Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Desodorizantes com Alumínio: Sim ou Não?

15.04.19, Triptofano!

Não há semana que se passe que não receba um cliente a pedir um desodorizante sem alumínio, e quando lhe pergunto o porquê a resposta é sempre a mesma: Cancro da Mama.

 

Desodorizantes com Alumínio: Sim ou Não?

 

Minto, houve uma vez um cliente que me disse que tinha lido algures que o alumínio podia ser um desencadeador da doença do Alzheimer e por isso queria desesperadamente trocar de marca de desodorizante para uma que não tivesse esse metal.

 

Que haja este tipo de desconhecimento no grande público eu até compreendo, mas quando me chegam receitas médicas a pedir especificamente desodorizantes sem alumínio por causa do suposto risco de desencadear cancro da mama apetece-me arrancar os cabelos.

 

Minha gente, a história que o alumínio dos desodorizantes causa cancro é um mito, são fake news, não há nada que o confirme!

 

E não sou eu que o venho dizer, o National Cancer Institute deixa bem claro que não há nenhuma evidência científica que mostre que o alumínio dos desodorizantes é culpado pelo desenvolvimento de casos de cancro da mama - ou de Alzheimer!

 

Claro que vocês podem-me dizer que não há estudos que mostrem que o alumínio dos desodorizantes é culpado, mas também não há estudos que mostrem que ele é inocente!

 

Mas por esse ponto de vista também não há nenhum estudo científico que mostre que seja seguro comer favas sem desenvolver cancro do estômago.

 

Ou passar uma tarde inteira a ver Netflix sem que nos apareça um tumor no cérebro.

 

Ou fazer o que quer que seja sem ficarmos carregadinhos de células que decidiram dividir-se feitas parvas só porque sim!

 

Se ainda não estão convencidos deixem-me esclarecer-vos que a quantidade de alumínio presente em cada desodorizante é relativamente pequena, e é uma quantidade ainda mais pequena que vai ser efectivamente absorvida pelo nosso corpo.

 

Para chegar-se a uma concentração que pudesse ser minimamente prejudicial tinham que barrar-se de desodorizante de manhã e à noite, sem parar, como se estivessem a tentar quebrar um recorde do Guiness.

 

E mesmo assim muito provavelmente não iriam conseguir ter qualquer problema.

 

Ok, vocês são daquelas pessoas cépticas que acham que sou pago por uma empresa de desodorizantes com sais de alumínio que fez um cambalacho com uma industria farmacêutica que vende medicamentos para o cancro da mama, e na verdade o alumínio é a pior coisa do mundo.

 

Só espero é que não fumem, viste que o tabaco possui alumínio na sua composição.

 

E já agora que não cozinhem nada com folha de alumínio porque....surpresa das surpresas....é feita de alumínio!

 

Mas com toda esta polémica não seria mais fácil para as empresas formularem produtos sem este metal?

 

O problema é que o alumínio é extremamente eficiente!

 

Os sais de alumínio formam tampões de gel temporários que tapam a zona superior da maior parte dos poros sudoríparos, levando a que menos suor seja libertado.

 

Com a fricção e com o natural processo de renovação da pele estes tampões vão sendo removidos, voltando a pessoa a suar sem restrições.

 

Os sais de alumínio também tem a maravilhosa capacidade de diminuir o número de bactérias responsáveis pelo cheiro desagradável que associamos ao suor, e que insiste em entrar-nos nariz adentro quando usamos um qualquer transporte público.

 

Por isso não tenham problema em usar desodorizantes com alumínio.

 

Até informação em contrário, mas isso como em tudo no campo da ciência, eles são seguros e eficazes, sendo que a não ser que tenham uma alergia a este metal, a vossa saúde não está em perigo!

Mudar a vibração: os resultados até agora!

15.04.19, Triptofano!

Na sexta-feira escrevi que ia passar a dedicar cinco minutos após acordar a mudar a minha vibração interna de forma a atrair coisas positivas para a minha vida.

 

Essa mudança de vibração passava por visualizar o que eu queria para o meu dia em termos de sentimentos e em sorrir tanto com os músculos da cara como com todas as células do meu organismo.

 

A verdade é que resultou, não porque o mundo tivesse mudado drasticamente mas porque a minha postura relativamente ao mundo tinha-se alterado.

 

Fui trabalhar mais alegre, com um sorriso no rosto, com uma entoação menos enfadada, e as pessoas reagiram positivamente a isso.

 

Incrivelmente nesse mesmo dia tive um maravilhoso destaque na página do Sapo que me trouxe bastantes visitantes, o que me encheu de felicidade.

 

Agora tenho a dizer-vos que não é fácil manter este estado de positivismo mental.

 

O nosso cérebro é extremamente manhoso e houve uma altura do dia em que os pensamentos negativos começaram a inundar-me e eu tive de fazer uma pausa de cinco minutos, enfiar-me na casa de banho e obrigar-me a vibrar de outra forma.

 

Não posso esperar que o mundo me dê aquilo que eu não sou e muito menos aquilo que não estou preparado para receber.

 

Apesar de sexta-feira ter corrido bem desleixei-me no sábado, acordei tarde e ignorei os cinco minutos de meditação - Triptofano no seu melhor a destruir o encadeamento de dias necessários para se formar um hábito.

 

Como não meditei fui nadar irritado por não ter meditado, e enquanto estava a fazer exercício senti que as coisas não iam correr bem naquela manhã, que ia discutir sobre algo idiota, que ia ficar paralisado pela ansiedade.

 

O pior de tudo isto é que eu tive a consciência das coisas mas não fiz nada para as mudar.

 

Deixei-me vibrar de forma negativa e obviamente os resultados foram negativos. 

 

No domingo voltei a meditar, mas compreendi que para mim só funciona se for fora da cama.

 

Tenho de sair da cama e sentar-me numa cadeira ou ficar em pé encostado a uma parede e visualizar aquilo que eu quero para o meu dia!

 

Se o fizer enquanto estou deitado o meu cérebro relaxa demasiado depressa e volto a dormir, e acabo por não conseguir mudar por completo a vibração do meu corpo.

 

Hoje acordei a horas, já dediquei alguns minutos a dizer ao Universo aquilo que quero e que estou preparado para receber, e agora no duche vou reforçar as minhas vibrações positivas, de forma a perceber se o dia corre-me realmente bem ou se tudo isto foi um mero acaso.

 

Ter um pensamento positivo, ter a consciência dos sentimentos que inundam o nosso cérebro e conseguir controlá-los e transformá-los não é uma tarefa tão fácil como eu pensava.

 

Requer muita disciplina e estar atento a todos os sinais, mas creio que os resultados valem a pena o esforço.

 

Entretanto, por sugestão da dESarrumada vi um vídeo no Youtube sobre este assunto da nossa vibração interna e da lei da atracção.

 

Tem partes interessantes e algumas outras que ou eu ainda não estou preparado para perceber ou que são demasiado livro de auto-ajuda.

 

No entanto quem tiver curiosidade em ver basta carregar aqui.

 

Nunca é demais termos conhecimento, depois só precisamos de decidir em que é que acreditamos!