Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Coronavírus, Farmácia e Medicamentos

10.03.20, Triptofano!

Estive bastante tempo a pensar se escrevia ou não escrevia este post, porque a última coisa que quero é contribuir para o pânico generalizado que se está a criar devido ao assunto Coronavírus.

Apesar de confessar que nunca pensei que as coisas pudessem chegar a proporções tão preocupantes, especialmente em Itália, continuo a defender que a melhor arma contra esta pandemia é o bom senso.

Não vamos todos morrer nem nos vai cair subitamente um braço se ficarmos contagiados com este novo vírus. Eu compreendo que as pessoas tenham receio por causa dos familiares com sistemas imunitários mais débeis mas vamos todos tentar manter a calma ok?

Escrevo este post para dar algumas "orientações" relativamente ao assunto farmácia e medicamentos. É verdade que devido ao Coronavírus pode haver falta de alguns medicamentos nas farmácias portuguesas, mas não é para começarem a arrancar cabelos em stress nem a fazerem stocks para ano e meio de tudo e mais alguma coisa, desde o paracetamol até ao creme para as hemorróidas.

Começar a pensar sim, de forma tranquila e relaxada, em ter medicação em casa para uns dois meses, especialmente medicamentos que não tenham outras opções terapêuticas no mercado ou cuja falta possa traduzir-se em graves riscos para a saúde. Falo por exemplo de insulinas, bombas para o tratamento da DPOC ou anticoagulantes. 

Lembrem-se que o farmacêutico é um profissional de saúde de primeira categoria que vos pode ajudar nas vossas dúvidas relativamente a existirem alternativas ou não a um medicamento, por isso não se envergonhem de perguntar ok?

Importante é também minimizar o tempo que se passa na farmácia, não porque o farmacêutico não vos goste de ver lá, mas porque é um local onde normalmente se concentra muita gente doente ou passível de estar doente.

Não quero com isto dizer que tem de cronometrar o tempo que permanecem dentro da farmácia, mas podem antes de lá ir telefonar a reservar os vossos medicamentos. Assim caso haja alguma falta no momento, só precisam de fazer uma viagem, e quando lá chegarem as coisas já estão prontas e vocês despacham muito mais rapidamente a vossa vidinha.

Durante o tempo que estiverem na farmácia tenham atenção em desinfectar as mãos (há muitos locais que já possuem produtos de desinfecção à disposição dos clientes) e caso não o consigam fazer evitem tocar nos olhos, boca e nariz enquanto não chegarem a casa e as lavarem de forma rigorosa com água e sabão - especialmente se tiverem tocado em zonas de grande rotatividade de dedos, como a máquina das senhas e o multibanco.

Outra coisa importante é dispersarem, caso haja essa possibilidade. Se a farmácia for grande talvez não seja a melhor ideia ficar toda a gente em cima uma da outra. Eu sei que uma pessoa fica mais quentinha e ainda consegue ouvir a história escandalosa do herpes genital do utente da frente, mas tentemos evitar amontoamentos!

Por fim, tenham atenção e respeito com os farmacêuticos. Não lhes tussam para cima. Evitem dar o telemóvel para eles lerem aqueles números todos da vossa receita sem papel. Mantenham uma distância de segurança. Não enfiem a senha na boca para depois a entregarem com um sorriso.

Não é que o farmacêutico seja um ser extremamente sensível que ao mínimo contacto caia para o lado. Mas é um elo fundamental na manutenção da saúde pública. E se um farmacêutico adoecer é provável que a farmácia tenha de fechar porque todos os colegas foram para casa. E nos entretantos esse farmacêutico pode contagiar inadvertidamente centenas de utentes, onde se encontram imensas pessoas de risco.

O meu apelo final para conseguirmos lidar com esta situação é usarmos o bom senso, o respeito relativamente a terceiros e anteciparmos de forma razoável alguma possível necessidade. Porque se eu vejo alguma notícia de utentes à chapada por causa de uma caixa de ibuprofeno eu arrumo as malas e emigro! (de preferência para um país sem Corona)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.