Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Creme de Mãos e Unhas Rêve Miel da Nuxe - Análise do Rótulo

31.05.20, Triptofano!

O Covid trouxe novas rotinas à nossa vida, e uma delas foi a de estar a lavar e/ou a desinfectar constantemente as mãos, para termos a certeza que não trazemos nenhum bicharoco chato connosco. 

O problema é que se não usarmos um bom creme das mãos diariamente, a probabilidade de começarmos a ter irritações, cortes e feridas na pele é bastante maior, por isso a palavra de ordem é prevenir.

De momento estou a usar, oferta do meu patronato, o creme de mãos e unhas da gama Rêve de Miel da Nuxe, com mel, óleos preciosos e vitamina E. No rótulo pode-se ler que não tem parabenos - algo que também não haveria mal se tivesse - e que 90.6% dos ingredientes são de origem natural.

Antes de passar para a análise do rótulo e perceber se esta oferta foi verdadeiramente amorosa por parte do meu patronato ou se ele quer é correr comigo, preciso de dizer uma palavra acerca da questão dos ingredientes de origem natural.

Um ingrediente ser de origem natural é um conceito muito subjectivo, que difere de empresa para empresa. Normalmente uma pessoa pensa que se é de origem natural é porque alguém foi apanhar as plantas, cortou-as aos bocadinhos e enfiou-as para dentro do creme. Mas algumas empresas consideram, por exemplo, que um ingrediente é de origem natural quando mantêm no mínimo 50% da sua estrutura molecular após o processamento a que é submetido quando retirado da sua fonte original!

Creme de Mãos e Unhas Rêve Miel da Nuxe - Análise do Rótulo

Para ser mais fácil compreenderem se uma substância é boa ou não criei um código de Sapos!

 - Super ingrediente!

 - Bom ingrediente!

 - Podia ser melhorzito!

 - Fica longe da minha pele!

- Não tenho informações suficientes para opinar!

Vamos então analisar os primeiros cinco ingredientes do Nuxe Rêve de Miel Creme de Mãos e Unhas e ver o que é que descobrimos!

Aqua/Water - é o ingrediente de cosmética mais amplamente usado, sendo que quase sempre está em primeiro lugar numa lista. Quando não está isso pode ser muito bom ou muito mau. Neste caso estamos a falar de água sem nenhuma característica especial, ao contrário da água termal usada em variados produtos. 

Cocos Nucifera (Coconut) Oil - Toda a gente adora óleo de coco certo? E com muita razão, visto esta maravilha da natureza estar cheia de ácidos gordos, proteínas e vitaminas do complexo B que ajudam a amaciar a pele de qualquer mão áspera. Melhor ainda é vir logo como segundo ingrediente, o que mostra o potencial do creme. Agora atenção minha gente, óleo de coco é óptimo, mas nada de usar na cara, visto ter um alto grau comodogénico. 

Dimethicone - Apesar de derivar de um silicone natural o dimeticone é considerado um ingrediente sintético. Usado como emoliente, forma uma barreira permeável que previne a perda de humidade e confere um toque sedoso à pele. Já agora, sabiam que o dimeticone também é usado para tratar o excesso de gás no tracto gastrointestinal? 

Glycerin - Fica aqui a dica, se um dia encontrarem um gel de banho cujo primeiro ingrediente seja a glicerina fiquem com ele para todo o sempre! A glicerina é usada para enriquecer a superfície da pele, hidratando verdadeiramente de forma duradoura. O resultado é uma pele suave e flexível. Óptimo para quem cuja pele está sistematicamente seca. 

Pentylene Glycol - Sabem aquela sensação de pele sedosa depois de aplicarem um creme? Agradeçam ao pentylene glycol, um verdadeiro faz tudo, que além de actuar como um estabilizador de emulsões, solvente e antimicrobiano, ainda actua em sinergia com outros conservantes e ajuda a melhorar a resistência à água dos protectores solares. 

Em cinco ingredientes temos 2  e 3 , sendo que o maravilhoso óleo de coco aparece como o segundo ingrediente com maior concentração. Se a lista acabasse aqui este Nuxe creme de mãos e unhas seria um claro vencedor, mas ainda temos muito ingrediente para descodificar!

Propylene Glycol Dicaprylate/Dicaprate - Com a textura de gel, este ingrediente é um emoliente que deixa uma sensação de pele aveludada, suave, não oleosa e bastante leve. É normalmente encontrado em protectores solares, produtos de maquilhagem e hidratantes que não sejam assim pesadões! 

Prunus Amygdalus Dulcis (Sweet Almond) Oil - Ou óleo de amêndoas doces para os amigos! Com uma boa concentração de ácido oleico e linoleico, este óleo tem a capacidade de suavizar, amaciar e hidratar qualquer pele, além de ser fantástico para as unhas secas e quebradiças. No entanto, não é o topo de gama na categoria óleos preciosos!

Behenyl Alcohol - Este é um álcool body positive, já que é um álcool gordo que não está relacionado com outras formas sensibilizantes de álcool. Actua como agente espessante, aumentando a viscosidade da fórmula, além de ser um agente estabilizador de emulsões, permitindo que a parte oleosa e aquosa da fórmula não se separem.

Arachidyl Alcohol -Ingrediente ceroso que além de actuar como agente espessante e estabilizador de emulsões ainda é emoliente. 

Cetearyl Alcohol - A verdadeira definição de multitasking! Apesar de ser um álcool não existe o risco deste ingrediente sensibilizar a pele, sendo que os produtos álcool-free podem ter o Cetearyl Alcohol na composição. É usado como um emoliente, um melhorador de textura, um estabilizador de espuma e um agente de transporte para outros ingredientes.

Mel/Honey - Considerado como o mais antigo ingrediente de skincare, já em 4500 A.C. existiam referências ao mel em algumas receitas de cremes de olhos. Hidratante, calmante, antioxidante, antifúngico e antibacteriano, são alguns dos poderes místicos que o mel possui. Além de ser óptimo em cima de umas panquecas com frutos vermelhos. 

Persea Gratissima (Avocado) Oil - Se o abacate, um dos frutos mais nutritivos, se tornou do dia para a noite numa moda em todos os restaurantes, então deveria também o ser a nível dos cremes. Riquíssimo em ácido oleico, tornando-o um must have para as peles secas, o óleo de abacate tem uma capacidade incrível de penetrar na pele, levando a sua hidratação a várias camadas. A vitamina E na sua composição confere-lhe capacidade antioxidante, enquanto que os polifenóis ajudam a neutralizar os radicais livres antes de eles poderem danificar a pele. 

Cera Alba/ Beeswax - Depois do mel é altura da cera, o que me faz pensar que andamos a explorar umas pobres abelhas. A cera de abelha é extremamente comum em produtos labiais, sendo usada como emoliente e agente espessante. 

Tocopherol - ou Vitamina E, possui propriedades antioxidantes fantásticas para neutralizar os radicais livres além de ter propriedades emolientes. Como é uma vitamina lipossolúvel a nossa pele não se faz rogada a absorver toda a quantidade que lhe dermos. 

Parfum/Fragrance - Pronto, estávamos a ir tão bem e pimba, aparece o perfume. Não sou um arqui-inimigo deste ingrediente, mas confesso que vê-lo sem ser no fim da lista é no mínimo estranho. Um perfume caracteriza-se por um ou uma mistura de óleos vegetais (ou óleos derivados sinteticamente) que conferem odor e aroma a um produto. São frequentemente sensibilizadores da pele porque são compostos por centenas de componentes químicos individuais.  Vou-vos contar um segredo: a minha mãe já tinha experimentado este creme no passado e queixou-se de uma reacção alérgica na pele, e agora que analiso o rótulo penso que poderá ter sido devido ao perfume. Mas para ser honesto a minha mãe também faz alergia a tudo e mais alguma coisa. 

Coco-Glucoside - De origem vegetal, mas também podendo ser manufacturado sinteticamente, o coco-glucoside resulta de uma mistura entre o coco e a glucose. Actua como um surfactante não-iónico. 

Caprylic/Capric Triglyceride - O nome pode não ser apelativo mas garanto-vos que este ingrediente é extremamente popular. Sendo um love child entre o óleo de coco e a glicerina não é de estranhar que seja fantástico enquanto hidratante, deixando uma sensação maravilhosa na pele, sendo extremamente bem tolerado. 

Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil Unsaponifiables - A parte do óleo de girassol que resiste à saponificação, que é o nome que se dá à reacção química que ocorre quando se produz sabonete. Podia ser mais um ingrediente apenas com propriedades hidratantes, mas também é calmante e actua ao nível da barreira lípidica da pele. 

Tocopheryl Acetate - Uma das formas da vitamina E que actua como antioxidante.

Arachidyl Glucoside - Resultante da reacção de condensação entre a glucose e o arachidyl alcohol, funciona como um emulsificante, ajudando a fase aquosa e oleosa a misturarem-se. 

Carbomer - Ingrediente bastante usado no mundo da cosmética como intensificador de textura. 

Glycine Soja (Soybean) Oil - Proveniente do grão de soja, este óleo tem propriedades hidratantes e antioxidantes. Possui na sua composição ácido linoleico que lhe confere capacidades de reparação da barreira cutânea, ácido oleico que confere propriedades nutritivas, e ácido linolenico, que poderá ter potencial anti-inflamatório. 

Ethylhexylglycerin - Ingrediente sintético suavizante da pele, também usado como conservante, transportador ou agente de suspensão para outros conservantes 

Caprylyl Glycol - Agente condicionador que é normalmente usado como conservante mas que também confere um toque suave e agradável à pele. 

Allantoin - A alantoína é um ingrediente muito popularizado devido às suas propriedades calmantes, suavizantes e protectoras, além de ser usado como promotor da cicatrização de feridas. Pode ser extraída a partir de plantas como a consolda ou a camomila, mas também pode ser sintetizada laboratorialmente. 

Butyrospermum Parkii (Shea) Butter Extract - Ou manteiga de karité para os amigos, é um óptimo emoliente (que é a mesma coisa que dizer hidratante) que ainda por cima está cheio de antioxidantes. 

1,2-Hexanediol - Considerado como não sensibilizante, este ingrediente actua como humectante, emoliente e solvente, além de ajudar na conservação de um produto cosmético de forma directa e indirecta. 

Tetrasodium Glutamate Diacetate - Agente quelante sintético de origem natural que actua dando um impulso aos conservantes, permitindo usar quantidades menores dos mesmos sem comprometer a eficácia. 

Sodium Hydroxide - Ingrediente extremamente alcalino que é usado para estabelecer e manter o pH de uma formulação, sendo que em concentrações mais elevadas pode ser um agente sensibilizante. Neste caso vai neutralizar o Carbomer de forma a ele poder exercer as suas propriedades enquanto intensificador de textura. 

Argania Spinosa Kernel Oil - O nosso conhecido óleo de argão! O óleo de argão é óptimo, cheio de ácido oleico, linoleico e palmítico, ácidos gordos que lhe dão a capacidade de ser altamente nutritivo e hidratante. A grande quantidade de vitamina E torna-o um óptimo antioxidante sendo que os compostos fenólicos concedem-lhe propriedades calmantes e anti-inflamatórias. Sim o óleo de argão é fantástico, mas também não é a última bolacha do pacote como foi vendido por muitos. 

Calendula Officinalis Flower Extract - A calêndula é usada desde há muitas séculos devido às suas propriedades curativas, especialmente no que diz respeito ao tratamento de feridas. Porém, existe muita pouca pesquisa sobre a verdadeira eficácia a nível da pele, apesar de conter flavonóides que conferem à calêndula propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. 

Hordeum Vulgare Cera/ Spent Grain Wax - eu no que toca a cervejas sou mais de as beber do que de saber explicar o processo através das quais elas são feitas, mas este ingrediente proveniente da cevada é um sub-produto da produção de cerveja. Tento características emolientes e sendo usado como controlador de viscosidade, deve-se ter em conta que é uma fonte de glúten. 

Tropolone - Ingrediente com actividade antioxidante e antibacteriana que é usado como conservante de forma sinérgica com o 1,2-Hexanediol e o Caprylyl Glycol. 

Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil (N2001/C) - Já tinha aparecido uma vez e aqui está novamente, o nosso óleo de girassol, usado nos cuidados de pele há mais de 5000 anos. Ao contrário de outros óleos o grau de comedogenicidade do óleo de girassol é igual a 0, o que o torna apto para todo o tipo de peles! 

Creme de Mãos e Unhas Rêve Miel da Nuxe - Análise do Rótulo

Resumindo, é verdade que o Creme de Mãos e Unhas Rêve Miel da Nuxe possui perfume na composição e mesmo no meio da lista, mas em 34 ingredientes 13 são , 18 são  e 2 são . Apenas a fragrância que faz com que este creme da Nuxe ganhe 1 , algo que até podemos quase que desculpar tendo em conta que o cheiro é maravilhoso, passando assim na análise do rótulo!

E vocês, qual é o vosso creme de mãos preferido?

Água Protectora Antioxidante FPS 30 Idéal Soleil Vichy - Análise do Rótulo

31.05.20, Triptofano!

Muitos não sabem mas a nossa pele tem um Capital Solar, que é o conjunto dos meios de defesa da pele contra os efeitos nefastos do sol. Este capital é adquirido à nascença, não é renovável e depende do fotótipo de cada indivíduo.

Isto significa que aquele escaldão que apanharam aos 17 anos quando deram uma de rebeldes e foram para a praia ao meio-dia sem protector concedeu pontos negativos ao vossa Capital Solar, e não é por terem passado 5, 10 ou 20 anos ou por se terem encharcado de creme regenerador da cabeça aos pés que ele voltou ao nível inicial.

Sabem aquele ditado água mole em pedra dura? Quanto mais danos causarem à vossa pele com a radiação solar, maior a probabilidade de surgirem problemas muito pouco simpáticos. Por isso é que é importante sempre que tiverem alguma exposição solar mais prolongada, seja na praia, no campo, a fazer desporto ou a andar para o trabalho, que se protejam e usem protector solar.

Eu não sou o maior adepto de praia deste mundo, mas como faço uma parte do meu caminho para o trabalho a pé costumo proteger a zona do pescoço e dos braços com um protector solar, e agora ando a utilizar a Água Protectora Antioxidante FPS 30 Idéal Soleil da Vichy, que é uma solução bifásica muita fresca e muito leve com polifenóis de mirtilo, que deve ser agitada vigorosamente antes de se usar de forma à fórmula ficar homogénea.

Água Protectora Antioxidante FPS 30 Idéal Soleil Vichy - Análise do Rótulo

Por acaso não analisei o rótulo antes de a começar a utilizar, mas mais vale tarde do que nunca, por isso vamos descobrir se vale a pena usar a água protectora solar da Vichy ou se é melhor mudar de protector solar!

Para ser mais fácil compreenderem se uma substância é boa ou não criei um código de Sapos!

 - Super ingrediente!

 - Bom ingrediente!

 - Podia ser melhorzito!

 - Fica longe da minha pele!

- Não tenho informações suficientes para opinar!

Vamos então ver os primeiros 5 ingredientes da nossa água de protecção solar:

Aqua/Water - Como na maior maior parte dos cosméticos, a água aparece como o primeiro ingrediente, mas esta água é especial. A água termal de Vichy é uma água rica em minerais, tais como o ferro, o potássio, o cálcio, o manganês ou o silício, sendo reconhecidas as suas propriedades apaziguantes, fortificantes e regenerantes da pele. Tenho só pena que a Vichy não revele a concentração mineral em g/L. 

Homosalate - Ingrediente que fornece principalmente protecção solar da radiação UVB e alguma UVA (embora pouca). O seu uso em protectores solares está aprovado internacionalmente e é considerado como não sensibilizante. 

Dicaprylyl Ether - Um líquido oleoso transparente, incolor e inodoro, usado como solvente e emoliente de espalhamento rápido, o que significa que deixa muito pouco resíduo na pele, para uma sensação leve e não pegajosa de pele seca. 

Dicapryly Carbonate - De origem animal ou sintética, este solvente e emoliente espalha-se muito facilmente deixando uma sensação de pele de veludo, seca e não pegajosa. Ajuda à absorção e ou solubilização de outros ingredientes que estejam na composição do protector solar, além de fazer com que este se torne mais fácil de espalhar e seja mais leve. 

Octocrylene - Ingrediente aprovado globalmente que protege a pele da radiação UVB. Apesar de ser considerado dos melhores ingredientes o octocrileno viu-se envolvido em polémica por ter causado sensibilização em algumas pessoas. No entanto qualquer filtro físico pode ser sensibilizante, sendo que em pessoas extremamente reactivas é aconselhado usar-se filtros minerais. 

Nos primeiros 5 ingredientes, encontramos 3 ingredientes  e 2 , o que é um começo bastante promissor, apesar de não haver mirtilo à vista. Mas vamos continuar a analisar os restantes ingredientes para tomar uma decisão final!

Ethylhexyl Salicylate - Também conhecido como Octyl Salicilate ou Octisalate, é usado como filtro de radiação UVB. Por si só este ingrediente não é muito forte enquanto filtro, sendo combinado com outros agentes para aumentar o SPF, além de conseguir solubilizar alguns filtros UV sólidos. 

Butyl Methoxydibenzoylmethane - O mais complicado muitas vezes de um rótulo é o facto do mesmo ingrediente poder ter mais que um nome. Este Butyl também responde por Avobenzone ou Parsol 1789, e é responsável pela protecção da radiação UVA, sendo usado a nível global. E sabem qual é o ingrediente que se junta para aumentar a fotoestabilidade do Butyl? O octocrileno. 

Glycerin - Possui o título de Mestre da Hidratação sendo que  enriquece a superfície da pele e mantém os níveis de humidade da mesma. O resultado é uma pele suave e flexível. 

Ethylhexyl Triazone - Também conhecido como Uvinol T150 ou Octyltriazone, este ingrediente pertence a uma nova geração de filtros químicos que fornece a absorção mais fotoestável de radiação UVB. Não é fácil de encontrar nos Estados Unidos , mas na Europa determinou-se que é seguro numa concentração máxima de 5%, havendo muito pouca absorção dermal e tendo testado negativo para alergenicidade. 

Diisopropyl Sebacate - Agradeçam a este ingrediente pelo facto de terem um protector solar cosmeticamente agradável e não uma papa tipo cimento que não conseguem espalhar. Este Diisopropyl é absorvido rapidamente, torna a fórmula do protector solar de fácil espalhamento além de reduzir a oleosidade que advém dos agentes solúveis em óleo. Além disso contribui também para criar uma fórmula final com um alto SPF usando-se uma concentração de filtros UV reduzidos. 

Alcohol Denat. - ou Denatured Alcohol. Como escrevi na análise do creme da Your Good Skin este álcool está envolto em imensa polémica. Apesar de muitos considerarem que em quantidades menores não envolve riscos, a verdade é que está comprovado que é um agente sensibilizante e que pode piorar a condição da pele. Se estiver presente nos primeiros cinco ingredientes de um produto é mesmo de fugir...

Propylene Glycol - Mais uma das substâncias caídas em desgraça indevidamente. Na cosmética, o propilenoglicol é usado em pequenas quantidades de forma a evitar que os produtos derretam a temperatura elevada ou que congelem, sendo que também auxilia os ingredientes activos a penetrarem na pele. Nestas pequenas quantidades é um ingrediente completamente seguro.

Bis-Ethylhexyloxyphenol Methoxyphenyl Triazine -  Como evidentemente o nome deste ingrediente é do pior que pode haver vamos chamá-lo de Tinosorb S ou Bemotrizinol. O Tinosorb S é só um dos melhores agentes em termos de protecção solar que andam por aí, extremamente fotoestável e com uma ampla cobertura de radiações UVA e UVB. Como dificilmente se deteriora na presença de luz UV é também usado para estabilizar outros agentes menos estáveis, como o Butyl Methoxydibenzoylmethane, que já perceberam que é bicho muito instável. 

Propanediol - Este ingrediente, que pode ser sintético ou derivar naturalmente do milho, tem como objectivo aumentar a absorção das substâncias activas de uma fórmula cosmética. As suas propriedades hidratantes também permitem que a pele fique com uma finalização suave e refrescante.

Phenylbenzimidazole Sulfonic Acid - ou Ensulizole. Filtro químico que confere uma forte protecção contra as radiações UVB. A sua particularidade é o facto de, ao contrário da maioria dos agentes de fotoprotecção, é solúvel em água em vez de em óleo, sendo ideal para criar fórmulas muito leves compatíveis com a pele oleosa. Por ser razoavelmente fotoestável também contribui para estabilizar o nosso conhecido Butyl Methoxydibenzoylmethane! 

Caprylyl Glycol - Utilizado como conservante. 

Disodium EDTA - Abreviatura para disodium ethylenediaminetetraacetic acid. Usado como um agente quelante, o que significa que vai prevenir que ingredientes da fórmula se liguem a minerais que estejam presentes na água. 

Phenoxyethanol - Conservante sintético amplamente utilizado na indústria cosmética em concentrações até 1%, que infelizmente ainda continua a ser amplamente demonizado tal como os parabenos, devido a estudos feito sobre o produto em concentrações muito maiores do que aquelas autorizadas nos produtos cosméticos. 

Poly C10-30 Alkyl Acrylate - Funciona como emulsificante sendo útil para produtos que contenham componentes de água e óleo. Quando a água e o óleo são misturados e agitados vigorosamente, forma-se uma dispersão de gotículas de óleo na água e vice-versa. Quando a agitação termina as duas fases começam a separar-se, e é aqui que o Poly C10-30 actua, mantendo a emulsão mais estável e melhorando a consistência do produto, devido às suas características hidrofóbicas e hidrofílicas. 

Sorbitol - É um humectante, o que faz com que a pele conserve água de forma a ficar mais hidratada. Além disso possui propriedades de espessamento e de "escorregamento", se é que o termo existe (talvez o mais apropriado seja deslizamento). Outra característica interessante do sorbitol é o facto de ser um prebiótico, contribuindo para o equilíbrio do microbioma da pele. 

Terephthalylidene Dicamphor Sulfonic Acid - ou Ecamsule ou Mexoryl SX, é um agente exclusivo do grupo L'Oreal (da qual pertence a Vichy) que faz protecção da radiação UVA e que tem a particularidade de ser solúvel em água. 

Tocopherol - ou Vitamina E, possui propriedades antioxidantes fantásticas para neutralizar os radicais livres além de conferir fotoprotecção contra a radiação UVB. Como é uma vitamina lipossolúvel a nossa pele não se faz rogada a absorver toda a quantidade que lhe dermos. Ah, e também ajuda a estabilizar o Butyl Methoxydibenzoylmethane. 

Triethanolamine - Substância muito alcalina usada para definir o pH de uma formulação cosmética. Está envolto em alguma polémica devido à possibilidade de, como todas as aminas, poder dar a origem a nitrosaminas, que são compostos cancerígenos, mas tendo em conta que teoricamente as nitrosaminas não conseguem penetrar a pele e a concentração usada em cosmética é extremamente baixa, a probabilidade de haver algum problema é muito reduzida. 

Vaccinium myrtillus fruit extract - O nosso maravilhoso mirtilo europeu (visto que existe o mirtilo norte-americano) que nos fornece as não menos maravilhosas antocianinas, um composto antioxidante extraordinário. Tem a capacidade de aumentar a resistência da pele aos sinais de vermelhidão além de dar boost às suas defesas na presença de radiação UV, além de ser muito saboroso! (mas nada de ir comer o protector solar ok?)

Parfurm/Fragrance - O ingrediente que pode tornar uma cosmético a experiência mais sensorial de sempre ou a reacção alérgica mais horrenda da nossa vida. Caracteriza-se por um ou uma mistura de óleos vegetais (ou óleos derivados sinteticamente) que conferem odor e aroma a um produto. São frequentemente sensibilizadores da pele porque são compostos por centenas de componentes quimícos individuais. Infelizmente a fragrância é uma das principais fontes de sensibilização aos cosméticos, sendo que por causa disso já costumam existir ofertas com e sem fragrância de produtos equivalentes.

Água Protectora Antioxidante FPS 30 Idéal Soleil Vichy - Análise do Rótulo

Existem outras referências desta água protectora da Vichy além da antioxidante!

Resumindo, num total de 25 ingredientes, 13 são , equivalendo a mais de metade da composição do produto, o que é simplesmente fantástico. 9 dos ingredientes são , 1 é , e apesar de 2 serem classificados como , ao analisarmos esses ingredientes percebemos que o impacto global não é muito significativo, a não ser que tenhamos peles extremamente reactivas e nesse caso deveremos escolher outras opções do mercado.

Enquanto consumidor só gostaria que na embalagem fosse declarado o valor do UVA, porque por lei sei que necessita de ser no mínimo 1/3 do valor do UVB, mas sendo superior a esse terço seria outro factor positivo para a Água Protectora Antioxidante FPS 30 Idéal Soleil da Vichy, que passa na minha análise do rótulo e se vai tornar o meu protector solar de corpo dos próximos tempos!

E por aí, que protectores solares é que gostam mesmo de usar? Já alguma vez fizeram a análise do rótulo dele?

 

Soul Sushi - Quase

30.05.20, Triptofano!

Soul Sushi em 10 segundos: Não duvidem da frescura do peixe ou da qualidade do arroz, nem sequer da capacidade de decoração alimentar. O problema é uma falta de equilíbrio, de excitação e de magia, além de uma estranha fixação por maionese.

Soul Sushi - Almada

A pensar no poema de Mário de Sá-Carneiro com o meu chá frio de hibisco.

Um pouco mais de sol - eu era brasa,
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

Se neste momento se estão a perguntar porque é que começo este post com um excerto do poema Quase de Mário de Sá-Carneiro, deixem-me dizer-vos que foi a melhor forma de expressar o meu estado de alma depois de visitar o Soul Suhi, um restaurante dedicado ao sushi e à gastronomia japonesa situado em Almada.

A experiência foi quase agradável, a comida estava quase boa, o meu cartão multibanco ficou quase ressentido comigo ao pagar a conta final, e eu quase que duvidei de mim mesmo após ver a classificação que o restaurante possui na Zomato.

Soul Sushi Almada

Chegado ao restaurante, decidi colocar o menu de lado - já deverão saber que sou péssimo a fazer escolhas porque apetece-me sempre comer tudo - e coloquei-me nas mãos do Chef, pronto a ser surpreendido.

A viagem começou com o prato assinatura da casa, o Ebi Delice, com camarão panado, cebola caramelizada, molho teriyaki, sweet chilli e uma frescura inesperada proveniente dos coentos, que me fez acreditar que estava perante um jantar memorável. Quase que tinha razão.

Soul Sushi Almada

A tempura de bacalhau negro do Alasca prometia pelo nome uma bem merecida excitação nas minhas papilas gustativas depois de tanto tempo em confinamento. Acabei por me deparar com um prato desenxabido, extremamente salgado e onde a consistência quanto aos sabores nas diferentes peças era inexistente. A maionese de alho negro e a de alho tostado foram os únicos elementos que salvaram este prato, tendo sido lambidas sem misericórdia.

Soul Sushi Almada

O tataki de pampo fez os meus ânimos voltarem a subir, com um peixe deliciosamente fresco repousando entre Céu e Terra, sendo o Céu o kimuchi e a Terra a mistura secreta de abacate, cuja acidez era devido à mistura de tomate invisível, visto que não haviam quaisquer resquícios do mesmo. É porque é cortado muito fininho explicou simpaticamente o colaborador que nos acompanhou durante a refeição.

Deixem-me fazer um aparte: quando alguém diz que certa receita é um segredo meia dúzia das minhas células hepáticas morrem, e tenho a certeza que a este ritmo acabarei com uma cirrose. Dar a conhecer os ingredientes de um prato não significa que vamos para casa a correr colocar na Internet - ainda por cima não sabendo as quantidades exactas de cada um. Além disso, se eu for alérgico a um alimento e quiser ter a certeza que não vou ter um choque anafilático no meio do restaurante, também me vão dizer que é segredo? É que depois com esta história da obrigatoriedade da máscara como é que o socorrista me vai fazer respiração boca-a-boca?

De referir o apontamento delicioso da cabeça de camarão frita, estaladiça, irreverente, que se pode amar ou odiar mas que de certeza que não deixa ninguém indiferente.

Soul Sushi Almada

Chamem-lhe intuição masculina ou o que quiserem, mas eu sabia que o Gunkan de salmão e vieira braseada iria chegar à minha mesa, talvez porque seja a combinação vencedora quando se quer deixar um cliente a salivar descontroladamente.

Imediatamente me lembrei do Gunkan que comi no Nomada, e essa memória fez com que a desilusão ainda fosse maior, sobretudo pelo facto de, atendendo o ponto que uma vieira deve ter (quase manteiga em forma de bicho), a mesma se encontrar mal cozinhada no centro.

Soul Sushi Almada

Se estava desapontado com o Gunkan, o combinado de sushi de fusão deixou-me à beira das lágrimas. Atenção que o arroz deste sushi é de grande qualidade, o peixe é fresco e extremamente saboroso, mas falta emoção, falta arte, falta equilíbrio, e mais importante que tudo, falta fusão à séria.

Se fosse um combinado de meia dúzia de euros podia compreender a oferta medíocre, a manga verde, o salgado em excesso de algumas das peças, a ausência de magia. Mas não era, e isso doeu-me, na alma e na carteira.

Soul Sushi Almada

A viagem a que o Chef me propôs levar terminou com algo que pretendia ser um verdadeiro fogo-de-artifício, um Gunkan de Atum e Caranguejo de Casca Mole. 

Mas não só o Gunkan era difícil de enfiar todo de uma só vez na boca até para mim que tenho uma boa abertura de maxilar, como mais uma vez os sabores estavam desequilibrados. Numa ponta era salgado por causa do molho teriyaki. Na outra o caranguejo de casca mole padecia de insonsite aguda. No meio, o atum que devia nadar alegremente em alto mar parecia estar a tentar fugir com a sua voluptuosidade da maré baixa.

Se a decoração do prato estava impecável, bem como a de todos os outros diga-se de passagem que deu para perceber que existe uma pequena fixação com a maionese, o que acaba por transmitir alguma monotonia a uma experiência que se pretende vibrante e surpreendente.

Soul Sushi Almada

Há quem defenda que num restaurante de sushi não se deve pedir sobremesa, mas eu gosto de desafiar as estatísticas! No entanto, quase que pedi para cancelarem o pedido devido ao tempo que demorou.

A sobremesa em si estava boa, principalmente a combinação dos sabores do chá verde com o gelado de caramelo salgado. O problema principal foi a forma como me foi vendida. Se me prometem um tiramisù eu espero nada menos do que um tiramisù. Não sou contra o destruírem, o reinventarem, o colocarem de pernas para o ar, mas nessa altura então comuniquem que não vão servir um tiramisú, e sim uma explosão nuclear de chá verde e palitos de la reine. Agora não me ponham algo no menu e apresentem outra coisa totalmente diferente na mesa. Afinal se forem à farmácia e me pedirem um paracetamol não vão levar para casa um ibuprofeno pois não?

Soul Sushi Almada

Saí do Soul Sushi com a certeza absoluta que na cozinha havia alguém talentoso, que me levou numa viagem digna de montanha-russa, com alguns altos e uns outros quantos baixos, e que certamente tem a capacidade de transformar uma próxima visita minha num redondo sim. Desta vez fiquei-me por um singelo quase...

Post elaborado com o apoio de Óscar Cabral Consultoria Gastronómica 360º

 

Soul Sushi Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

A Casa e a Bóia

30.05.20, Triptofano!

Desde muito pequeno, até aos meus 16/17 anos, passei as minhas férias de Verão no Algarve, mais concretamente em Armação de Pêra. Os meus pais adoravam aquela zona e todos os Setembros rumávamos para sul durante 15 dias, já que era nessa altura que o preço dos apartamentos para alugar ficava mais barato.

Devo ter aprendido a nadar por volta dos meus 5 anitos, e antes disso os meus pais para evitarem que me afogasse, já que eu adorava estar dentro de água, colocavam-me uma daquelas bóias gigantescas à volta da cintura que era quase maior do que eu. E o quanto eu adorava a minha bóia, azul, cheia de peixes e cavalos marinhos e que me impedia de afogar mas também me limitava os movimentos.

Houve um dia, estava eu na água de mão dada com o meu pai, quando começamos a ouvir uma agitação anormal das pessoas que estavam mais à frente. 

A culpada era uma Casa, que era o nome que o meu pai dava às ondas gigantescas que apareciam sem razão aparente, mesmo o mar estando calmo, e para mim, uma criança minúscula presa a uma bóia gigantesca, aquela onde era mais do que uma casa, era um arranha-céus.

Lembro-me de ver todas as pessoas a começarem a mergulhar furando a onda, como se fossem golfinhos em fuga, e qual foi o meu pânico quando o meu pai me largou a mão, deu uns passos em frente e mergulhou, deixando-me à mercê da massa de água.

Recebi em cheio o impacto, e rebolei vários metros envolto pela rebentação e pela areia. A certa altura pensei que ia morrer porque não conseguia respirar entre tantas cambalhotas, até que a água me depositou no areal, a cuspir areia, bastante assarapantado mas com a bóia azul dos cavalos-marinhos intacta.

O meu pai veio a correr ter comigo, com um grande sorriso no rosto e ainda hoje recordo que fiquei magoado com ele. Como é que ele me podia ter largado a mão para se salvar e deixado à mercê de tamanho perigo?

Demorei alguns anos a ultrapassar a mágoa inconsciente que tinha relativamente àquele dia, até que a maturidade da passagem do tempo me fez perceber que há alturas em que faz sentido sacrificar-mo-nos pelos outros, e existem outras onde temos de pensar primeiro em nós mesmos, e não é por isso que amamos menos o outro.

Se o meu pai me tivesse continuado a agarrar a mão também ele tinha levado com a onda, também ele tinha sido arrastado, e ao contrário de mim ele não tinha nenhum amortecedor de plástico para absorver as pancadas.

Ele colocou-se em segurança para depois vir correr a ajudar-me - é como o que nos ensinam quando esperamos que o avião descole, primeiro colocar a nossa máscara de oxigénio e só depois a dos outros.

A onda gigantesca que me engoliu e cuspiu também me fez compreender algo que ainda hoje tento recordar diariamente: o medo pode aparecer em várias formas, muitas delas extremamente assustadoras, mas depois do impacto e de algumas possíveis mazelas descobrimos que somos muito mais fortes do que aquilo que pensávamos.

Ah, após do sucedido a minha mãe decidiu que era altura de eu ir aprender a nadar, algo que consegui quase morrendo afogado. Mas isso é tema para outro post.

Máscaras Cirúrgicas: as dúvidas mais frequentes.

29.05.20, Triptofano!

Qual a parte de dentro e de fora de uma máscara? As pregas são para cima ou para baixo? Posso lavar a minha máscara cirúrgica? O Farmacêutico Responde!

Se por cada pessoa que apanho na farmácia a usar uma máscara cirúrgica incorrectamente ganhasse 10 euros podem ter a certeza que podia ir de férias até ao fim do ano, já que existe ainda muita desinformação sobre como usar de forma segura e eficiente este dispositivo médico.

Máscaras Cirúrgicas: as dúvidas mais frequentes.

Como eu sou um farmacêutico amoroso deixo-vos aqui as respostas às dúvidas mais frequentes sobre máscaras cirúrgicas.

Qual é a parte de dentro e a parte de fora de uma máscara cirúrgica? É indiferente?

Uma máscara cirúrgica certificada possui três camadas: uma externa com propriedades hidrofóbicas para repelir água, sangue e fluidos corporais, uma no meio que faz a filtração dos microorganismos e uma interna que absorve a humidade da respiração, o suor e o cuspo.

A parte de fora é sempre a parte mais escura e colorida. Se a vossa máscara for azul clara de um lado e azul escura do outro, a parte de fora é a azul escura. Existem máscaras que infelizmente são brancas de ambos os lados, e se é possível perceber pela textura qual o lado interno e externo, o mais seguro será pedir a informação que o fabricante fornece sobre como fazer a diferenciação no local onde a adquiriram.

As pregas de uma máscara tem de estar para baixo?

Já ouvi dezenas de vezes a história do médico que foi à televisão mostrar que as pregas ou dobras da máscara tem de estar para baixo, sabendo-se assim qual o lado de fora, o que leva a que haja pessoas a usar a máscara com a parte de dentro para fora, o que diminui a eficácia da mesma.

Normalmente as pregas de uma máscara estão para baixo, porque ajuda a evitar a acumulação de algum detrito e/ou de microorganismos com os quais a pessoa se pode infectar se não retirar a máscara correctamente.

No entanto, não existe nenhuma norma que defina a orientação das pregas, apenas o seu número e distância entre as mesmas, por isso desde que a máscara seja certificada as pregas podem estar para baixo ou para cima, o que não vai impactar na qualidade da máscara. A existência de pregas é para pura e simplesmente permitir que ela seja de tamanho único e para que quando se abra poder ajustar a qualquer rosto.

O que deve ser feito quando tiverem uma máscara cirúrgica nas mãos é primeiro ver o lado externo pela cor, e depois pela palpação perceber onde está o ferrinho que indica o lado superior da máscara e que deve ajustado no nariz.

Posso desinfectar a minha máscara cirúrgica para voltar a utilizar?

Não, não podem! Nem borrifar com álcool a 70º, nem deixar ao sol durante uma tarde inteira, nem fazer outra combinação química que viram num site de mezinhas na internet, nem rezar ao Padroeiro das Máscaras Cirúrgicas.

A máscara cirúrgica é de utilização única, devendo ser descartada após a utilização ou se estiver a ser usada há 4 horas ou se ficar húmida.

Posso usar o nariz de fora para não embaciar os óculos?

É a mesma coisa que perguntar se podem ir para a praia ao meio-dia e colocarem só protector no peito e deixarem as costas sem nada. O resultado vai ser um escaldão gigantesco, e proteger só a boca com a máscara não vos protege nem protege os outros.

Para não embaciar os óculos devido à condensação provocada pela nossa respiração quente existem vários truques. O primeiro é ajustar o ferrinho da máscara bem ao nariz, de forma a evitar que quando exalamos o ar saia por aí.

O segundo, e que eu não aconselho, é a utilização de uma solução de água e sabão, visto que o sabão deixa um filme muito fino que actua como uma barreira contra o embaciamento. Não aconselho porque o sabão pode estragar o revestimento específico de uma lente e lá vão pelo cano abaixo todos aqueles euros que investiram nos vossos óculos.

O terceiro é usarem os próprios óculos para selar e modelar a máscara, sendo que para isso tem de conseguir puxar a máscara bem para cima no nariz.

A quarta e mais radical é usarem adesivo apropriado para a pele (nada de fita cola) de forma a prender a máscara na zona do nariz e das bochechas, de forma a não haver nenhuma fuga de respiração.

Se nada disto funcionar procurem no vosso oculista um produto anti-embaciamento, tendo sempre o cuidado de informarem as características específicas das vossas lentes.

A minha máscara não ajusta bem de lado, o que posso fazer?

Se a máscara tiver folga na zona lateral há maior possibilidade de entrarem bichinhos pouco simpáticos por aí, por isso podem sempre experimentar cruzar os elásticos na zona da orelha, ou fazerem um pequeno nó na ponta dos elásticos, de forma a que a máscara fique melhor ajustada.

Quem não deve usar máscara cirúrgica?

Não é recomendado a utilização de máscaras cirúrgicas em crianças com menos de 2 anos, além de que pessoas com eczema e com dificuldade respiratória devem evitar a utilização prolongada porque pode agravar sintomatologia de base, e pessoas que sofram de enxaqueca devem também evitar a utilização prolongada porque pode ser um factor para espoletar uma crise.

 

Ficaram com alguma dúvida acerca de máscaras cirúrgicas? Se sim, a caixa de comentários é vossa!

Pose Season 2 - A Série da Netflix que coloca o Trans no LGBTQ+

28.05.20, Triptofano!

Não será exagero se vos disser que terei chorado mais ao ver a segunda season da série Pose da Netflix do que durante todo o ano passado, mas eu também sou aquela pessoa que desidratou durante uma semana quando a mãe do Bamby morreu.

Pose Season 2 - A Série da Netflix que coloca o Trans no LGBTQ+

Se a primeira season de Pose foi simplesmente fantástica a segunda conseguiu ainda ser mais maravilhosa, tocante e comovente.

Alguns talvez achem que Pose é simplesmente uma série dedicada à cultura underground dos bailes nova-iorquinos dos anos 80 com muita dança, movimentos arrojados e criações de moda que eram um cruzamento entre avant-garde e esquizofrénico.

Outros podem-na considerar como uma ode à cultura queer, e não estarão errados, mas limitá-la a isso não poderia ser mais incorrecto e injusto.

Pose relembra-nos do início da epidemia do HIV/SIDA e de como uma diagnóstica naquela época era uma pena capital, sem que ninguém soubesse quanto tempo tinha para permanecer no corredor da morte. Nos dias de hoje, graças aos avanços da terapêutica farmacológica, um doente com HIV tem exactamente a mesma esperança de vida de alguém seronegativo. Porém o preconceito, o estigma e o tabu são talvez ainda maiores do que há 30 anos atrás, mostrando-nos que a evolução não tem que ser apenas científica, mas sim acompanhada de um progresso a nível do desenvolvimento pessoal.

Pose é também a série que coloca o Trans no LGBTQ+, sendo que 5 das personagens principais são mulheres transexuais na vida real, o que merece uma grande salva de palmas pela inclusão e pela visibilidade.

Pela visibilidade dos problemas reais que a comunidade Trans enfrentou e ainda enfrenta, sendo constantemente rebaixada, desvalorizada, ostracizada e olhada como se tivesse alguma doença infecto-contagiosa, quando a única coisa que fizeram foi ter a coragem de perseguir a sua verdadeira felicidade. Infelizmente, o ser humano tem a tendência de desprezar e rebaixar tudo e todos que não se reja pelas suas próprias normas e morais internas.

Porém, não poderia terminar este post sem referir que apesar de ser importante a visibilidade dos problemas que a comunidade Trans tem de superar todos os dias, o que uma pessoa Trans muitas vezes mais deseja não é estar nos centros dos holofotes, mas sim ser invisível, e ser tratada como qualquer outro homem ou mulher deste planeta, sem que quando se refiram a eles seja necessário colocar a palavra transexual na mesma expressão.

E por isso rectifico a minha frase anterior. Em Pose 5 das personagens principais são Mulheres! E mulheres com um M gigantesco!

Podem descobrir a banda sonora da segunda season de Pose no Spotify!

Creme Nutritivo Reparador para Pele Seca da Your Good Skin - Análise do Rótulo

27.05.20, Triptofano!

Uma das coisas que mais gosto, mas que também é das mais complicadas, é ajudar alguém a descodificar a lista de ingredientes daquele cosmético que quer muito mas muito comprar. Porque sejamos honestos, uma pessoa olha para aquela lista e parece que está a ler chinês, e acaba por ficar um bocado às aranhas sem saber o que significa.

Eu sei que a publicidade por vezes leva-nos a melhor e eu admito que muitas vezes compro e coloco produtos que nem me dei ao trabalho de ver a composição, mas cada vez é mais importante percebermos o que estamos a colocar na pele. 

Vejamos como exemplo o Creme Nutritivo Reparador para Pele Seca da Your Good Skin, que recebi na farmácia o que pensava ser uma versão amostra, até perceber que os 15 ml são mesmo o formato de venda. Normalmente o que eu faria era abrir logo e barrar as zonas mais secas do meu rosto com ele, mas desta vez decidi que ia primeiro averiguar a lista de ingredientes para perceber se era ou não uma boa escolha, em vez de ficar seduzido pelo facto de ser formulado com Lily Turf japonesa (que nem nunca ouvi falar...).

Creme Nutritivo Reparador para Pele Seca da Your Good Skin - Análise do Rótulo

Talvez alguns de vocês não saibam mas a lista de ingredientes de um produto cosmético começa no que existe em mais quantidade e vai avançando até ao que se encontra em menor quantidade, por isso é que para mim é importante ver a qualidade dos primeiros cinco ingredientes. De nada vale terem cinquenta e cinco substâncias fantásticas que apenas se encontram de forma vestigial e no topo da fórmula estarem coisas que minha nossa senhora deixai-me fugir.

Para ser mais fácil compreenderem se uma substância é boa ou não criei um código de Sapos!

 - Super ingrediente!

 - Bom ingrediente!

 - Podia ser melhorzito!

 - Fica longe da minha pele!

- Não tenho informações suficientes para opinar!

Vamos então ver os primeiros 5 ingredientes do nosso creme da Your Good Skin:

  • Água - é o ingrediente de cosmética mais amplamente usado, sendo que quase sempre está em primeiro lugar numa lista. Quando não está isso pode ser muito bom ou muito mau. 
  • Glicerina - Usada para enriquecer a superfície da pele, a glicerina hidrata à séria e por um período de tempo bastante simpático. O resultado é uma pele suave e flexível. Óptimo para quem cuja pele está sistematicamente seca.
  • Butyrospermum parkii (shea) butter extract - Ou manteiga de karité para os amigos, é um óptimo emoliente (que é a mesma coisa que dizer hidratante) que ainda por cima está cheio de antioxidantes.
  • C12-15 Alkyl Benzoate - aqui é quando começamos a entrar no campo do chinês. Este ingrediente é de origem sintética e é usado como emoliente e como um "melhorador" da textura dos cosméticos. 
  • Isononyl Isononanoate - Um éster sintético que funciona como um agente emoliente suavizante da pele.

Como podem ver nos primeiros cinco ingredientes encontramos dois que são fantásticos e três que são bons, apesar de não haver sinais da Lily Turf Japonesa. Em princípio poderia arriscar que este creme está no bom caminho, mas vamos continuar a ver o resto da lista.

Creme Nutritivo Reparador para Pele Seca da Your Good Skin - Análise do Rótulo

  • Cetearyl Glucoside - Ingrediente com funções emulsificantes. 
  • Cetearyl Alcohol - Apesar de ser um álcool não existe o risco deste ingrediente sensibilizar a pele, sendo que os produtos álcool-free podem ter o Cetearyl Alcohol na composição. É usado como um emoliente, um melhorador de textura, um estabilizador de espuma e um agente de transporte para outros ingredientes. 
  • Dimethicone - Apesar de derivar de um silicone natural o dimeticone é considerado um ingrediente sintético. Usado como emoliente, forma uma barreira permeável que previne a perda de humidade e confere um toque sedoso à pele. 
  • Sodium Polyacrylate - Polímero sintético muito versátil usado como emoliente, endurecedor, estabilizador, absorvente e como agente formador de filme. 
  • Simmondsia chinensis (Jojoba) seed oil - Das melhores coisas que se pode ter num cosmético desde que não se tenha a pele oleosa com tendência a acneica. O óleo de jojoba é reconhecido pelas suas propriedades restauradoras e calmantes da pele. 
  • Aluminum Starch Octenylsuccinate - Este pó sintético é usado como agente espessante, absorvente e anti-aglomerante.
  • Potassium Cetyl Phosphate - Usado como surfactante ou emulsificante. 
  • Denatured Alcohol - Este álcool está envolto em imensa polémica. Apesar de muitos considerarem que em quantidades menores não envolve riscos, a verdade é que está comprovado que é um agente sensibilizante e que pode piorar a condição da pele. Se estiver presente nos primeiros cinco ingredientes de um produto é mesmo de fugir...
  • Phenoxyethanol - Conservante sintético amplamente utilizado na indústria cosmética em concentrações até 1%, que infelizmente ainda continua a ser amplamente demonizado tal como os parabenos, devido a estudos feito sobre o produto em concentrações muito maiores do que aquelas autorizadas nos produtos cosméticos.
  • Panthenol - Também conhecido como pro-vitamina B5, o pantenol é utilizado como humectante, devido à sua capacidade de manter a humidade a nível da pele, melhorando o seu aspecto e toque.
  • Tocopheryl Acetate - Uma das formas da vitamina E que actua como antioxidante.
  • Ophiopogon japonicus root extract - finalmente a nossa Lily Turf japonesa! Sobre este produto não encontrei muita informação, a não ser que é um ingrediente seguro e que aparentemente mantêm a humidade da pele, aumentando também a sua força e resiliência. Se é o suficiente para ser vendida como o ingrediente estrela do produto? Talvez não...
  • Ascorbyl Glucoside - Forma estável da vitamina C combinada com glucose, que quando devidamente absorvida pela pele transforma-se em vitamina C pura (ácido ascórbico), tendo propriedades antioxidantes.
  • Caprylyl Glycol - Agente condicionador que é normalmente usado como conservante. 
  • Sodium Benzoate - Sal do ácido benzóico usado como conservante tanto em produtos cosméticos como alimentares. 
  • Bisabolol - Agente calmante, que possui também algumas propriedades iluminadoras, que pode ser de origem sintética mas tipicamente é extraído a partir da camomila.
  • Ethylhexylglycerin - Ingrediente sintético suavizante da pele, também usado como conservante, transportador ou agente de suspensão para outros conservante, como por exemplo o phenoxyethanol.
  • Tetrasodium EDTA - Agente quelante usado para prevenir que minerais presentes numa formulação se liguem a outros ingredientes. 
  • Potassium Hydroxide - Agente altamente alcalino usado em cosmética em pequenas quantidades para modular o pH final de um produto. 
  • Dimethylmethoxy Chromanol - Produto sintético que tem uma estrutura molecular muito semelhante a uma das formas da Vitamina E. Funciona como antioxidante.
  • Camellia sinensis leaf extract - que é basicamente como dizer Chá Verde. Este extracto é verdadeiramente uma super-estrela, com propriedades antioxidantes, antimicrobianas, antiinflamátorias, anticarcinogénicas e ainda com a capacidade de proteger da radiação UV. Único problema? Estar em último lugar na lista de ingredientes.

Creme Nutritivo Reparador para Pele Seca da Your Good Skin - Análise do Rótulo

Em 26 ingredientes do Creme Nutritivo Reparador para Pele Seca da Your Good Skin, 8 são, 15 são , e existe 1 , 1  e 1 , o que é razão mais que suficiente para atirar-me de cabeça e hidratar todas aquelas zonas do rosto que estão secas devido à utilização constante de máscara!

E sabem que mais? Funciona mesmo!

Se tiverem interesse em que vos analise o rótulo de algum produto basta mandarem-me um e-mail ou deixarem o pedido nos comentários.

Socorro! O meu filho está com diarreia!

22.05.20, Triptofano!

No balcão da farmácia é muito normal pais com filhos pequenos virem pedir ajuda quando as suas crias estão com diarreia (e por vezes mostrarem fotos da mesma para minha gigantesca alegria...), por isso decidi fazer um pequeno apanhado dos conselhos que costumo dar e que espero que possam ser de utilidade!

Socorro! O meu filho está com diarreia!

Primeiro que tudo perceber que a presença de fezes moles não significa necessariamente que haja diarreia - é preciso que além das fezes serem menos consistentes também haja um aumento súbito da frequência das mesmas. Por vezes a diarreia pode ser acompanhada de vómitos, de dores abdominais e /ou febre!

As causas da diarreia podem ser várias, sendo que frequentemente o culpado são as infecções virais do aparelho digestivo - as malvadas gastroenterites que muitas vezes são apanhados nos infantários e depois transmitidas por toda a família. Também infecções causadas por bactérias ou parasitas podem desencadear um quadro de diarreia aguda.

Porém outras situações podem levar ao aparecimento de diarreia, como uma alergia ou intoxicação alimentar (sobretudo nas épocas de calor), uma reacção secundária a um antibiótico ou a outro medicamento, estar associada ao romper dos dentes ou, uma manifestação do organismo devido a um excesso de sumos de fruta ingeridos pela criança.

Normalmente a diarreia cura-se de forma espontânea em alguns dias sem ser necessário recorrer a medicamentos, porém existem alguns produtos que eu gosto de aconselhar de forma a acelerar o processo de recuperação e a aumentar o bem-estar da criança.

Socorro! O meu filho está com diarreia!

O Atyflor é um suplemento alimentar que contém uma mistura solúvel de 7 estirpes de probióticos e fructooligossacarídeos, incluindo a estirpe específica das crianças denominada Bifidobacterium infantis, que habitam, de forma natural, no aparelho digestivo.

O Atyflor ajuda a restabelecer a microflora intestinal, em situações de desequilíbrio tais como: diarreia, obstipação e síndrome de cólon irritável, podendo ser tomado em todas as etapas, desde a lactação à idade adulta.

 

lenodiar_pack_pediatric.png

O Lenodiar Pediatric é indicado para o tratamento da diarreia de diferentes origens sendo que actua graças ao Actitan, um complexo molecular vegetal que contraria a inflamação da mucosa intestinal através de uma acção protectora, obtida através da formação de uma película com efeito barreira que limita o contacto com microorganismos e agentes irritantes, e devido à acção antioxidante que contraria a irritação da mucosa. 

O Lenodiar Pedriatric é indicado a partir de 1 ano de idade.

Trip, qual é o maior perigo no caso do meu filho ter diarreia?

O maior perigo é o risco de desidratação, já que uma criança com diarreia pode perder rapidamente quantidades significativas de água e de sais minerais. Uma criança mais pequena ou que esteja mais desnutrida tem um risco maior de sofrer desidratação grave. E a desidratação não é uma brincadeira, sendo que pode levar a convulsões, falência de órgãos e em casos extremos à morte.

Existem alguns sinais que os pais devem estar alerta para perceberem se estão perante um caso de desidratação, tais como olhos fundos ou encovados, boca com pouca saliva, pele seca, choro fraco e sem lágrimas, sede intensa ou pouca urina.

E o que é que posso fazer para evitar que o meu filho fique desidratado?

Se estão a sair muitos líquidos então precisamos de fazer uma compensação de água e sais minerais para evitar a desidratação. Consoante a idade e o tipo de alimentação da criança existem procedimentos diferentes!

Uma criança que esteja em aleitamento materno deve:

  • Manter a amamentação
  • Suspender os alimentos sólidos durante 4 horas
  • Ingerir pequenas quantidades de uma solução de rehidratação oral após cada evacuação (cerca de 30 ml)
  • Reiniciar lentamente a alimentação habitual após as 4 horas

Uma criança que esteja em aleitamento artificial deve:

  • Fazer uma pausa alimentar, suspendendo o leite em pó e os alimentos sólidos durante 4 horas
  • Ingerir pequenas quantidades de uma solução de rehidratação oral após cada evacuação (cerca de 30 ml)
  • Após a pausa alimentar, iniciar novamente o leite em pó, mas dilui-lo, preparando-o com 4 vezes mais água do que o habitual.
  • Ir aumentando gradualmente a concentração do leite se a criança tolerar e retomar lentamente a dieta normal

Uma criança que esteja a fazer já uma alimentação diversificada deve:

  • Optar por uma papa ou sopa de arroz, cenoura, batata, carne magra, maçã ralada e banana bem madura.
  • Evitar sumos de fruta, leguminosas (como o feijão, ervilhas ou grão) e legumes verdes (como o espinafre e a alface).
  • Ingerir pequenas quantidades de uma solução de rehidratação oral após cada evacuação (cerca de 30 ml)

Socorro! O meu filho está com diarreia!

Que solução de rehidratação oral devo comprar Trip?

Existem muitas opções nas farmácias, como por exemplo o Redrate, o Dioralyte ou o Electrolit, mas o meu favorito é um dois em um,  o Bi-Oral Suero, que contribui para rehidratar e restabelecer a flora intestinal.

Socorro! O meu filho está com diarreia!

O Bi-Oral Suero fornece uma combinação única de líquidos e sais minerais com um probiótico potente, o Lactobacillus reuteri Protectis, que em conjunto promovem uma rápida normalização da saúde intestinal, apresentando-se com a opção de sabores diferentes (frutas, morango, laranja e neutro).

Agora atenção gente do meu coração, o probiótico deste produto está na palhinha e não dentro do sumo, por isso é muito importante que o líquido passe pela palhinha para arrastar o Lactobacillus. Se a criança conseguir chupar pela palhinha fantástico, caso contrário, vocês passam o sumo através da palhinha para outro recipiente e daí oferecem à criança!

Agora caso queiram, podem fazer soros de rehidratação caseiros, como a água de arroz com sal ou o caldo de cenoura (mas aviso-vos que mesmo estando na casa dos trinta ainda me lembro da água de arroz que a minha mãe me dava e era simplesmente péssima...)!

Água de arroz com sal

1 litro de água - 2 colheres de sopa de arroz - 1/2 colher de chá de sal de cozinha - demolhar durante 1 hora - ferver durante 1 hora, coar e perfazer o volume inicial com água fervida.

Caldo de cenoura

1 litro de água - 500 g de cenoura fresca - 1/2 colher de chá de sal de cozinha - ferver durante 1 hora, esmagar a cenoura e juntar água fervida até perfazer o volume inicial.

Socorro! O meu filho está com diarreia!

Em termos de prevenir que o vosso filhote fique com diarreia, já sabem que devem lavar bem as mãos antes de mexer nos objectos das crianças (em especial os utensílios que utilizam para alimentar a criança), bem como os legumes e as frutas. As carnes devem ser sempre bem cozinhadas e tudo o que não vos parecer fresco ou que estejam naquela do dou não dou, é preferível não darem, porque o intestino da criança é muito mais sensível. Não se esqueçam que caso a criança ainda utilizar o biberão este deve ser sempre esterilizado antes de cada utilização.

Agora nem sempre é possível resolver um caso de diarreia sem tem que se recorrer ao médico, por isso deve-se procurar aconselhamento médico se: a diarreia for muito intensa (fezes líquidas mais de uma vez por hora), se a diarreia estiver acompanhada por sangue ou existir febre alta, se não houver melhoria da diarreia após três dias, se a criança estiver com um mau estar geral e sinais de desidratação, se a diarreia piorar após a introdução do leite ou se a criança vomitar ou recusar líquidos.

 

Parte da informação deste post foi retirada do folheto "Criança com diarreia...O que devo saber?" elaborada pela Dra.Carla Santos da Unidade de Saúde Familiar de Valongo

5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix

21.05.20, Triptofano!

Se gostam de ver Reality Shows mas estão fartos do tradicional formato onde um bando de pessoas passa o tempo deitado ao pé da piscina e os desafios mais complexos que precisam de enfrentar é a gestão das compras das mercearias ou quem é que vão nomear como a pessoa mais falsa do grupo, então deixo-vos a minha lista de 5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix.

Não deixam de ser Reality Shows, não deixa de haver algum drama (o que é que uma pessoa seria sem um bocadinho de drama na sua vida?), continuamos a torcer pelos nossos preferidos, mas a vantagem é que são programas que conseguem ser educativos e mostrar que há pessoas com habilidades que vão além do comer tremoços e pinar com tudo o que se mexe que merecem ter tempo de antena.

1 - The Big Flower Fight

5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix

Foi o último Realith Show que vi no Netflix e honestamente nunca me tinha passado pela cabeça que alguém se lembrasse de fazer um programa com este tema.

Em The Big Flower Fight o destaque é para as flores (e outras espécies botânicas) e para quem é um mestre a trabalhar com elas. Agora se pensam que os desafios consistem em fazer centros de mesa ou o melhor bouquet de sempre para uma noiva desenganem-se - esperem esculturas gigantescas de animais marinhos, insectos, monstros e mesmo um fantástico vestido floral!

2 - Interior Design Masters

5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix

Interior Design Masters é para todos aqueles que tem instalado no seu telemóvel um jogo de interior design e que passam horas a tentar ganhar dinheiro para conseguirem finalmente comprar aquela cadeira que conjuga na perfeição com o quadro vintage e que faz um pequeno choque com o padrão do tapete.

Depois de ver o programa fiquei verdadeiramente convencido que talvez tenha futuro no ramo, porque pelo menos nunca tive a ideia de fazer um quarto de hotel com um tecto laranja fluorescente ou de criar uma sala de estar cor-de-rosa para uma casa modelo...

3 - Blown Away

5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix

Se acharam que o programa sobre as flores era inovador esperem para ver o Blown Away, uma competição entre sopradores de vidro, onde são criadas peças para além do maravilhoso.

As duas grandes lembranças que tenho de ver este Reality Show são o útero ectópico que um dos participantes criou, algo muito ao nível da série Black Mirror, e que supostamente serviria para o homem poder passar pela experiência da maternidade mas sem ter que gastar uma fortuna em cremes anti-estrias, e o desapontamento comigo mesmo por nem ser capaz de fazer um balão de pastilha elástica quanto mais soprar vidro como um louco.

4 - Glow Up

5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix

Em Glow Up há mais do que bases perfeitamente misturadas ou lápis de olhos aplicados sem causar uma úlcera na córnea. Existe verdadeira arte, concorrentes que são simplesmente geniais e conceitos que uma pessoa até gostaria de por em prática mas tendo em conta que andamos todos com máscara e viseira seria um desperdício de produto.

Agora o melhor de tudo para mim são os apresentadores, que são o sal, a pimenta e os flocos de chilli do programa, fazendo este programa de maquilhagem um verdadeiro guilty pleasure.

5 - Next in Fashion

5 Reality Shows com Pessoas Talentosas para ver no Netflix

Seria vergonhoso se nesta lista não houvesse um Reality Show sobre a criação de trapinhos fashions.

Claro que programas de fashion design há mais que muitos, e quase toda a gente já viu pelo menos um bocadinho do Project Runway, nem que fosse para olhar para a Heidi Klum, mas Next in Fashion tem o twist de fazer equipas de dois estilistas que em alguns dos casos nem nunca se viram na vida, o que todos sabemos é uma receita para a catástrofe.

Se em Glow Up os apresentadores eram o melhor do programa, aqui os apresentadores são o bocejo do programa - um verdadeiro erro de casting na minha opinião.

 

Lembram-se de mais algum Reality Show com pessoas talentosas que valha a pena ver no Netflix? Se sim deixem as vossas sugestões nos comentários! 

Voltar a um Restaurante depois do Desconfinamento

19.05.20, Triptofano!

Ontem, dia 18 de Maio, os restaurantes voltaram a abrir, e o vosso Triptofano foi logo a correr porque já estava a ressacar de não ir comer fora à tanto tempo.

Eu sei que vocês estavam com saudades dos meus relatos de enfardanço monumental, mas neste post não vou falar sobre o que comi mas sobre a experiência de voltar a um restaurante depois de um desconfinamento.

O meu regresso a um restaurante depois do desconfinamento

Eu nervoso com todo o protocolo a ganhar alguma coragem líquida com um Strawberry Daiquiri da Mercantina Bistro 37

Confesso que quando estava a chegar à Mercantina Bistro 37, o restaurante escolhido para quebrar o jejum da quarentena, sentia-me estranhamente nervoso.

Visitar restaurantes nos últimos anos passou a ser algo de extremamente, não diria banal, mas frequente para mim, só que todo o protocolo que sabia que ia enfrentar fez-me ficar meio que apreensivo.

E sim, é algo tonto, porque usar máscara faz parte do meu dia-a-dia, desinfectar as mãos idem aspas aspas, só que para mim um restaurante é sinónimo de descontracção, e estes cuidados, apesar de cruciais para conseguirmos sair vitoriosos desta luta contra o Covid, relembram-nos que há um inimigo à espreita e que ainda não podemos respirar de alívio.

Quando cheguei à Mercantina Bistro 37, estava com medo de encontrar um restaurante completamente vazio, mas a verdade é que as pessoas estão tão desejosas como eu de voltar à sua vida normal, por isso pela janela verifiquei que havia várias mesas ocupadas.

Agora estaria o restaurante a cumprir os protocolos impostos?

Mal entrei, com a máscara posta, passei por um tapete desinfectante, algo que nunca tinha visto, uma espécie de esponja gigante que mata qualquer vírus do demo que tenha vindo agarrado às nossas solas dos sapatos. A receber-nos estava uma funcionária com máscara e viseira, que nos apontou o dispensador de gel para desinfectarmos as mãos.

Quando entrei para dentro do restaurante percebi que todos os funcionários estavam de máscara e viseira, que havia muitas mesas "inutilizadas" para manter a distância de segurança e que as que eram possíveis de ser ocupadas tinham ainda acrílicos.

Encaminharam-me para uma mesa no fundo do restaurante, e informaram-me que enquanto estivesse sentado poderia tirar a máscara, mas sempre que precisasse de circular devia colocá-la.

Agora deixem-me dizer-vos que por vezes não é fácil a comunicação com alguém que está a usar uma máscara e uma viseira, porque o som sai mais abafado, mas com boa vontade e com umas vinte repetições (que eu sou duro de ouvido) tudo se consegue.

O menu vem em páginas soltas plastificadas, mas é entregue também um QR Code tamanho gigante para podermos fazer o download do menu para explorarmos a parte das bebidas e para ficarmos com ele no nosso telemóvel para uma próxima visita.

Todos os talheres que chegam à mesa são pulverizados mesmo à nossa frente, e nós é que temos de os tirar da bandeja, de forma a não haver contacto por parte do funcionário depois da desinfecção.

Também o terminal de multibanco, que está pronto para ser usado com todos os métodos de pagamento que não envolvem contacto, é pulverizado depois de o usarmos (paguei com cartão de refeição que obriga o contacto com a máquina), sendo que o mesmo está protegido por película para não morrer afogado.

E basicamente foi esta a nova realidade da restauração que encontrei na Mercantina Bistro 37. Se todos os restaurantes cumprem este protocolo não sei, mas posso-vos dizer que fiquei extremamente agradado com a coragem do restaurante abrir logo no primeiro dia e com todo o rigor que puseram em minimizar a probabilidade de uma pessoa ficar Covidada, que digo desde já é praticamente nula, a não ser que o bicho estivesse à minha espera no urinol visto que só levei máscara na parte de cima, se é que me entendem!

Agora algo que eu vou ter seriamente de mudar é a minha mania de lamber os dedos, visto que o sabor que me fica na boca acaba por não ser o das iguarias mas sim o do gel desinfectante. Por isso acabou o usar o dedo para tirar aquele resto de molho do prato - a partir de agora vou ter que ir lá directamente com a língua...

Pág. 1/3