pesquisa, mas o que se sabe é que é algo totalmente normal de acontecer, mas não se tem a certeza de qual a percentagem de mulheres que realmente ejacula.

Por isso quer ejaculem todos os dias quer nunca tenham ejaculado uma vez que seja, não se preocupem minhas senhoras, neste campo não há certos nem errados, por isso quero toda a gente relaxada e sem paranóias nessas cabeças lindas ok?

Como as mulheres são seres adoravelmente complexos, existe a possibilidade de ejacularem dois tipos diferentes de fluidos.

O fluido de esguicho, que normalmente não possui cor nem odor mas ocorre em grandes quantidades; e o fluido de ejaculação, que assemelha-se mais ao sémen masculino, pelo facto de geralmente ser espesso e com um aspecto leitoso.

Este fluido de ejaculação possui na sua composição fosfatase ácida prostática, uma enzima que é possível encontrar no sémen masculino e que tem como função ajudar o esperma a movimentar-se de uma forma mais atlética, e frutose, um açúcar que também está presente no sémen masculino e actua como uma fonte de energia para o espermatozóide fofinho não desmaiar de exaustão a meio da sua procura desenfreada por um óvulo (coitadinhos muitos deles encontram outras coisas bem diferentes de um óvulo...)

Tanto a fosfatase ácida prostática como a frutose acredita-se serem produzidas pela próstata feminina, cujos nomes mais científicos são glândulas parauretrais ou glândulas de Skene.

Anatomicamente a próstata feminina fica perto do Ponto G (quem não souber onde é de certeza que há um app que ajuda a descobrir) e pensa-se que a estimulação faz com que ela produza a fosfatase ácida e a frutose que depois deslocam-se para a uretra.

E eu que pensava que tinha problemas de incontinência durante o acto sexual...

Aqui está um erro muito comum perpetuado durante anos pela comunidade científica, mas os estudos mostraram que uma mulher pode ter a bexiga vazia antes da relação sexual e ela começar a encher-se de líquido com a excitação, sendo que esse líquido é depois libertado durante a ejaculação.

O que por vezes acontece é que o fluido que se cria durante o bem bom pode voltar para trás para a bexiga em vez de sair para fora do corpo, acabando a mulher por ter uma ejaculação mas não ter noção da mesma.

Existem pessoas que defendem que a ejaculação feminina está relacionada com o ciclo menstrual ou mesmo como uma preparação do corpo para engravidar, mas nada ainda está provado.

Nem isso nem a ejaculação traga benefícios a nível de saúde.

Agora o que está mais que provado é que fazer sexo é fantástico para o nosso organismo além de que na maior parte das vezes é grátis e o governo não cobra nenhum imposto extra.

Durante o orgasmo (por isso é que é tão importante conhecermos o nosso corpo e saber o que nos estimula) o corpo liberta hormonas que ajudam no alívio da dor, sendo estas hormonas maravilhosas para minimizar as cãibras menstruais, as dores de costas e de pernas e, imaginem só, as enxaquecas!!! (por isso nunca mais usem a dor de cabeça como desculpa para não fazer sexo já que ter sexo parece ser o remédio!)

Depois de vermos estrelas e foguetões e umas naves espaciais em forma de bolacha de chocolate o nosso corpo liberta mais hormonas, como a prolactina e a ocitocina, que fazem com que tenhamos um sono mais tranquilo! (então eu depois do orgasmo adormeço em cinco segundos..)

Além disso o sexo diminui o nosso stress, melhora a aparência da nossa pele, deixa-nos mais confiantes, melhora o nosso sistema imunitário, diminui a pressão arterial e protege o nosso coração de ficar doente.

Por isso mais importante que ejacular ou não ejacular é fazer sexo.

Mas sexo com qualidade.

Sozinhos, acompanhados, em grupo ou de forma telepática, o que importa é desfrutarem o melhor do vosso corpo e sentirem o prazer a percorrer todos os centímetros da vossa pele! 

 

Em Ponto Maria Oficial.jpg

"A coisa andou a cozinhar e eis que atingimos o ponto!!! Quinta-feira quente. Quentinha. A escaldar! A Maria chegou para tornar este dia banal da semana no dia mais ansiado por vós. Conjuntamente com a dESarrumada tivemos a ideia de lançar uma rubrica semanal que vai abordar temas da actualidade que são completamente aleatórios e imprescindíveis ao mesmo tempo. Fiquem por aí e percam-se nos nossos devaneios."

 

Fonte deste post: Medical News Today

16 comentários

Comentar post