Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Desafio de Escrita dos Pássaros #15 - Um Conto de Natal

20.12.19, Triptofano!

A Rena Rudolfo inspirou profundamente enquanto colocava mais uma camada de verniz endurecedor nos seus cascos. O stress dos últimos dias tinha tomado conta de si - já não dormia bem, estava sempre sem vontade de comer (o que na verdade até estava a dar jeito para abater aquelas gordurinhas extras) e o pêlo estava com um aspecto baço e muito pouco apelativo.

Tudo por causa do Pai Natal que tinha decido reformar-se.

Ou pelo menos essa era a história oficial que ele contava, que já estava velho e alquebrado e necessitava de descanso, mas Rudolfo era uma rena e não um burro, e sabia muito bem que o balofo de barbas brancas tinha assinado um contrato publicitário com a Coca-Cola e ia receber a maior parte do vencimento pela porta do cavalo, para fugir a IRS e IVA e mais uma data de impostos sanguessugas.

Com a reforma do Pai Natal era preciso encontrar um substituto, mas até aquele momento ainda não tinha aparecido nenhum candidato que preenchesse os requisitos e quisesse o trabalho pelas razões correctas.

Era verdade que já tinham aparecido pessoas de todos os tamanhos e feitios, e até o Presidente Marcelo tinha mandado a sua candidatura para o cargo, mas Rudolfo procurava aquela pessoa especial, aquela pessoa com um brilho natural, aquela pessoa que lhe fizesse dilatar o esfíncter urinário só de olhar para ela.

Mandou entrar o próximo candidato!

Era um homem lindo, careca de olhos castanhos, com um queixo quadradão e um pescoço grosso com veias salientes, que deixou Rudolfo logo sem ar, só que ele era um profissional e e sabia que havia tolerância zero na empresa para relações carnais entre renas e humanos.

Como se chama meu caro? - perguntou a Rena Rudolfo com a voz visivelmente embargada pela emoção.

Georgino Ambrósio Magalhães - respondeu o homem com um sorriso.

Diga-me, porque é que se está a candidatar ao cargo?

Sempre foi o meu sonho distribuir sorrisos e alegria e amor incondicionalmente, e este trabalho como substituto do Pai Natal é perfeito para aquilo que eu acredito ser a minha missão de vida!

E acha que todas as crianças devem receber presentes?

Todas as crianças devem ter algo no Natal, mas as bem-comportadas deverão ter algo lúdico, enquanto as mal-comportadas devem receber uma prenda educativa, de forma a perceberem que só abraçando a educação é que podem pertencer verdadeiramente à sociedade em vez de viverem à margem dela.

Rudolfo fechou os olhos deliciado. Aquilo era música para as suas orelhas. Começou a fantasiar com as cavalgadas que daria com aquele homem fantástico, a puxar o trenó e a espalhar felicidade pelo mundo.

Ainda estava com os olhos fechados quando ouviu um clique e sentiu um metal frio a fechar-se nas suas patas. Ao abrir percebeu que tinha sido algemado - será que Georgino gostava de BDSM?

Rena Rudolfo, o meu nome verdadeiro é Macário Amante, e sou investigador chefe da Polícia Judiciária. Está preso por adulterar a lista de meninos mal-comportados, aumentando-a propositadamente de forma a ficar com o excedente de brinquedos não entregues para de seguida os vender em Janeiro no OLX. Já há muito que andava atrás de si e garanto-lhe que vai passar uma boa temporada na prisão.

Rudolfo ficou sem palavras ao descobrir que as suas fantasias de cavalgar com o novo Pai Natal tinham ido por água abaixo, mas inesperadamente uma sensação de alívio invadiu-o e fê-lo sorrir.

Pelo menos naquele ano não ia ter que puxar a merda do trenó!

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.