Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

09
Fev18

Desafio das 52 Semanas - Semana 6


20822269_WYkWp.jpeg

 

Semana 6: Os super poderes que eu gostaria de ter se fosse um super herói seriam…

 

O Poder do Engate

 

Este super poder tinha-me dado um jeito fantástico quando era solteiro, porque sejamos honestos, quem nunca viu uma pessoa assim linda de morrer na rua e não desejou saber se tinha hipóteses ou não com ela? O poder do engate manifestar-se-ia através do aparecimento de um valor percentual em cima da cabeça do nosso "alvo" de forma a percebemos qual era a probabilidade de sermos bem sucedidos numa aproximação romântico-sexual. Numa forma mais avançada desta capacidade, que poderíamos desbloquear utilizando uma daquelas pedras evolutivas que se usam nos pokémons, surgiriam frases de flirt que aumentariam a probabilidade de sermos bem sucedidos. Queres tomar uma cerveja comigo? mais 10%. Adoro o cheio dos teus sovacos! mais 30%. A minha música favorita de sempre é a Ampulheta!!!! é melhor começar a preparar a carteira para pagar a multa por sexo na via pública.

 

A Clonagem Ética

 

Sim, temos que referir que esta clonagem seria ética de forma a não sermos processados por algum comité científico ou coisa que o valha. Este super-poder basicamente dar-me-ia a possibilidade de criar múltiplos clones meus que estariam todos ligados através de um evoluído sistema límbico. Assim, ao mesmo tempo que ressonava de boca aberta quase que me afogando na minha própria baba, estaria a limpar a casa e a trabalhar em três locais diferentes de forma a conseguir ter verba para as férias. O grande problema era no fim do dia perceber qual era a versão original de mim mesmo, o que poderia levar a uma pequena crise existencial.

 

Tele-Transporte

 

O despertador não tocou. Em menos de cinco minutos tomámos banho, vestimos a primeira roupa não fedorenta que encontrámos, abrimos a boca o mais possível de forma a encaixarmos um pedaço de pão e meia maçã e corremos porta fora para apanhar o comboio de forma a evitar chegar atrasados ao trabalho.

Tudo isto seria evitável se fosse possível tele-transportar-mos-nos para onde quiséssemos. Bastava fechar os olhos, visualizar o espaço, e pufa, lá estávamos nós, sem stresses, sem correrias, e melhor que tudo, sem cheiro a suor impregnado na nossa pessoa, metade dele oriundo dos nossos poros, outra metade vinda dos colegas de transportes públicos que fizeram questão de se roçar em nós.

A única questão seria como é que esta forma de viajar seria taxada pelo Estado!? Haveria uma via verde do tele-transporte ou tínhamos que comprar um passe mensal recarregável no multibanco?

 

Controlo Total dos Esfíncteres

 

Imaginem eu poderoso, vestido de licra e fita fluorescente na cabeça, a lutar contra um gangue perigoso de assaltantes! No momento em que estou a dar um rotativo na cara de um deles dá-me uma vontade incontrolável de fazer xixi. Faço um movimento de fuga alongado em direcção ao chão e percebo que tenho cocó mesmo à portinha. Vou fazer o quê? Pedir aos bandidos que esperem um bocadinho enquanto eu vou à casa-de-banho aliviar-me?

Infelizmente a vida do combate ao crime não é como os episódios da Sailor Moon, onde ela demorava vinte e cinco minutos a fazer a transformação total - mas pronto ficava com umas nails impecáveis temos que ser honestos - e enquanto isso os monstros entretinham-se no facebook ou no whatsapp. Na vida real um esfíncter controlado pode ser a diferença entre sucesso ou o fracasso total, por isso eu adorava ter a capacidade de os ter sobre o meu total domínio.

Quando quisesse libertar toda a acumulação de secreções, era só fazer como Espanha faz às barragens quando há chuvas demasiado fortes - abrir as comportas e assobiar para o lado em caso de inundação.

 

Fingir que se está a ouvir o outro enquanto se sorri.

 

Aquela pessoa chata. Aquela conversa que já ouvimos milhares de vezes. Aquela vontade de tomarmos um comprimido de arsénio só para não sermos massacrados auditivamente com aquele timbre de voz coitadinho.

Tudo seria mais fácil se na nossa cara se esboçasse um eterno sorriso, que iria contribuir para um uso de botox bastante precoce, enquanto os nossos ouvidos bloqueassem qualquer som que aparentasse semelhanças com uma conversa chata e desinteressante.

Ah esperem, mas eu já consigo fazer isso. Na realidade ainda hoje coloquei este extraordinário poder em prática, tendo ficado com dores nas bochechas de tanto sorrir apesar de não me lembrar porque é que o estaria a fazer - às vezes pode ser problemático se vos estiverem a contar sobre uma doença grave que o pai da tia em segundo grau da pessoa está a sofrer.

 

Afinal sou um super-herói e nem sabia!

 

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D