Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Petiscar em Benfica

16.05.18, Triptofano!

Já vivo há quase 4 anos em Benfica e tenho vergonha em dizer que conheço muito pouco da oferta de restauração das imediações.

 

Sou capaz de ter ido a locais que não lembram a ninguém para provar determinada iguaria sobre a qual li em determinado blog, mas perder-me a procurar os sítios onde comer bem na área da minha residência, está quieto!

 

Para perceberem o quão vergonhosa é esta minha falta de consideração pelos restaurante locais, durante uns dois anos passei diariamente por um estabelecimento que estava sempre cheio ao barrote.

 

E durante dois anos presumi que ele fizesse parte de um restaurante maior que fica mesmo na porta ao lado.

 

Quando compreendi finalmente que eram locais distintos, ainda tive a capacidade de precisar de mais meio ano para perceber como é que se entrava no local.

 

Sim, eu sei que é idiota, mas o facto de eu passar sempre do outro lado da rua e a porta do restaurante ser daquelas de correr situada numa lateral, fazia com que eu não a visse, o que levou a que durante meses achasse que as pessoas entravam por uma porta secreta na parte de trás do prédio ou coisa parecida.

 

O ser humano quando consegue tem a habilidade de ser muito limitado - e eu por vezes pergunto-me como é que consegui terminar um curso universitário possuindo uns neurónios tão fracos.

 

Há uns dias atrás, vinha eu e o cara-metade de uma daquelas idas ao supermercado que supostamente vão durar 10 minutos mas quando damos por ela já lá estamos encafuados há duas horas, quando percebemos que não tínhamos nada pronto em casa para jantar. E a vontade de preparar algo era menos que muita.

 

Assim, eu, num movimento arrojado, decidi que iríamos experimentar o "restaurante mistério", que já tinha investigado ser um local mais de petiscos.

 

Este estabelecimento é a Cervejaria Boa Esperança, ideal para quando a fome aperta fora de horas, visto a cozinha estar aberta até às 23 h e o espaço em si até às 24 h.

 

Tivemos sorte, e arranjámos logo mesa.

 

O serviço foi rápido e competente, sendo que as cervejas voavam para a mesa, ao contrário de locais onde estamos quase a morrer de secura e não há forma do líquido dourado nos virar parar às mãos.

 

A comida era deliciosa.

 

O prego especial no pão vinha muito bem servido, com a carne suculenta a desfazer-se na boca.

 

O pica-pau à casa, frito, estava irrepreensível.

 

Carne com qualidade, saborosa, pontuada de pickles que lhe davam um apontamento ácido, acompanhada com batatinhas caseiras, daquelas descascadas e cortadas à mão, como as mães fazem e que sabem sempre melhor do que as congeladas de pacote.

E o molho do pica-pau? O molho (vocês já devem ter percebido que eu e os molhos, os molhos e eu...) era tão bom, mas tão bom, que quando acabou o pão para molhar usei os dedos (sem vergonha!).

 

Para finalizar umas moelas grelhadas na brasa, excepcionais, muito bem preparadas e sem nada de negativo a apontar.

 

O preço final foi simpático. A barriga ficou reconfortada. E o melhor de tudo é que o local fica a dois minutos a pé de casa.

 

Às vezes vale a pena descobrir as coisas que estão mesmo ao nosso redor, habilitamos-nos a ter uma fantástica surpresa!

Boa Esperança Petiscos Benfica

Boa Esperança Petiscos Benfica

Boa Esperança Petiscos Benfica

 

 

 

Boa Esperança Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

A canção que nos devia ter representado na Eurovisão

16.05.18, Triptofano!

Tudo na vida é uma questão de timing, e infelizmente a canção que nos devia ter representado na Eurovisão não foi produzida na altura certa. 

 

Tivesse sido criada uns meses antes, e a Isaura e a Cláudia Pascoal não teriam tido hipóteses contra a espectacular cantante Luciana Abreu, que acaba de lançar Pula Pula, uma canção que nos teria projectado para o primeiro lugar da Eurovisão.

 

Numa forma física invejável, mesmo depois de deitar cá para fora meia dúzia de bebés, Lucy, como é carinhosamente tratada pelos fãs, mostra toda a sua sensualidade e lembra-nos que ela sim é o grande ícone da comunidade LGBTQISTYZJD e apoiantes, pondo de lado Eleni Foureira do Chipre, que ao pé dela parece uma matrafona.

 

Se a comunidade internacional se rendeu à letra de Netta de Israel, onde há um empoderamento feminino, então entraria em loucura ao ouvir a intrincada mensagem que Lucy canta em várias línguas, mensagem esta que se pode resumir num verbo, Pular!

 

Porque toda a gente precisa de Pular, toda a gente precisa de Pula Pula, que o sedentarismo é uma epidemia e cabe a todos nós combater os joelhos enferrujados.

 

Lucy foi honrada com um apoio financeiro do Ministério da Saúde de forma a poder transmitir a mensagem do exercício físico a todos aqueles que perdem horas do seu dia a navegar no Youtube, e estou certo que foi o dinheiro mais bem gasto deste governo.

 

A Eurovisão, que se queira quer não, também são fireworks, mesmo que sejam subtilmente mascarados de expressões faciais/ataques epilépticos, e uma parte importante de uma actuação é a performance no palco.

 

Lucy não deixou nada ao acaso e, depois de horas de investigação profunda, criou uma coreografia simples mas complexa, ao nível do brilhantismo da Teoria da Relatividade Geral de Einstein, onde associa  movimentos robóticos capazes de agradar à comunidade nerd que passa o dia a masturbar-se imaginando os seus peitos desnudos, mas com um grau de dificuldade muito básico, o que torna qualquer atrasado mental com capacidades de coordenação habilitado a fazer parte da crew de dançarinos de Lucy, o que só mostra o quão inclusiva esta Diva Portuguesa consegue ser. 
 
 
Se ainda não tiveram o prazer de deliciar as vossas pupilas e os vossos tímpanos com Pula Pula, esta obra de arte digna de ser registada eternamente nos anais da música portuguesa, deixo-vos o vídeo, para perceberem que se fosse esta a canção portuguesa na Esc 2018 para o ano tínhamos o país ainda mais carregadinho de turistas.
 
 

 

 
 
Só tenho mais uma coisa a acrescentar:
 
Spasiba Russia!
 
 
 
P.S: Quem me quiser voltar a criticar por gostar da Ana Malhoa, peço que se lembre deste vídeo antes de me apontar o dedo!