Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Os desmaquilhantes de olhos são todos iguais?

07.05.19, Triptofano!

Não, os desmaquilhantes de olhos não são todos iguais, por isso não é só chegar à prateleira do supermercado ou da farmácia e pegar no primeiro que virmos.

 

Antes que mais, deixem-me bater um bocadinho mais na mesma tecla e reforçar a importância de usar cuidados específicos para os olhos.

 

A pele das pálpebras e do contorno dos olhos é extremamente fina e quase desprovida do filme hidrolipídico protector que podemos encontrar nas outras zonas do corpo, sendo por isso aconselhado, para não dizer obrigatório, o uso de produtos direccionados para esta zona do rosto.

 

Agora o que é obrigatório (e por favor não me digam que vão dormir sem o fazer que dá-me uma coisinha má e caio para o lado) é ao final do dia fazer a desmaquilhagem dos olhos.

 

Os desmaquilhantes de olhos são todos iguais?

 

Uma desmaquilhagem incorrecta é o primeiro passo para ficar-se com irritação nos olhos, começarmos a ver sobrancelhas e pestanas a cair e mesmo danificar a pele da linha d'água. (que é basicamente aquela zona dentro do olho onde muita gente aplica lápis)

 

Existem 2 tipos de desmaquilhantes de olhos, os não bifásicos e os bifásicos.

 

Para quem acha que eu estou a falar chinês, um desmaquilhante bifásico é aquele produto que uma pessoa duvida se não estará estragado, porque encontra-se dividido em duas partes, uma oleosa e uma aquosa, sendo que antes de usar deve-se sempre agitar a embalagem para misturar as duas fases, o que permite limitar ao máximo a presença de tensioactivos e confere uma óptima relação tolerância-eficácia ao produto.

 

Os desmaquilhantes não bifásicos são indicados para maquilhagem ligeira enquanto que os bifásicos são adequados para todo o tipo de maquilhagem, mesmo aquela mais intensa e que consegue resistir a um autêntico dilúvio.

 

Ah pois e tal mas eu adoro o meu desmaquilhante não bifásico e não vou mudar!

 

Como eu disse, se a maquilhagem for ligeira os não bifásicos funcionam na mesma, agora se tiverem que andar a esfregar e voltar a esfregar e ainda esfregar mais um bocado com o algodão para tirarem todos os vestígios de cosméticos, bem, talvez o melhor seja ponderarem a sensatez da vossa escolha, visto que uma das causas das olheiras castanhas é o esfreganço em excesso. (e não estou a falar do esfreganço na pista de dança, que esse é bom e recomenda-se!)

 

Pessoalmente, independentemente do tipo de maquilhagem que a pessoa use, aconselho sempre um desmaquilhante bifásico, visto que há impurezas que devido às suas características são mais facilmente removidas pela fase aquosa e outras pela fase oleosa, dando sempre primazia àqueles que na fase aquosa possuírem uma grande quantidade de um agente suavizante, hidratante e anti-irritações, como é o caso da água termal.

 

Agora há pequenos truques que ajudam ao processo, qualquer que seja o produto que a pessoa tiver.

 

O meu conselho é não começar a esfregar os olhos logo à maluca como se estivessem numa luta de Mortal Kombat.

 

Apliquem uma pequena porção de desmaquilhante num disco de algodão e mantenham-no nos olhos assim durante meio minutinho.

 

Vão ver que passado esse tempo parte da maquilhagem já ficou dissolvida, e vai ser mais fácil retirar o que continua agarrado, esfregando sempre suavemente!

 

Outra coisa que me causa uma pequena paragem cardiovascular é quando me confidenciam que para retirar a máscara puxam as pestanas!


Devia haver um movimento para proteger pestanas indefesas e que informasse toda a gente que a forma ideal de retirar a máscara é, com o disco de algodão, passar nas pobrezitas de baixo para cima, como se as estivéssemos a revirar!

 

E vocês usam desmaquilhante de olhos?

 

Bifásico ou não bifásico? Ou o produto de limpeza do rosto também funciona para os olhos?

A melhor Cookie de Lisboa

07.05.19, Triptofano!

Milkees em 10 segundos: Descubram a melhor cookie de Lisboa e aproveitem para tomar um brunch, onde o cappuccino é delicioso, a granola é protagonista mas a verdadeira estrela é a tosta de abacate e tomate bio!

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Imaginem que estão a ter um orgasmo.

 

Agora imaginem que estão a ter um orgasmo com uma cookie gigantesca, crocante, feita com chocolate negro da Callebaut e flor de sal, enfiada dentro da vossa boca.

 

Garanto-vos que a sensação de comer pedacinho por pedacinho a cookie que vos é servida no Milkees, um novo café na zona do Marquês, ainda é melhor, por impossível que pareça.

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Para quem não gostar de chocolate negro há sempre a possibilidade de escolher a versão de chocolate de leite ou de aveia e passas. (apesar desta última ser demasiado saudável para o meu gosto...afinal se uma pessoa vai comer bolachas é para a desgraça!)

 

Eu tive a sorte de quando cheguei estar uma fornada quase quase a sair, mas o segredo é deixar as cookies arrefecerem um bocadinho, porque se forem consumidas demasiado quentes a sensação de gordura vai tornar-se desagradável.

 

Mas o engraçado é que apesar de me ter apaixonado pelas bolachas, o que me levou primeiramente ao Milkees foi o brunch, e minha gente, foi uma muito boa surpresa!

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Apesar de simples - pode-se escolher uma bebida quente, uma bebida fria, uma bowl de iogurte e uma tosta - o facto de usarem ingredientes de óptima qualidade, associado a um atendimento incrivelmente simpático e profissional e a um espaço que nos faz automaticamente sentir confortáveis, tornam este brunch como um dos melhores a que fui nos últimos tempos.

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Eu e o Cara-Metade escolhemos para bebida quente um delicioso cappuccino e para bebida fria um não menos apetecível sumo de fruta, ele de maracujá e eu de acerola, para aumentar os níveis de vitamina C e reforçar o sistema imunitário.

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

As bowls de iogurte apesar de não serem muito grandes enchem, porque o Milkees não faz como outros sítios, que é encher a taça de iogurte e poupar na granola.

 

Aqui não, tanto granola como frutos secos, é tudo em quantidades colossais, o que me fez ficar com um sorriso de orelha a orelha.

 

Honestamente quando primeiro vi a granola fiquei desiludido, porque tinha pedido a opção granola de banana e não vi banana em lado nenhum, mas quando levei o primeiro bocado à boca senti logo o inconfundível sabor do fruto.

 

O Cara-Metade escolheu a de Buttermilk e também ficou rendido, comendo tudo até ao último pedacinho! (para os amantes incondicionais de granola que descobrirem aqui uma nova paixão o Milkees vende a dele para fora, nuns frasquinhos de vidro todos catitas)

 

A única coisa verdadeiramente estranha era a amora que encimava a bowl, porque visualmente era uma amora mas sabia a cereja, tendo as minhas papilas gustativas ficado seriamente confundidas com tamanho mistério da natureza.

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Relativamente às tostas veio uma de brie, alperce e nozes, extremamente rica e saborosa, apesar de ter de confessar que o cheiro do brie não é a coisa que me faça ficar mais delirante.

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Agora a tosta de abacate e tomate bio carregadinha com sementes de abóbora era simplesmente uma perdição, tendo sido eleita o ponto alto do brunch.

 

Eu era capaz de comer aquela tosta ao pequeno-almoço, ao almoço, ao jantar, a meio da noite, basicamente a qualquer hora porque ela era indecentemente boa, especialmente se pensarmos que é saudável.

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Depois do brunch e antes do orgasmo com a Cookie ainda houve tempo para provar o brownie bem atestado de nozes, saboroso, húmido, uma verdadeira tentação irresistível!

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Não posso esquecer-me de referir que veio como oferta de casa um copinho com uns formidáveis biscoitos de polvilho (um ingrediente proveniente da mandioca) e sésamo que eram perigosamente viciantes!

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Vale a pena visitar o Milkees por causa do seu brunch, mas é imperdoável se passarem lá ao lado e não provarem uma das cookies.

 

Garanto-vos que não se vão arrepender, e vocês sabem que eu não vos minto!

 

E já agora, uma brincadeira inocente.

 

Entrem na casa-de-banho dos homens e descubram a mensagem no tecto.

 

Aposto que não vão conseguir evitar esboçar um grande sorriso! 

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Milkees - A melhor Cookie de Lisboa

 

Milkees Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato