Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

O mundo encantado dos cereais

09.07.18, Triptofano!
Quando era pequeno os únicos cereais que entravam em minha casa eram o Nestum de Mel para a minha pessoa e o Nestum de Chocolate para o meu irmão.
 
Por alguma razão que ainda hoje desconheço, a minha mãe abominava todos os outros cereais. Uma simples menção a umas inofensivas Estrelitas ou a uns supostamente saborosos Chocapic eram suficientes para a fazer revirar os olhos e untar-nos com água benta para nos tirar o demónio do corpo (metaforicamente falando claro!).

Quando cresci e me tornei ligeiramente independente (não nos podemos considerar totalmente independentes se a nossa mãe ainda nos lava a roupa pois não?) pude comprar todos os cereais que eu quisesse, mas como normalmente acontece, agora que já não me era negado o acesso os cereais tinham perdido uma grande parte do seu encanto.
 
Verdade seja dita que se fosse fácil encontrar cereais como os Unicorn Froot Loops a história seria outra, e muito provavelmente a minha pirâmide alimentar seria mais uma recta, sendo constituída toda ela de cereais açucarados multi-cores.
 
Como não era fácil, pronto, tornei-me um adulto de pão e manteiga.
 
Mas isso foi até agora, porque após visitar o Pop Cereal Café a minha paixão cerealística renasceu qual Fénix das cinzas.
 

Pop Cereal Café

 

Bem no coração do Bairro Alto, o Pop Cereal Café reúne duas temáticas pelas quais sinto grande apreço, os cereais e a Pop Art. Confesso que ainda equacionei se conseguiria roubar a fantástica pintura das vacas, mas era logisticamente difícil.
 

Pop Cereal Café

 

 
Ao entrar no Pop Cereal preparem-se para receber centenas e centenas de estímulos, alguns provenientes da decoração, mas a maior parte vindo das coloridas caixas de cereais que decoram o espaço e que estão à espera de serem escolhidas para alimentar as barrigas mais exigentes.
 

Pop Cereal Café

Pop Cereal Café

 

 
Há a possibilidade de criarem a vossa combinação, escolhendo entre cereais nacionais ou internacionais, se querem leite ou uma bebida vegetal, com ou sem gelado, adicionar toppings..., um sem fim de opções.
 
Depois para aquelas pessoas como eu que são extremamente indecisas e que tem a tendência de ficar 45 minutos só a tentarem perceber se querem o tamanho pequeno ou grande, já há combinações pré-definidas.
 
Eu atirei-me a um ForFruity Frootloopers, composto por Froot Loops, Rice Krispies, Mini Marshmallows, morango desidratado, topping de morango, bolacha belga e gelado de nata. O cara-metade enterrou a cara num Heaven is Made of Chocolate, com Lucky Charms de chocolate, Crunch, Chocapic recheados, Mini Oreos, topping de chocolate e bolachas de chocolate crocante.
A acompanhar cada taça uma garrafinha personalizada de leite frio, que é para não empapar os cereais. Porém, se quiserem muito, eles também vos o aquecem!
 

Pop Cereal Café

Pop Cereal Café

 

Não provei nenhum FreakShake, mas que fiquei com vontade de experimentar fiquei, visto que tem um aspecto assim pecaminosamente delicioso. O que estava muito bom era o mocaccino, apesar de ter achado que era um nadinha mais pequeno do que aquilo que estava à espera.
 
Apesar do atendimento ter sido extremamente simpático e nos terem posto à vontade para esclarecer qualquer dúvida, senti que havia um bocadinho de fricção entre os dois empregados presentes na loja. Não que fosse o suficiente para criar mau ambiente, mas às vezes certas tensões conseguem influenciar a vibração energética geral, e isso é algo que se deve evitar ao máximo acontecer.
 
Numa zona dominada pelas caipirinhas XXL que congelam as mãos incautas, é uma lufada de ar fresco este café repleto de cereais.
 
Talvez um dia, em vez de irmos para uma interminável fila comer bolos às quatro da manhã para recuperar energias, nos possamos sentar tranquilamente a devorar uma taça de cereais num pequeno-almoço muito matutino!
 
 

Pop Cereal Café Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Eu fui ao Sumol Summer Fest

09.07.18, Triptofano!

Ir ao Sumol Summer Fest é sentirmos-nos idosos por sermos das poucas pessoas a quem não pedem o documento de identificação para comprar uma cerveja.

 

Ir ao Sumol Summer Fest é perceber que o tráfico de droga em Portugal deve ter crescido 2000%, porque na nossa altura não era fácil encontrar erva e agora tudo o que é criança acima dos 14 anos fuma descansadamente o seu charro, ou isso ou estão a inalar óleos essenciais de louro e rosmaninho.

 

Ir ao Sumol Summer Fest é ficar com ar de cu quando o nosso sobrinho adoptado nos pede veemente para tirar uma foto com um tipo qualquer a quem ele se alapou, e que nós temos a certeza que nunca vimos na capa da Caras nem da Maria, e depois descobrimos que é um Youtuber que ganha mais por mês do que nós num ano.

 

Ir ao Sumol Summer Fest é fazer o nosso melhor para vibrar com um cartaz onde ouvimos remotamente falar de uma pessoa e o resto nem sabíamos que existiam.

 

Ir ao Sumol Summer Fest é como nos filiarmos num partido anárquico, já que constantemente ouvimos um Fuck the Police, e um bando de crianças que provavelmente todo o inglês que aprenderam foi com o Noddy a gritarem descontroladamente em resposta, agitando ferozmente ao alto os seus copos biodegradáveis.

 

Ir ao Sumol Summer Fest é como estar num comício da ONU, onde se fala de imigração, de diferenças raciais, de perseguição a minorias, tudo num tom exaltado que tem como objectivo fazer com que a nova geração se lance nos seus instagrams e tweeters com hashtags em prol da igualdade e da não violência.

 

Ir ao Sumol Summer Fest é perceber que os artistas podem ter a melhor das intenções, mas que esta juventude virtual-dependente domina o boomerang e as técnicas de edição do photoshop, mas não tem a mínima noção de política internacional nem de história de conflitos étnicos, e apesar de gritar enraivecidamente a favor dos refugiados ou de jurar a pés juntos que a vida no gueto it's the real deal, quando os papás os vierem buscar para os levarem para o conforto das suas casas, a única coisa que se vão lembrar no dia seguinte é que deviam ter caprichado mais na roupa que levaram ao festival porque aquela foto espectacular do Instagram ainda só vai com 120 likes.

 

Sumol Summer Fest