Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Destino para 2018

16.11.17, Triptofano!

Lembro-me de quando era novo da minha mãe ficar completamente indignada quando, nos programas de televisão, as pessoas diziam que se ganhassem um grande prémio usavam o dinheiro para viajar.

 

Para ela era o maior desperdício que podia haver, gastar dinheiro em algo que basicamente ia ter uma duração muito limitada no tempo.

 

Só que a vida muda-nos as voltas, e depois de na faculdade eu ter feito Erasmus e SEP (student exchange program), algo mudou nas ligações neuronais da minha progenitora que de um momento para o outro percebeu-se que afinal queria ver o mundo.

 

Como só domina o português, a única forma que tinha de ir para destinos internacionais com algum conforto era comigo, visto que o meu pai continua a achar que é um desperdício de dinheiro viajar e o meu irmão quase que desmaia só de pensar em entrar num avião.

 

Felizmente, quase com setenta anos, a minha mãe passou de só conhecer os Açores e a Madeira e algumas zonas de Espanha, para poder dizer com orgulho que já foi à Índia, ao Senegal, a Marrocos, à Roménia, a Israel, à Turquia, entre outros países.

 

Só que, dramática como ela é (afinal eu tinha de ter herdado esta minha veia teatral de algum lado), todas as vezes que embarcamos começa com uma história super triste, em como aquela será a última viagem dela, porque está a ficar velha, e já não consegue andar como antigamente, e o corpo já não é o que era, e patati patata.

 

Nesta última viagem a São Tomé que fizemos a conversa foi a mesma, que este ano seria a derradeira vez que viria de férias, que a partir daqui ficaria no sofá qual velhinha pobrezinha, que não podia arriscar a dar-lhe uma coisinha má tão longe de casa, e mais cinquenta mil argumento, cada um mais deprimente que o outro.

 

O que é engraçado é que, apesar de todo este melodrama, a senhora minha mãe está louca por voltar a estar com o cu tremido. Por isso dois ou três dias depois de estarmos em São Tomé, começa com uma história assim muito subtil de como tinha visto na televisão que a Patagónia era um sítio lindo, fantástico, incrível, que nunca tinha pensado que era tão bonito, e que aquilo é que era, mas é só para pessoas novas, que ela já não conseguia andar por aqueles sítios...

 

Basicamente para o ano a minha mãe quer ir para a Patagónia.

E eu estou a pensar para que esquina é que eu vou trabalhar, porque já estive a ver os preços das viagens e é uma dor de alma que nem conseguem imaginar.

 

Mas se me esforçar e poupar a sério acho que consigo fazer-lhe a vontade!

 

E vocês, qual era o destino que gostavam mesmo de conhecer em 2018?

 

 

 

O LEITOR DECIDE.png

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    04.12.17

    Ainda bem que encontro alguém que compreende o meu infortúnio.
    Nos hotéis a minha mãe não é muito esquisita, para isso está cá o cara metade, por isso continuo numa situação bastante má.
    Achas que é seguro vendermos um rim cada um? Pelo menos em termos fisio patológicos talvez não ficássemos muito prejudicados. É verdade que se alguém quisesse uma costela eu dava de bom grado, assim até ficava com menos peso - dieta instantânea!
    Carro de burros para Cuba no Alentejo? Em que quilómetro é que achas que a tua mãe ia começar a desconfiar da situação?
    Beijinhos
  • Sem imagem de perfil

    A Hipster Chique

    06.12.17

    No caso da minha mãe teria de ver rim, fígado, bexiga, tudo! Aquela mulher pensa que a filha é rica Hahah
    Eu dou-lhe com uma moca na cabeça, só acorda quando lá chegar :D
    Beijinhos
  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    07.12.17


    Tu és uma rica filha, podes não é ser rica em bens materiais. És uma espécie de Floribela alternativa
    Mas olha que talvez consigas uns bons euritos pelo teu cabelo, deve haver muita gente que gostaria de fazer uma almofada fofinha com os teus fios capilares
    A tua mãe educou-te bem, uma moca na cabeça é algo que todas as mães merecem
    Beijinhos
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.