Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Desodorizantes com Alumínio: Sim ou Não?

15.04.19, Triptofano!

Não há semana que se passe que não receba um cliente a pedir um desodorizante sem alumínio, e quando lhe pergunto o porquê a resposta é sempre a mesma: Cancro da Mama.

 

Desodorizantes com Alumínio: Sim ou Não?

 

Minto, houve uma vez um cliente que me disse que tinha lido algures que o alumínio podia ser um desencadeador da doença do Alzheimer e por isso queria desesperadamente trocar de marca de desodorizante para uma que não tivesse esse metal.

 

Que haja este tipo de desconhecimento no grande público eu até compreendo, mas quando me chegam receitas médicas a pedir especificamente desodorizantes sem alumínio por causa do suposto risco de desencadear cancro da mama apetece-me arrancar os cabelos.

 

Minha gente, a história que o alumínio dos desodorizantes causa cancro é um mito, são fake news, não há nada que o confirme!

 

E não sou eu que o venho dizer, o National Cancer Institute deixa bem claro que não há nenhuma evidência científica que mostre que o alumínio dos desodorizantes é culpado pelo desenvolvimento de casos de cancro da mama - ou de Alzheimer!

 

Claro que vocês podem-me dizer que não há estudos que mostrem que o alumínio dos desodorizantes é culpado, mas também não há estudos que mostrem que ele é inocente!

 

Mas por esse ponto de vista também não há nenhum estudo científico que mostre que seja seguro comer favas sem desenvolver cancro do estômago.

 

Ou passar uma tarde inteira a ver Netflix sem que nos apareça um tumor no cérebro.

 

Ou fazer o que quer que seja sem ficarmos carregadinhos de células que decidiram dividir-se feitas parvas só porque sim!

 

Se ainda não estão convencidos deixem-me esclarecer-vos que a quantidade de alumínio presente em cada desodorizante é relativamente pequena, e é uma quantidade ainda mais pequena que vai ser efectivamente absorvida pelo nosso corpo.

 

Para chegar-se a uma concentração que pudesse ser minimamente prejudicial tinham que barrar-se de desodorizante de manhã e à noite, sem parar, como se estivessem a tentar quebrar um recorde do Guiness.

 

E mesmo assim muito provavelmente não iriam conseguir ter qualquer problema.

 

Ok, vocês são daquelas pessoas cépticas que acham que sou pago por uma empresa de desodorizantes com sais de alumínio que fez um cambalacho com uma industria farmacêutica que vende medicamentos para o cancro da mama, e na verdade o alumínio é a pior coisa do mundo.

 

Só espero é que não fumem, viste que o tabaco possui alumínio na sua composição.

 

E já agora que não cozinhem nada com folha de alumínio porque....surpresa das surpresas....é feita de alumínio!

 

Mas com toda esta polémica não seria mais fácil para as empresas formularem produtos sem este metal?

 

O problema é que o alumínio é extremamente eficiente!

 

Os sais de alumínio formam tampões de gel temporários que tapam a zona superior da maior parte dos poros sudoríparos, levando a que menos suor seja libertado.

 

Com a fricção e com o natural processo de renovação da pele estes tampões vão sendo removidos, voltando a pessoa a suar sem restrições.

 

Os sais de alumínio também tem a maravilhosa capacidade de diminuir o número de bactérias responsáveis pelo cheiro desagradável que associamos ao suor, e que insiste em entrar-nos nariz adentro quando usamos um qualquer transporte público.

 

Por isso não tenham problema em usar desodorizantes com alumínio.

 

Até informação em contrário, mas isso como em tudo no campo da ciência, eles são seguros e eficazes, sendo que a não ser que tenham uma alergia a este metal, a vossa saúde não está em perigo!

7 comentários

  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    15.04.19

    Obrigado minha querida, fiquei muito contente com ele!
    Gostava tanto que as pessoas percebessem que há milhentas outras coisas mais preocupantes no nosso dia a dia em termos de saúde com que nos devíamos preocupar em vez de nos deixarmos ir na onda do disse que disse!
  • Imagem de perfil

    MJP

    15.04.19

    Tens toda a razão, Meu Querido! O problema é que há muita iliteracia... e muitas pessoas assumem (e reproduzem), como "verdades absolutas", qualquer disparate que ouvem ou lêem algures, sem qualquer capacidade reflexiva ou sentido crítico... É preciso continuar a informar e a educar...
    Beijo Grande
  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    15.04.19

    Mas voltando a dizer o que já escrevi, o que me choca a mim não é o grande público, mas sim os profissionais de saúde que deixam-se ir nessas correntes e não se dão ao trabalho de ver os factos, de ler, de pesquisar...
    É como os médicos que mandam as pessoas lavar a zona íntima com sabão azul e branco...
  • Imagem de perfil

    MJP

    16.04.19

    Pois... eu compreendo (e subscrevo) o que dizes... Há várias "correntes de opinião" na Medicina, muito marcadas pela questão "geracional"... há os que, fizeram o curso há 30 ou 40 anos e... "ficaram por lá"... depois há uma geração "novinha" que, até vai tendo uma postura interessante, questionando e destruindo "mitos"... enfim... há de tudo!!!
  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    16.04.19

    Mas teoricamente a formação contínua não é suposto servir para reformularmos aquilo que nos ensinaram que estava correcto mas que os estudos mais recentes mostraram que não é bem assim?
  • Imagem de perfil

    MJP

    16.04.19

    Meu Querido... em que Mundo vives?!... há muito médico que acha que sabe tudo... não precisa de formação contínua!!!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.