Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Socorro! Posso desenvolver alergia ao látex? - A síndrome látex-frutos!

03.12.19, Triptofano!

Quando estou na farmácia e às vezes recebo receitas em tal estado de conspurcação dou por mim a pensar que a vida seria muito melhor se trabalhasse todos os dias de luvas, de forma a dar um bocado de descanso ao meu pobre sistema imunitário.

No entanto, se pudesse/tivesse que usar luvas diariamente, optaria por luvas que não fossem de látex, porque é possível desenvolver uma alergia a esta substância.

Socorro! Posso desenvolver alergia ao látex? - A síndrome látex-frutos!

Felizmente, hoje em dia a alergia ao látex é rara, atingindo menos de 1% da população, mas existem dois grupos muitos específicos que são mais afectados.

O primeiro é o dos profissionais de saúde, esse grupo que além de ter de levar com vírus e bactérias e desabafos sobre a prima porcalhota que anda envolvida com o padre da terra, ainda corre o risco de desenvolver alergia ao látex devido ao contacto diário com luvas de borracha.

O segundo é o das crianças que foram submetidas a múltiplas cirurgias, em especial aquelas cujos procedimentos foram realizados nos primeiros meses de vida muitas vezes devido a malformações congénitas.

Se ter alergia ao látex é péssimo, visto que esta substância encontra-se em milhares de produtos (lembro-me sempre dos preservativos e da dificuldade que muitas vezes é encontrar para venda opções sem látex), pior ainda é uma coisa chamada síndrome látex-frutos.

Esta maravilhosa síndrome afecta por volta de 50% das pessoas alérgicas ao látex, e faz com que elas, devido a reactividade cruzada, tenham reacções alérgicas, muitas vezes bem chatas, após a ingestão de frutos e vegetais! (ou seja uma pessoa quer ser saudável e arrisca-se a cair para o lado...)

A banana, o abacate, a castanha e o kiwi são os alimentos que desencadeiam mais reacções, apesar da papaia, a noz, o figo, a manga, entre outros, também poderem estar implicados, mas com menos frequência, sendo que com o tempo, quem sofre desta síndrome começa a fazer reactividade cruzada a mais e mais alimentos!

 

Desse lado existe alguém com alergia ao látex? Sabiam que a podiam desenvolver? E a síndrome látex-frutos, conheciam ou nunca tinham ouvido falar?