Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

23ª Campanha de Reciclagem de Radiografias AMI

04.02.19, Triptofano!

Começou a 25 de Janeiro mas se tiverem radiografias antigas em casa e já estiverem fartos de contemplar os vossos pulmões maravilhosos ou aquele joelho que iam jurar que está partido desde 2008, podem entregá-las em qualquer farmácia até dia 17 de Fevereiro!

 

Reciclagem de Radiografias AMI 2019

 

Reciclar radiografias tem um impacto positivo tanto a nível ambiental como humanitário.

 

Por possuírem na sua composição algumas substâncias tóxicas, as radiografias não devem ser colocadas no lixo, porque depois vão terminar a sua vida em aterros onde a probabilidade de contaminarem solos e águas é mais do que muita.

 

Algo que me deixa fora de mim é quando uma pessoa chega à farmácia fora da campanha de reciclagem e insiste que quer entregar as radiografias.

 

Quando explico que não posso receber porque a campanha ainda não começou e a farmácia é apenas um ponto de recolha, costumo receber como resposta um "Ah se não quer ficar com elas vou deitar no lixo!".

 

E é indiferente o facto de explicar as implicações ambientais de tal gesto.

 

Parece-me que as pessoas estão mais focadas no seu próprio umbigo e que se dane a natureza e as gerações futuras, o que interessa é despachar as radiografias que até podem ter estado 20 anos a acumular espaço, mas se a pessoa decidiu que se vai ver livre delas ai de quem ouse perguntar se não pode guardá-las durante mais algum tempo!

 

A nível humanitário a reciclagem de radiografias permite que a AMI consiga gerar fundos que financiem alguns dos seus projectos a nível nacional, através da recuperação de sais de prata nelas contidos.

 

Para serem reaproveitadas, as radiografias são deixadas de molho num líquido contendo soda cáustica de forma a soltar as partes escuras, que são formadas por sais de prata, sendo que a prata assim obtida é reintroduzida no mercado das matérias-primas.

 

Esta reintrodução evita, em certa medida, a extracção de prata na natureza e as consequências negativas muitas vezes resultantes da extracção de metais preciosos, quer pela destruição de áreas naturais, quer pela exploração das populações locais, muitas vezes em países em desenvolvimento.

 

Por isso já sabem, se tiverem radiografias daquelas antigas em casa passem na farmácia mais perto de vocês e entreguem-nas!

 

Além de estarem a ajudar o ambiente também vão estar a dar uma contribuição preciosa para a AMI! 

Vale a pena usar creme de noite?

04.02.19, Triptofano!

Quando aconselho um ritual de beleza uma das maiores resistências que encontro é na compra do creme de noite.

 

Muitos dos meus clientes apenas querem adquirir um creme, seja por questões económicas seja por uma falsa ideia de ser mais prático.

 

Depois existe aquele mito de que a pele não percebe se é de dia ou de noite, por isso qualquer creme serve, e por fim, para confundir ainda mais as pessoas, há as marcas que criam uma referência onde na embalagem está escarrapachado que pode ser usado em qualquer altura, apesar depois de terem um creme específico para o período nocturno.

 

Vale a pena usar um creme específico para a noite? Sim ou não?

 

A minha opinião é que sim, vale a pena ter cremes distintos para as diferentes fases do dia, desde que estes tenham certas características.

 

O creme de dia é essencialmente um creme protector de forma a minimizar as agressões do meio que nos rodeia.

 

Procurem cremes que além de serem hidratantes tenham filtros UVA e UVB, filtros de luz azul, activos anti-poluição, pigmentos correctores para iluminar a tez ou, caso precisem, ingredientes matificantes para evitarem o excesso de brilho durante o dia.

 

Um bom creme de noite será um creme reparador/regenerador, e acreditem que a vossa pele sabe quando é de noite, porque é de noite que os mecanismos de regeneração celular são activados.

 

Enquanto que um creme de dia em termos de textura pode ser usado à noite, muitas as vezes os cremes de noite não são apropriados para usar de dia, devido a serem mais pesados e não tão fluidos.

 

Procurem cremes de noite com substâncias destoxificantes, ricos em colagénio, com componentes anti-idade ou com uma capacidade de hidratação superior ao vosso creme de dia - aqui vai tudo depender de que resultados querem obter!

 

É verdade que a curto prazo fica mais caro comprar dois cremes, mas se puderem fazer o investimento inicial também é verdade que um creme vai durar-vos o dobro do tempo (a não ser que não usassem de todo creme de noite...).

 

Agora independentemente do produto que usem ou quando o usarem, fundamental é fazerem uma correcta limpeza de pele antes. 

 

Não limparem a pele antes de colocar um creme é a mesma coisa que não lavarem o prato da louça do dia anterior e colocarem-lhe comida fresca em cima!