Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

09
Jun18

Confirmem sempre a vossa conta!


Antigamente eu era a típica pessoa que recebia a factura, estendia o cartão multibanco e punha-me a andar o mais depressa possível sempre com a cabeça direccionada na próxima tarefa. Ou quando ia jantar fora estava tão relaxado que confiava plenamente que o que me estavam a cobrar era o correcto.

 

Não digo que meio mundo ande a enganar outro meio, ou que todos os erros sejam feitos por má fé, mas que existem muitos lapsos nas contas finais, seja de supermercados seja de restaurantes, existem, e incrivelmente a maioria deles são sempre para nos prejudicar.

 

Hoje em dia sou muito mais consciente, talvez porque aprendi a dar o verdadeiro valor ao dinheiro, e não saio dum estabelecimento sem confirmar a conta para ter a certeza que não me cobraram mais do que era devido - ou em alguns casos se não estou eu a prejudicar o estabelecimento, porque se queremos que as coisas sejam correctas tem de funcionar para os dois lados.

 

Infelizmente continuo a ver muita gente a pagar contas cegamente sem confirmar se os valores estão correctos, e acredito que muitas dessas pessoas são enganadas em alguns euros que ao fim do ano todos juntos dariam um valor nada desprezível.

 

Dou-vos um exemplo concreto.

 

Hoje fui almoçar a Setúbal, e na altura da conta fiquei espantado porque ia pagar muito menos do que estava à espera. A minha primeira reacção foi dar o multibanco para as mãos do empregado e não pensar mais no assunto. Mas controlei esse meu impulso e primeiro verifiquei a conta.

 

Incrivelmente estava debitada uma sobremesa que não tinha consumido, o que representava um acréscimo de dois euros e meio. Não digo que tenha sido por má fé do empregado, erros todos cometemos, mas estranhei que a sobremesa viesse no meio da conta, entre os pratos, e não no fim junto ao café como é normal vir.

 

De qualquer das formas, chamei a atenção ao empregado e a factura lá me foi rectificada.

 

Além de verificarem sempre o que vos foi debitado na vossa factura, convém terem mais ou menos a noção do que cada item que consumiram custava, apenas para se certificarem que não houve nenhum engano. Não seria a primeira vez que apanharia meias-doses a serem passadas com o preço de uma inteira, ou um vinho de 8 euros que foi cobrado a 15.

 

Nos supermercados também é frequente haver alguns erros, mas aqui acredito piamente que não é por maldade do funcionário da caixa, mas são tantas pessoas para atender que uma pessoa a certa altura entra em piloto automático e as falhas acontecem.

 

Uma das mais frequentes é o número de embalagens. Levam 5 latas de atum e foram facturadas 6? 2 pacotes de aveia e na conta aparecem 5? Convém sempre confirmarem o número de itens que vos aparece na vossa conta, de forma a não beneficiarem da fantástica promoção Pague 2 Leve 1.

 

O que também acontece normalmente é a troca de vegetais no momento da pesagem, isto para os supermercados que os pesam na caixa de saída.

 

Não sei qual é a minha sina, mas já por três vezes me debitaram curgetes quando na realidade levava pepinos. E claro que os pepinos estavam em promoção e eram mais baratos que as curgetes.

 

Sempre que reclamo faço com um sorriso e sem stresses, afinal não quero criar conflito, simplesmente resolver a situação de forma eficaz, mas deparo sempre com um ar de admiração por parte do funcionário porque não sabia que havia pepinos tão grandes....mas lá me fazem a troca e são mais umas moedas que voltam para a minha carteira.

 

Outra falha passível de acontecer é quando compram um produto com uma daquelas etiquetas arroxeadas de aproximação do fim de prazo de validade, que conferem um desconto adicional, e na caixa em vez de passarem pelo scanner essa etiqueta passam a original do produto. Se não conferirem aquele óptimo desconto que pensavam que iam conseguir vai por água abaixo.

 

Por fim, ter a certeza que o desconto de 46.3% naquela marca XPTO de amaciador do cabelo foi realmente feita. Às vezes há falhas no sistema e o desconto não é lançado, por isso convém estarem atentos a isso.

 

O que muitas vezes pode acontecer é o desconto não ser lançado porque o produto que adquiriram afinal não era o que estava em desconto, apesar de estar arrumado na prateleira com a etiqueta promocional. Aí há uma forma fácil de não serem enganados, antes de porem o produto no carrinho confiram se o código de barras da embalagem coincide com o da etiqueta promocional. Se forem diferentes, já sabem que não é o artigo certo.

 

Por tudo isto e mais outros exemplos que não abordei aqui, verifiquem sempre a vossa conta antes de abandonarem um estabelecimento. O minuto extra que usaram para confirmar o que vão pagar pode ser a diferença entre poupar ou não alguns bons euros!

 

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D