Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Boom, Boom, Ciao!

21.07.19, Triptofano!

Atenção, este post tem light spoilers, mas assim muito light, tipo aquelas saladas só com alface que uma pessoa fica toda desconsolada a comer mas pronto é a altura da praia e alguém nos disse que só podemos ir para o areal se não tivermos banhas por isso fazemos o sacrifício em vez de comermos um gelado daqueles cheios de caramelo e pintarolas e coisas que tais!

La Casa de Papel - Boom Boom Ciao

Estou chateado com a La Casa de Papel.

Acabei ontem de ver a terceira temporada já eram duas da manhã e fui dormir tão furibundo que vocês nem imaginam.

E eu explico-vos porquê.

Eu gostei de ver a primeira e a segunda temporada, mas não estava com grandes esperanças para esta terceira. Na realidade passaram-se meses em que eu nem sequer me lembrava que a La Casa de Papel tinha existido na minha vida.

Mas depois ela voltou. Tipo ex-namorado grudento, que acaba convosco e um ano depois aparece, todo fofinho e amoroso e cheio de promessas que as coisas vão ser melhores do que no passado.

E eu feito idiota dei-lhe uma oportunidade. E fiquei colado ao ecrã, sempre com um pé atrás para não me desiludir.

No início parecia a mesma história de sempre, as mesmas promessas de amor eterno, as mesmas tentativas de sedução, e eu a resistir estoicamente, a não querer entregar-me como no passado.

Mas quando eu achava que tinha a situação controlada, pimba, a La Casa de Papel surpreende, tira o fôlego, faz-nos apaixonar descontroladamente e mandar o bom senso para as urtigas, enquanto ficamos envolvidos de uma forma que não achávamos ser possível.

E quando estamos no apogeu, no auge, no quase nirvana do delírio, ACABA.

Acaba assim, sem uma explicação, sem uma mensagem de justificação, deixando-nos com o coração na boca e sem chão onde pousar os pés.

Aquele ex-namorado ao qual nos voltámos a entregar levou-nos a vestir a melhor roupa e a comprar um perfume novo só para nos deixar plantados numa qualquer mesa de restaurante a comer gressinos enquanto o nosso interior se despedaçava em mil bocados.

Não se faz minha gente. Não se faz.

A La Casa de Papel fez Boom Boom comigo e depois deu-me um Ciao.

Assim, sem mais nem menos.

Filha de uma grande égua....

 

P.S: Quem é a vossa personagem preferida na série?

A minha é sem dúvida nenhuma a Nairobi, sendo que a Lisboa, bem, acho que devia haver um abaixo-assinado de protesto porque deram o nome da nossa maravilhosa capital à personagem que só apetece dar um par de estalos na fuça por ser tão irritantezinha!

56 comentários

Comentar post

Pág. 1/2