Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Triptofano

O teu aminoácido essencial!

Desafio das 52 Semanas - Semana 8

23.02.18, Triptofano!

20834758_Bz63J.jpeg

 

 

Semana 8: Os melhores filmes infantis que já assisti foram...

 

 

Segurem-se nas cadeiras perante esta revelação chocante minha gente, mas a verdade é que quando eu era criança, raros foram os filmes infantis que eu vi.

 

Por exemplo, nunca vi o Rei Leão, esse filme que 99% da população já visionou! Ficaram chocados? Não podem dizer que eu não vos avisei.

 

Para compensar, vi o Babar, o Rei Elefante, e lembro-me de ficar ligeiramente traumatizado enquanto criança de tenra idade quando logo no início ele agarra-se ao cadáver moribundo da mãe a chorar compulsivamente, e eu qual espelho, abro as torneiras e choro minutos a fio escorrendo cascatas de ranho pelo meu nariz.

 

Recordo-me também de parte do Bambi, onde ele chora sofridamente com a morte da mãe. E mais uma vez eu ranho-me todo e fico com essa imagem na minha memória para sempre marcada.

 

Como podem ver a minha infância foi tragicamente marcada por perdas ao nível das personagens animadas. Talvez isso explique alguns aspectos da minha personalidade presente mas isso ficará para uma análise futura.

 

Agora numa idade mais adulta, redescobri o prazer dos filmes de animação, que apesar de serem feitos maioritariamente para crianças tem mensagens poderosas para os adultos.

 

O que mais gostei de ver nos últimos anos, especialmente por não me ter feito salpicar de fluido nasal as pipocas em pleno cinema, foi o Zootrópolis, uma história muito bem conseguida, com uma imagem visualmente deslumbrante, e com o bónus da Shakira fazer parte da banda sonora.

 

Quem nunca viu recomendo vivamente a visionar este filme. Acho que é impossível não ficar com um sorriso no rosto!

 

912q3dzf4xL._SY445_.jpg

 

A minha primeira follow friday do ano

23.02.18, Triptofano!

 "Vivo há 20 anos em busca de um sentido para tudo e é isso que faz de mim quem sou."

 

É assim que a Tatiana inicia a sua descrição, e acho que todos nos identificamos com esta busca de um sentido, que tantas vezes nos consome por dentro e tantas outras nos engana, quando afinal descobrimos que o que pensávamos ser o fio condutor da nossa vida afinal não o é!

 

Jovem no documento de identificação, mas com uma maturidade intelectual invejável, ler o blog da Tatiana é mergulharmos no consciente e subconsciente de uma mulher que se questiona, que coloca em causa e que não tem medo de seguir em frente, tudo isto intercalado por momentos de extrema beleza, como é o caso do post Livros de Colorir.

 

Num equilíbrio perfeito entre sensibilidade, pureza e descontracção, o blog da Tatiana é a leitura diária que eu actualmente recomendo!