Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Blogar e o Estado de Espírito

26.10.18, Triptofano!

Tenho uma profunda admiração por quem consegue manter um blog sempre no mesmo registo independentemente do que se passa na sua vida pessoal.

 

Acaba por ser um pouco como quando vamos trabalhar e escudamos os nossos sentimentos por detrás de uma cara profissional; há quem nos blogs consiga separar a vida virtual da vida real do dia-a-dia.

 

Eu infelizmente não tenho essa capacidade, por mais que tente analisar racionalmente as minhas emoções não consigo evitar que elas se expressem através da minha escrita.

 

Se estiver alegre o meu texto vai ser mais brilhante e optimista, se estiver triste as palavras vão ser mais pesadas e melancólicas, se estiver zangado é possível ver pequenas faíscas entre parágrafos.

 

E isto não teria problema nenhum se apenas escrevesse sobre o meu estado de espírito, desabafos, partilhas intimas.

 

Mas vejo todos estes meus sentimentos a entranharem-se nos meus textos independentemente daquilo que esteja a escrever.

 

Uma review a um restaurante, a um novo creme, a um local onde fui de férias, qualquer que seja o assunto sobre o qual vá blogar não consigo que a minha escrita não seja influenciada pelo que estou a sentir no momento.

 

Não significa que por estar zangado um bom restaurante passe a ser mau, simplesmente a forma como expresso as minhas ideias é mais bruta, áspera, sibilante.

 

E vocês, quando blogam conseguem separar-se em duas personas?

 

Aquela que sente e vive no dia-a-dia e aquela mais automatizada que se expressa através do tamborilar ritmado nas teclas do computador?

 

Quais são os truques que usam para que os vossos sentimentos não interfiram em posts que se querem mais neutros e objectivos?

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    26.10.18

    O teu blog teve essa vantagem por assim dizer Lady, como começaste com mais pessoas o blog acabou por nunca ser um prolongamento do teu ser.
    Agora que estás sozinha no projecto achas que vais dar mais de ti, deixar o mundo conhecer quem é a Lady?
  • Imagem de perfil

    Lady

    26.10.18

    Não sei, as com que trabalho lêem o blog, há sempre temas e desabafos que não posso fazer :S, logo se vê ;). Vão-me conhecendo nos comentários que faço nos vossos blogs :D
  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    26.10.18

    Esse é o único problema de não sermos totalmente anónimos na Blogesfera, há desabafos que temos de pensar duas vezes antes de fazer, não vá alguém ler e ficar ofendido!
    Mas sim, pelos teus comentários vamos te conhecendo um bocadinho mais****
  • Imagem de perfil

    Maria Araújo

    26.10.18

    Lendo os comentários da Lady, uma altura, pensando eu que ninguém da família me lia, vim a descobrir que sim, embora não comentassem.
    Desde então, não escrevo muito, até porque eu gosto de contar pequenas coisas dos meus sobrinhos e sobrinho netos e não sei se devo. Apaguei muitos posts com receio de expor demais e decidi contar as minhas pequenas "merdas".
    Não gosto de aprofundar temas, deixo-os para as conversas que tenho com os amigos e família.
    Os comentários são suficientes.
    Beijinhos
  • Imagem de perfil

    Triptofano!

    27.10.18

    Compreendo bastante bem o seu ponto de vista Maria, uma pessoa nunca sabe até que ponto as suas intenções literárias, por assim dizer, vão ser bem vistas por terceiros.
    Quanto ao partilhar histórias da sua família, acho que se não invadirem a intimidade de ninguém não vão provocar dano, além de que dificilmente alguém saberia quem é a sua família, a não ser que seja outro membro da família!
    O meu irmão lê o meu blog diariamente, e ele próprio disse-me que descobriu mais coisas sobre mim pelo blog do que durante muitos anos de convivência.
    Claro que há coisas que eu sinto-me um bocadinho constrangido a escrever sabendo que ele vai ler, mas no fim de contas sou eu, e eu não devo ter vergonha de mim próprio!
    Enquanto puder andar de cabeça erguida porque haverei de ter receio do julgamento de terceiros?
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.