Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

O melhor tiramisù de Lisboa

Ou a razão principal para ir ao Pasta Non Basta

25.09.19, Triptofano!

Pasta Non Basta em 10 segundos: Descubra um restaurante italiano maravilhoso em todos os sentidos, onde a massa fresca é fenomenal, o sumo de laranja e morango escorrega deliciosamente bem, e o tiramisù, bem o tiramisù é qualquer coisa de outra galáxia!

Pasta Non Basta

Deixem-me desde já dizer-vos que não sou apreciador de tiramisù.

Eu sei que muitos de vocês devem estar a arregalar os olhos de escândalo perante tamanha afirmação, mas a verdade é que não deliro com esta sobremesa. Se não houver mais nada obviamente que como, mas não é a minha primeira escolha.

Isto claro se não estivermos a falar do tiramisù do Pasta Non Basta, que joga simplesmente noutra categoria, sendo sem sombra de dúvida o melhor tiramisù de Lisboa. Eu sei que é estranho começar a falar dum restaurante começando pela sobremesa, por isso deixem-me regressar ao início.

Pasta Non Basta

O Pasta Non Basta tem dois restaurantes, um em Alvalade e outro na Praça de Espanha. O momento em que me apaixonei pelo tiramisù deles foi quando visitei o de Alvalade, mas nesse dia, graças às minhas estupendas capacidades fotográficas, consegui activar um modo todo maluco do telemóvel e deixar as fotos completamente desfocadas. Chorei um bocadinho, dei alguns açoites a mim mesmo e acabei por não partilhar convosco a minha fantástica descoberta.

Pasta Non Basta

Há uns dias atrás, estava eu sozinho em casa,  e quando acabo de fazer o jantar na minha "bimba", olho para ele e decido que afinal não me apetecia come-lo.

Confesso que foi uma espécie de Grito do Ipiranga culinário! Depois de ter passado duas horas a fazer um caril de frango, saí porta fora à procura dum restaurante para jantar, de preferência que não fosse indiano, porque isso seria, convenhamos, chover no molhado.

Acabei por me lembrar do Pasta Non Basta, mas escolhi visitar o da Praça de Espanha, muito mais pequenino e acolhedor que o de Alvalade.

Pasta Non Basta

Para vos ser franco, no momento em que me sentei apeteceu-me pedir logo de imediato uma entrada, mas por vergonha de acharem que eu era um autêntico aspirador (eu sei, é difícil de imaginar mas às vezes também tenho ataques de vergonha), acabei por ficar apenas pelo prato, já que quando uma pessoa come sozinha não pode colocar as culpas em mais ninguém e jurar a pés juntos que não foi ela que enfardou 90% da comida.

Como prato principal pedi um Spaghetti all'Amatriciana com molho de tomate, guanciale (um tipo de bacon não fumado, preparado com as bochechas do porco) e mozarela de búfala, que estava simplesmente divinal.

Pasta Non Basta

Este prato de massa fresca, ligeiramente picante, é um verdadeiro festim para a boca.

A riqueza do molho de tomate combinado com a cremosidade da mozarela e o espanto a cada dentada no guanciale, elevam este spaghetii ao nível de um verdadeiro manjar dos deuses.

É impossível não querer lamber todos os pedacinhos de molho de tomate que fiquem agarrados ao prato, depois de se ter sorvido sem contemplações cada pedaço de massa fresca, relembrando-nos que pratos simples fazem grandes refeições, desde que sejam bem feitos e carregados de sabor.

Agora deixo-vos uma dica: peguem no parmesão que vos vão trazer gratuitamente à mesa e carreguem com ele sem dó nem piedade. O que é um prato divinal transforma-se em algo de intergalacticamente bom!

Pasta Non Basta

Para acompanhar o meu Spaghetti pedi um Succo d'arancia e fragola!

Até podia vir para aqui dizer que domino o italiano e coisa e tal, e que sabia perfeitamente que era um sumo de laranja e morango, mas não! Tive que usar o Google tradutor porque de outra forma ainda podia estar a pedir um chá de endívias e urtigas e depois tinha que aguentar e beber.

O sumo era saboroso e bem equilibrado em termos de sabores, sendo que o único contra era que podia ter um bocadinho menos de gelo e um bocadinho mais de sumo, mas fora isso estava excepcional!

Pasta Non Basta

Agora a razão principal para eu ter ido ao Pasta Non Basta foi o tiramisù.

O raio do tiramisù que conseguiu fazer um ateu tornar-se um crente fervoroso desta sobremesa. O tiramisù que é servido directamente de um enorme tabuleiro (é preciso muito auto-controlo para não enfiarmos a cara dentro dele) para o nosso prato. O tiramisù que aparece nos nossos sonhos a meio da noite fazendo-nos acordar a salivar mais que o cão de Pavlov.

Pasta Non Basta

Reconheço que a primeira vez que me serviram esta sobremesa foi mais fascinante do que na última visita, porque a empregada tirava colheradas enormes que praticamente arremessava para o prato, tal e qual como acontece na cantina de muitas escolas, sendo que a única diferença é que nas cantinas escolares não há algo tão bom e tão delicioso. Mas em ambas as ocasiões perguntaram-me se eu queria mais um bocadinho, aquele pedacito que fica agarrado à colher, e obviamente que eu disse que sim, com os olhos a brilhar incontrolavelmente.

Minha gente, eu não sei o que mais dizer, mas este tiramisù é melhor do que sexo.

Eu sei que o sexo queima calorias e o tiramisù não, mas não se preocupem com as gorduritas e atirem-se de cabeça a este pedaço de pecado, que vai ficar-vos na memória bucal por muito e muito tempo!

Pasta Non Basta

Se estão à procura de um bom restaurante de base italiana então visitem o Pasta Non Basta. E por favor, não deixem de provar o tiramisù, tenho a certeza absoluta que vão gostar tanto como eu!

Pasta Non Basta

Pasta Non Basta Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato