Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

22
Jul18

A Frutaria


Tomar o brunch ao sábado no centro de Lisboa pode parecer uma tarefa impossível, visto que toda a gente se lembra de fazer o mesmo, mas ainda há surpresas à nossa espera, que se traduzem num brunch de qualidade sem termos de acotovelar ninguém para conseguir uma mesa.

 

Quando me dirigi à Frutaria fui algo receoso, já que dada a sua localização, bem no coração da Baixa de Lisboa, fazia com que a probabilidade de me deparar com hordas de turistas famintos fosse mais que muita.

 

Mas aquilo que encontrei foi um espaço com uma vibração algures entre o kitsch, o moderno, a pop art e o saudosismo do pequeno comércio, onde a fruta é rainha e senhora.

Havia turistas sim, mas na quantidade certa para o espaço se identificar com as raízes da cidade e não ser mais um sítio onde nenhum local coloca os pés.

 

Com uma boa música ambiente, um atendimento simpático e empregados que se viam estarem felizes, a Frutaria tinha-me causado uma primeira boa impressão.

Faltava ver como seria a comida.

 

Pedi o menu brunch, que à primeira vista me pareceu um pouco fraco para o meu grande apetite. Afinal por 16 euros apenas podia escolher entre um café ou um chá, um sumo, uma bowl, e uns ovos ou uma panqueca.

Rapidamente me iria aperceber que estava enganado.

 

Mas antes de vos falar sobre o que comi, quero deixar já aqui um aviso.

Não considero que o valor do brunch seja desajustado para o que oferecem e para o local da cidade onde ele se encontra.

Acho sim que dependendo das escolhas individuais que são feitas pode compensar ou não pedir o menu, visto que todos os items vão vendidos isoladamente.

 

Antes de se lançarem no brunch vejam os preços, façam contas e vejam se vale a pena. No meu caso poupei algum dinheiro, mas fossem as minha escolhas outras e o mesmo não aconteceria.

Uma forma de evitar este desconforto por parte do cliente era juntarem ao brunch algo que não fosse vendido individualmente, como uma taça de fruta variada, de forma a criar valor e a diferenciar mais o menu.

 

Dizia-vos eu que achava que ia passar fome.

Onde é que estava o pão, e os croissants, e o queijo, e o fiambre e a manteiga, e tudo e tudo e tudo?

 

Pois bem, após terminar a minha refeição sai a rebolar, para perceberem o quão satisfeito fiquei.

 

Primeiro o sumo.

Sabem quando pedem uma bebida e trazem-vos uns 80 ml de líquido e o resto é gelo e vocês ficam a matutar em como é que vão fazer render aquilo durante a refeição toda quando ainda por cima estão cheios de sede?

 

Na Frutaria isso não acontece, basicamente trazem-vos um balde de bebida para evitar qualquer possível desidratação. Escolhi um refrescante Pick Me Up, com abacaxi, água de côco e menta. 

 

Para a bebida quente, ligeiramente mais pequena que o sumo, a minha opção foi um White Hot Chocolate, e pouco faltou para me levantar da cadeira e gritar um Aleluia, de tão bom que estava. Como também eu estava num dia bom consegui-me controlar e mantive-se sentado em silêncio.

 

Relativamente à comida a minha opção de bowl recaiu naquela que me gritou SuperAlimentos, a de Açaí. Com açaí, granola, manga, bagas goji e manjerição, esta bowl é um verdadeiro boost de imunidade, deixando ao mesmo tempo uma pessoa saciada.

Agora atenção, o açaí ou se gosta ou se odeia, por isso para quem nunca se familiarizou com o sabor do mesmo talvez seja melhor pedir para experimentar primeiro.

 

Entre os ovos e a panqueca, fui para a segunda opção, tendo escolhido a panqueca Lemon Curd, que além do lemon curd tinha manga, framboesas e gelado de gengibre.

 

Quando eu penso em panquecas imagino algo fino e que se come num instante, só que esta panqueca parecia mais um bolo, já que era bastante alta mas simultaneamente fofa e delicada, sem se tornar um pedaço de massa que nos enche a boca e que nos faz ter de beber bastante líquido para a empurrar para baixo.

 

Enquanto que a panqueca em si estava boa os acompanhamentos desiludiram ligeiramente.

 

O sabor do lemon curd estava no ponto, mas o empratamento do mesmo falhou, sendo que só metade da panqueca estava coberta com ele.

 

O gelado de gengibre não sabia a gengibre - acho que muita gente opta por usar este ingrediente mas poucos aceitam o sabor forte do mesmo, acabando por criar versões deslavadas que desapontam os verdadeiros apreciadores. Em termos de quantidade, era pouco gelado para o tamanho da panqueca, mais meia quenelle e seria perfeito.

 

Sendo assim mais picuinhas, acho interessante o contraste da frescura da fruta com a panqueca, mas colocando os frutos vermelhos em cima duma panqueca quente acaba por se perder um bocado da riqueza dos sabores.

 

Em conclusão, a Frutaria é um óptimo lugar para se ir, tanto pelo ambiente, como pelo atendimento ou pela comida. Mas se forem à procura do brunch façam as vossas opções de forma cuidadosa, de forma a não acabarem prejudicados.

 

 

Frutaria Brunch

Frutaria Brunch

Frutaria Brunch

Frutaria Brunch

Frutaria Brunch

Frutaria Brunch

 

 

Frutaria Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D