Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

As 16 músicas candidatas ao Festival da Canção de 2020

E as minhas postas de pescada sobre elas!

16.01.20, Triptofano!

Já foram reveladas as 16 músicas candidatas ao Festival da Canção de 2020 e aqui a minha pessoa já as ouviu a todas de forma a poder vir lançar algumas postas de pescada sobre quem é que tem possibilidades de ganhar, quem não ganha mas vai fazer algum burburinho e quem devia ter ficado em casa.

Algo fantástico que tem acontecido nos últimos anos no Festival, e neste repete-se, é a diversidade de géneros musicais. Deixou de ser sempre a mesma melodia repetida até ao infinito apenas com outra letra para termos sonoridades e estilos bastante diferentes, representativos da diversidade musical que existe no nosso país.

Canção de Intervenção e Preciso de ir à Wikipédia são os termos que me ficaram na cabeça depois de ouvir as 16 músicas candidatas ao Festival da Canção de 2020, mas deixo que vocês tirem as vossas próprias conclusões.

Quem provavelmente vai ganhar

'Passe-Partout' / Intérprete - Bárbara Tinoco / Autor - Tiago Nacarato

Metade do país andou com o Antes dela dizer que sim da Bárbara Tinoco em repeat no cérebro e, secretamente estávamos todos à espera que ela viesse com uma canção de fazer chorar as pedras da calçada e qual versão feminina do Salvador Sobral limpasse o prémio da Eurovisão.

Só que não! Este Passe-Partout é uma mistura de António Zambujo com Luísa Sobral a cantar o Xico e um cheirinho de Deolinda, e apesar de ser totalmente diferente do Antes dela dizer que sim é uma canção que se entranha na cabeça e que no próximo ano vai ser cantada por muito boa gente nos programas de talentos.

O único problema? O facto de uma pessoa que não tenha andado na Sorbonne precisar de uma enciclopédia para perceber metade da música. George Méliès? Jean-Baptiste Molière? Ração do Barber? (não faço ideia que raio de bicho é esse) Agora só espero é que ela não apareça vestida como a Filipa Gomes...

'Diz Só' / Intérprete - Kady / Autor - Dino D’Santiago

Impossível não começar logo a mexer o corpo quando a sonoridade deste kizomba interpretado pela Kady nos chega aos ouvidos. A letra possui uma forte mensagem política o que mostra que o kizomba não é só a tarraxinha.

Quero ser livre com quem me ensine, que não gagueja quando pensa e Diz-me quem foi, Angela Cesária ou Michelle, Diz-me quem foi, Paulina Maria Grace ou Marielle são óptimos exemplos de como este Diz Só foi criado como forma de empoderamento da mulher e das minorias e mesmo assim pode ser levado para a pista de dança.

'Medo de Sentir' / Intérprete - Elisa / Autor - Marta Carvalho

Esta canção da Elisa arrebatou-me todas as moléculas do meu ser e está no meu Top 3, sendo que tem grandes probabilidades de levar a vitória para casa. Tudo vai depender da interpretação da música, que pede uma emoção contida ali prestes a extravasar a cada verso.

O que é que seria assim ouro sobre azul? Um bailarino que traduzisse a canção em linguagem gestual. Era só maravilhoso. Era só fantástico. Era só um arraso. Não precisas de agradecer pela ideia Elisa, mas se ganhares depois partilha o link aqui do blog nas tuas redes sociais ok?

Quem não ganha mas vai fazer burburinho

'Abensonhado / Intérprete - Jimmy P / Autor - Jimmy P

Não sou um grande fã de RAP, mas esta canção auto-biográfica do Jimmy P tem uma batida tão forte e uma letra tão envolvente que é impossível não ficar com um aperto no peito quando se a ouve. Só tirava aquela parte em inglês que acho que destoa e faz perder o fluxo natural da melodia.

'Dói-me o País' / Intérprete - Luiz Caracol e Gus Liberdade / Autor - António Avelar de Pinho

Mais uma canção de intervenção misturada com termos médicos que dá vontade de irmos comprar um anti-inflamatório analgésico à farmácia mais perto e mandar ao pobre do senhor.

A canção ouve-se bastante bem, com uma sonoridade tranquila só interrompida pela intervenção de Gus Liberdade, que confere uma energia mais do tipo vou dar uma lambada neste médico se ele não me passa um atestado!

'Gerbera Amarela do Sul' / Intérprete - Filipe Sambado / Autor - Filipe Sambado

Zeca Afonso, JP Simões, Brigada Victor Jara - são tudo nomes que me vêem à cabeça quando ouço esta canção folk de intervenção digna do Avante que é muito mais do que parece à primeira vista.

Confesso que a minha capacidade intelectual não é suficiente para compreender todos os detalhes da letra mas acredito piamente que estamos perante o sucessor do Conan Osíris. E se não acreditam deitem um olhinho no Instagram do Filipe - as pessoas ligeiramente loucas são sempre as melhores!

De quem eu estava à espera de muito mais

'Rebellion' / Intérprete - Blasted  / Autor - Blasted

Que memórias maravilhosas os Blasted me trazem e parte de mim queria algo do tipo da Battle of Tribes, é que este Rebellion sabe a pouco, a muito pouco mesmo. É como quando comemos uma gelatina sem açúcar e queríamos era enfardar um bolo de brigadeiro.

Não obstante é uma música que eu não tenho problemas em imaginar como banda sonora de um jogo do género Silent Hill porque cria aquela envolvência assustadora para depois libertar-se numa explosão do tipo igreja a ser consumida vertiginosamente pelas chamas.

Quem devia ter ficado em casa

'Agora' / Intérprete - JJaZZ / Autor - Rui Pregal da Cunha

O rapaz canta bem. A rapariga canta bem. Os dois juntos são um susto para o meu canal auditivo. E aquela parte da música em inglês foi colada um bocadinho a cuspo. Pois que não me convence desculpem lá!

'Quero-te Abraçar' / Intérprete - Cláudio Frank / Autor - Cláudio Frank

Se esta música fosse uma nova versão do Jajão eu juro que votava até à exaustão, só que o Quero-te Abraçar é uma simples música de engatar a dama, com alguns versos em inglês para as damas internacionais que isto uma pessoa tem de ser do mundo. O único problema é que o Cláudio Frank desafina um bocadinho (só um bocadinho pequenino), e os falsetes não são bem a praia dele.

'Não Voltes Mais' / Intérprete - Elisa Rodrigues / Autor - Elisa Rodrigues

Ninfa da Floresta que andou a escavar o chão do Boom para encontrar um saco de farinha seria a forma como eu classificaria o sentimento que esta canção me transmite.

Lamento mas não consigo gostar de músicas cuja maior parte da letra são palavras inventadas que uma pessoa nem sabe soletrar e parece que estão ali só para encher chouriços. É como quando vamos ao karaoke e achamos que o Instrumental é para ser cantado. Além disso, dar ordem de soltura ao coração parece-me um problema médico que ninguém anseia em ter.

'Cubismo Enviesado' / Intérprete - Judas / Autor - Hélio Morais

Vês ou Não é repetido 32 vezes. Ou isto é um mantra para alcançarmos outra dimensão ou contêm uma mensagem escondida que me vai fazer comprar 20 embalagens de detergente para a roupa de uma certa marca da próxima vez que for ao supermercado.

RTP, se as letras das canções podem ser assim mais singelas então não se acanhem e convidem-me para o ano que eu também consigo ok?

Quem já me esqueci e ainda nem actuou

'O Dia de Amanhã' / Intérprete - Ian Mucznik / Autor - João Cabrita

Rui Veloso cruzado com o Imagine do John Lennon - Bocejo!

'Copo de Gin' / Intérprete - Meera / Autor - Meera

Alguém se lembra das Antilook? Aquela girls band portuguesa composta por 5 modelos nacionais? Esta canção seria perfeita para elas!

....... Não se lembram das Antilook como assim? Isso é demasiado Gin que beberam só pode...

'Movimento' / Intérprete - Throes and the Shine / Autor - Throes and the Shine

A única coisa que me vai ficar na memória é aqueles backing vocals no refrão que podem ter muito bem sido a pior escolha de 2020.

'Cegueira' / Intérprete - Dúbio Feat +351 / Autor - Dúbio Feat +351

A música para o novo filme da Família Adams?

'Mais Real Que o Amor' / Intérprete - Tomás Luzia / Autor - Pedro Jóia

Hibrido de Fado com Gipsy Kings e boys band dos anos 90 que fazia derreter o coração da pitalhada e que eu totalmente visiono a aparecer em qualquer um daqueles programas de domingo à tarde onde o pessoal telefona para ganhar um carro. Mas sendo honesto tenho de confessar que precisei de ir à Wiki para descobrir o que eram cartas de alforria!

 

E vocês, o que é que acham das 16 músicas candidatas ao Festival da Canção de 2020? Qual é que é a vossa preferida, a que menos gostam e a que acham que vai acabar por ganhar? E qual é a vossa opinião pelo facto do Festival estar-se a tornar cada vez mais uma montra da música que é feita em Portugal e não tanto uma procura por uma sonoridade Eurovisiva que muitos já consideram ultrapassada?

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.