Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Vestir o Pijama Diminui a Produtividade?

15.03.19, Triptofano!

Não sei se este fenómeno da ciência só acontece a mim mas já consegui relacionar o acto de vestir o pijama com uma diminuição drástica da produtividade.

 

Eu posso estar no meu trabalho a 100 à hora, cheio de energia, com a pica toda como se tivesse bebida 4 cafés e duas latas de Red Bull; posso vir para casa com a música no máximo, sem um pingo de cansaço, com vontade de arrumar a casa de uma ponta à outra, mas se calho a mudar a roupa de roupa e vestir o pijama acabou-se tudo.

 

Assim, de um momento para o outro, sem explicação aparente.

 

Parece que exista um endorfina que é libertada directamente para a minha corrente sanguínea que me deixa mais preguiçoso, com vontade de aninhar no sofá a ver Netflix com um olho fechado e outro aberto, ignorando perigosamente a camada de três centímetros de pó que se acumula em cima da Box e que eu jurei para mim mesmo que ia limpar a semana passada.

 

Claro que este súbito estado de morte para a vida com uma drástica diminuição da actividade cerebral podia dever-se ao ambiente caseiro.

 

Talvez fosse a luz bordeliana que instalei no candeeiro de casa e lhe dá um ar de Red Light District e me causas espasmos lânguidos em cima do sofá que teima em descascar como se fosse uma sessentona que abusou do solário.

 

Poderia ser o cheiro de ambientador que é um misto de limão com estofo de carro que comprei numa loja indiana e que garante que é infalível para atrair dinheiro apesar de tudo o que me deu até agora foi uma espécie de eczema húmido entre os dedos da mão esquerda.

 

Ponderei mesmo se o quadro da rosa, feito por uma artista de pouco renome que insiste que é a última bolacha do pacote, não me estaria a transmitir vibrações fetais, relembrando-me a tranquilidade do útero, já que a minha mãe continua a garantir que a suposta rosa não é mais que uma vagina e os estames são pintelhos provavelmente já com falta de queratina visto que tem uma aparência indomável.

 

Mas não, o problema é mesmo o pijama.

 

Já fiz a experiência de chegar a casa e não mudar de roupa e todo eu parecia uma pessoa diferente.

 

Super produtivo, a fazer coisas que estavam em lista de espera à imenso tempo, parecia que nem tinha passado oito horas extenuantes no trabalho.

 

Só que assim que experimentei vestir o pijama - puffff - a energia desapareceu mais rápido do que uma nota de cinco euros perdida no chão do metropolitano de Lisboa.

 

É só a mim que acontece este fenómeno?

 

É que se não for vou começar seriamente a pensar em criar uma roupa de dormir impregnada com extracto de ginseng e guaraná, que é para ver se uma pessoa pode andar confortável em casa sem automaticamente morrer para a vida!