Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

07
Jun18

Dica para reduzir o plástico numa ida às compras


Confesso que não sou nem de longe a pessoa mais plastofóbica deste planeta, mas também não fui um daqueles indivíduos que vaticinou o fim do mundo quando os sacos de plástico começaram a ser taxados e certos estabelecimentos passaram a ter apenas sacos ou cartuchos de papel para disponibilizar aos clientes.

 

No entanto é impossível ficar indiferente à quantidade colossal de notícias que me chegam relativas aos malefícios do plástico para o meio ambiente - basta lembrar-nos muito recentemente da baleia que morreu após ingerir quantidades abismais de plásticos que nunca deveriam ter chegado aos oceanos.

 

Por isso pensei, de que forma é que eu posso contribuir para reduzir o uso de plástico?

 

Então lembrei-me dos meus arqui-inimigos do supermercado - os sacos de plástico para colocar as frutas e verduras. Como já falei aqui no blog esses sacos de plástico dão-me cabo da cabeça, porque fico eternidades para conseguir abrir um e quando finalmente consigo já nem me apetece levar nada do supermercado de tão irritado que estou.

 

Apesar de todos esses sacos que levo para casa costumarem ser reutilizados ou reciclados, há sempre um ou outro que confesso acaba no lixo comum.

Assim, a melhor forma de acabar com este uso exagerado de plástico foi começar a colocar as frutas e verduras dentro do meu saco de pano ou plástico grosso reutilizável e abdicar do saquinho de plástico fino, que tantas vezes se rompia sobretudo quando comprava pepinos (e acreditem que compro com imensa frequência pepinos).

 

É verdade que não é tão prático na altura de chegar à caixa e pagar, porque para agilizar o processo convém os alimentos a pesar estarem todos juntos, mas nada que a experiência não resolva.

 

Agora o problema é nos supermercados onde a fruta não é paga na caixa de saída, mas sim na área dos frescos sendo preciso colar uma etiqueta com o preço do alimento que queremos adquirir.

 

E podem vocês pensar que tudo se resolve facilmente - basta colar a etiqueta directamente num dos alimentos. Era bom que fosse assim tão simples, porque parece que a cola que usam adere às nossas mãos, roupa, pêlos dos braços... mas não às frutas ou aos legumes.

 

A solução que eu magiquei, e que ainda não coloquei em prática porque não tive a oportunidade, foi de levar meia dúzia de folhas daqueles blocos pequeninos para tirar notas (que me estão sempre a dar na farmácia) e colar em cada lado da folha uma das etiquetas. Depois é só chegar à caixa e entregar os papéis à senhora para ela registar. 

 

De forma a reutilizar e não haver enganos, depois da compra riscaria com marcador a etiqueta usada, e numa próxima vez colaria uma nova por cima.

 

Reduzir o plástico numa ida ao supermercado

 

 

Acham que é boa ideia?

 

Tem mais alguma sugestão para acabar com os sacos de plástico irritantes? É que em certos supermercados biológicos já tem cartuchos de papel, mas nas grandes superfícies mais tradicionais ainda não há essa opção!

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D