Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Chega?

07.10.19, Triptofano!

Chega - O Partido de Extrema-Direita

E assim, de um dia para o outro, a extrema-direita chegou ao Parlamento português.

O Chega, partido fundado por André Ventura, conseguiu eleger um deputado! Podem pensar que é apenas um deputado entre outros tantos, mas é assim que as coisas más acontecem.

Toda a gente se ria quando Trump disse que queria ser presidente dos Estados Unidos, e a verdade é que conseguiu. Ninguém acreditava que Bolsonaro ia ser eleito, e na realidade ele comanda o Brasil. Se calhar a maioria pensa que a extrema-direita nunca vai ter poder suficiente em Portugal, mas a verdade é que já há alguém com esses ideais a deambular na vida política portuguesa, a criar ligações, a sussurrar nos ouvidos.

Compreendo que vivemos em democracia, mas nunca poderei ter algum tipo de sentimento que não a repulsa por um partido que tenta retirar direitos de grupos minoritários, "escondendo" essas vontades atrás de chavões que iludem o povo, como colheradas de papa dadas a bebés famintos.

A campanha do Chega foi feita com cartazes com mensagens populistas muito ao estilo de um Robin Wood político. "Andamos a sustentar quem não quer fazer nada?", "Apenas 25 anos de prisão para monstros?" ou "Tantos deputados para quê?"(irónico este último, pois se não houvessem tantos deputados o Chega provavelmente não teria assento parlamentar, mas confesso que não sou exímio na análise do método da média mais alta de Hondt)

Mas uma rápida consulta do movimento do partido mostra-nos que o Chega é o partido que veio para "Recusar frontalmente o marxismo cultural e todo o seu cortejo de aberrações disformes e de realidades alternativas absurdas. Recusar a ditadura da Ideologia de Género; recusar o aborto-a-pedido ou as cirurgias de mudança de SEXO pagas pelos contribuintes."

Com um bocadinho de sorte daqui a 4 ou 5 anos este blog vai deixar de existir. Porque o Chega vai chegar ao governo e descobrir que também eu sou uma aberração disforme a viver numa realidade alternativa absurda.

E se vocês estão sossegaditos no vosso canto, a pensarem que não é convosco, que são pessoas normativas fofinhas e ninguém vos vai pegar, bem, boa sorte!

Votem meus caros. Votem nem que seja para impedirem que um dia estejamos todos a comer mierda frita!

40 comentários

Comentar post

Pág. 1/2