Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Desafio de Escrita dos Pássaros #1 - Problemas, só problemas

13.09.19, Triptofano!

Toc, toc, toc,

os tacões de Célia ecoavam furiosamente na rua semi-deserta banhada pela luz palidamente esverdeada da cruz da farmácia.

Toc, toc, toc,

mais cinco minutos e estaria oficialmente atrasada, e Célia nunca se atrasava para nada, por isso bateu ainda mais furiosamente com os tacões nas pedras da calçada enquanto alcançava a porta da farmácia.

Entrou de rompante mas nem isso pareceu despertar da sua letargia o homem com uma bata branca puída que se diria não trabalhar naquela loja de medicamentos mas sim fazer parte dela, numa estranha relação simbiótica entre carne e cimento.

Preciso de algo para tratar uma irritação dos grandes lábios. E não pode ser em pomada que fico toda pastosa! - pediu Célia assertivamente.

O homem, semi-cerrando os olhos, inclinou-se lentamente em direcção à cara dela.

Não é nesses lábios - exaltou-se Célia, ela que era uma mulher calma a não ser que estivesse atrasada - é nos de baixo! Veja!! - e mostrou uma foto dos seus lábios vaginais ao homem de bata branca.

A expressão dele não se alterou nem um milímetro, enquanto olhava a imagem pixelizada que Célia lhe mostrava.

Talvez fosse um verdadeiro profissional. Talvez já tivesse visto muitas conas na vida e aquela era apenas mais uma. Talvez nem percebesse que zona anatómica era aquela.

Depois de eternos segundos, o homem virou-se e alcançou um spray azul metalizado com a cara dum bebé anafado estampada.

Borrifa a zona duas a três vezes por dia até melhorar. - disse o homem da bata branca monocordicamente.

Ok, obrigado, posso usar a sua casa-de-banho? - perguntou Célia enquanto atirava uma nota para cima do balcão.

Lamento, mas está avariada.

Célia olhou em volta. Além deles apenas uma idosa encontrava-se a medir a tensão, apesar da máquina dizer fora de serviço.

Num gesto rápido subiu o vestido, baixou as cuecas e borrifou abundantemente a zona irritada com o spray metalizado, perante o olhar inexpressivo do homem.

Toc, toc, toc,

ainda estava a tempo, era apenas virar a esquina e chegaria a horas.

Alcançou num salto a campainha do prédio que ressoou na imensidão da vastidão da solidão.

Enquanto a porta vagarosamente abria-se, Célia consultou a agenda do telemóvel. Em hora e meia tinha que estar com outro cliente, no lado oposto da cidade.

Problemas, só problemas...e ela que antes pensava que a vida de puta era só facilidades...

Na Casa-de-Banho do Rogério

13.09.19, Triptofano!

O meu segundo convidado da rubrica Na Casa-de-Banho d' é o Rogério, um make-up artist que é uma verdadeira bola cósmica de energia, sem papas na língua, com um talento descomunal e uma honestidade desconcertante mas ao mesmo tempo refrescante.

Quando o comecei a seguir no Instagram confesso que fiquei um bocado apreensivo, tudo por causa daqueles preconceitos que temos na nossa cabeça.

Que maquilhagem é só para mulheres, que os homens não devem pintar os olhos, que bla bla bla bla bla bla bla....quando já estou careca de saber que cada um deve fazer o que lhe der na real gana se isso o fizer feliz e não colocar em causa terceiros!

Com o tempo percebi que o Rogério não era só fogo de vista, que havia ali uma pessoa que tinha verdadeiro amor pela maquilhagem e que, mais importante que tudo, sabia imensa coisa deste mundo que para mim ainda é um grande mistério, e por isso tive que o convidar a participar na rubrica!

Na Casa-de-Banho d'

Triptofano: Quem é o Rogério numa frase?
Rogério: Sou um louco que vive num mundo à parte, a tentar garantir o meu sucesso e o dos outros.
 
Trip: Para ti a casa-de-banho é sinónimo de?
Roger: Tempo de relax e selfies no trono para os amigos.
 
Trip: Qual é a tua rotina de cuidados de beleza?
Roger: Usando make up 5 dias por semana, deviam de ser melhores. Quando me lembro, faço tudo (para mim). Gel de limpeza, tónico, sérum, creme. Não me falem de SPF porque NÃO USO. Se quiseres saber marcas, uso várias. Pixi, The Inkey List, Sephora Collection, Kiko Milano, Clarins, ClarinsMen, Shiseido, dependendo da necessidade de pele.
 
Trip: Sei que trabalhas actualmente como make-up artist, foi algo que sempre quiseste ser ou caíste neste mundo de para-quedas?
Roger: Desde os meus 17/18 anos que tinha curiosidade, aí entrei em contacto pela primeira vez com o mundo drag. O ano passado em Fevereiro decidi oficialmente começar, em Abril as primeiras mexidelas em pincéis, 12 de Setembro consegui o primeiro emprego.
 
Trip: Ser homem num mundo que se associa automaticamente ao universo feminino é uma desvantagem? Sentes que não te levam tanto a sério como uma mulher?
Roger: De facto sinto que é uma desvantagem sim. Principalmente quando só tenho pele feita no trabalho. Muitas mulheres pensam que só elas conseguem aplicar máscara de pestanas, batom ou blush, então às vezes é mais difícil fazê-las perceber que conseguem aprender algo de um homem. Quando tenho olhos feitos e pestanas falsas, elas entregam-se mais facilmente.
 
Trip: Há cada vez mais homens que se maquilham ou nem por isso?
Roger: Não noto essa tendência. Noto sim que há mais homens que querem cuidar deles próprios. Já procuram séruns e cremes e alguns até correctores de olheiras.
 
Trip:Qual é aquele produto que sempre quiseste experimentar mas nunca tiveste oportunidade?
Roger: Há uma base específica que adoraria espalhar nesta pele de crocodilo, a Dior Airflash. Confesso que uma base em spray é um conceito deveras interessante.

Dior Backstage Airflash Spray Foundation

Trip: Se pudesses apenas usar um produto de cosmética para o resto da vida qual seria?
Roger: Tantos. Seria difícil escolher entre várias máscaras de pestanas. Givenchy Disturbia e Too Faced Damn Girl vêm à cabeça de imediato. Ah e o corrector Ultra HD da Make Up For Ever em 33 (SPONSOR ME MUFE!).

Givenchy Disturbia

Too Faced Damn Girl

Corrector Ultra HD da Make Up For Ever

Trip: Qual foi a experiência mais traumática ou hilariante que tiveste com um produto de cosmética?
Roger: Quando um jovem inocente entra para uma empresa enorme, queremos testar tudo. Então aqui o 'Gerio experimentou o creme Orchidée Impériale da Guerlain. A minha pele não gostou e decidiu ter um break out horrível. Nunca pensei que ficar com um par de cornos pudesse ser tão literal.

Guerlain Orchidée Impériale

Trip: Qual é aquele ritual que gostas de fazer quando tens mais tempo livre?
Roger: Se há um "ritual" privado que adoro quando estou 100% desocupado é fazer umas máscaras de tecido para rosto e pés e uma boa manicure pessoal. É mágico. 
 
Trip: Qual foi assim a coisa mais estranha que viste uma cliente a usar mas não tiveste coragem para lhe dizer nada?
Roger: Há muita coisa que não tenho coragem de dizer. Lembro-me especificamente de ver uma cliente com olhos verdes lindíssimos a comprar sombra verde, lápis verde e máscara de pestanas verde porque de acordo com ela, isso fazia sobressair os lindos olhos dela. Não lutei com ela e deixei-a ser feliz na mentira.
 
Trip: Um truque de beleza que queiras partilhar com quem nos lê!
Roger: Usem os pincéis BEM. Um pincel de base pode servir para retirar excessos de blush ou bronzer e pincéis de blush podem ser usados para contorno, blush E iluminador!
 

Makeup Revolution Brush para contornos e blush

Muito obrigado Rogério por teres participado no segundo Na Casa-de-Banho d'!

Da minha parte o Rogério recebeu três pincéis da Makeup Revolution para brevemente dizer da sua justiça!

E vocês, gostaram desta rubrica? Como é que é a vossa relação com a maquilhagem? Adoram, detestam, não percebem nada do assunto? Partilhem comigo!