Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

06
Out17

Sindicalistas com Asas


Não sei se é do conhecimento geral mas existe uma praga que invade literalmente todos os dias o centro comercial Vasco da Gama.

 

E não, não me estou a referir às pessoas que perdem a cabeça ao ver os preços extremamente reduzidos da Primark, visto não existir tal loja no centro comercial em questão, mas mesmo que houvesse nunca poderia falar mal dum grupo de consumidores onde também eu me insiro! (ser pobre é uma treta digo-vos já!)

 

Falo da quantidade astronómica de pombos que por lá anda. Num primeiro olhar distraído até podemos pensar que se tratam de dois ou três pombos inofensivos com ar amoroso; mas no momento em que uma alminha inocente coloca um tabuleiro no carrinho com um pedaço de croissant não digerido é ver paletes deles aparecidos de todos os cantos e recantos em busca do seu quinhão de bolo processado - afinal os pombos já não se alimentam apenas de pão.

 

E é pelo facto dos pombos já não se contentarem com hidratos de carbono simples que é necessária extrema cautela também nos dias em que se cedeu à tentação e se leva para a esplanada um belo hambúrguer com batatinhas fritas a acompanhar. O pombo simpático que nos mira do outro lado da mesa transforma-se em segundos num predador de tubérculos fritos que nunca na nossa vida pensaríamos ter pela frente.

A evolução está a tomar um caminho duvidoso ou é apenas impressão minha?

 

Ora há uns dias atrás eu e o cara metade resolvemos ir comermo-nos alimentarmo-nos para o Vasco da Gama, já com a plena noção que qualquer partícula de comida que não protegêssemos com a nossa vida iria ser devorada por esses poços sem fundo com asas. Qual o nosso espanto quando, a certo momento, não foram pombos que vimos mas sim um pássaro de uma grande envergadura. Primeiramente achámos que ele andava por ali perdido mas rapidamente constatámos que havia um tratador a quem o mesmo obedecia.

 

Ora este pássaro era nem mais nem menos que uma águia, mas por mais que gostasse de ver uma celebridade a meia dúzia de metros de mim não fui crente o suficiente para acreditar que fosse a águia Vitória, como o cara metade jurava a pés juntos que era.

É verdade que não seria de todo impossível, tendo em conta que a águia Vitória não deve fazer muito da vida, é passar umas horitas a tirar fotos com o pessoal e aparecer nos jogos, por isso se calhar o Benfica achou que era melhor rentabilizar a pássara e levá-la para o Vasco da Gama para afugentar os pombos.

 

Porque era isso que ela andava a fazer, a correr com os pombos - ao que parece a sua entidade empregadora era uma empresa anti-pragas - mas com uma taxa de  sucesso assim a rondar os 75%. É que se a maior parte dos pombos fugia num piscar de olhos, havia uns sacanas que se iam pousar mesmo ao pé dela, a olhar-la de frente (os pombos olham de frente certo?), como se estivessem a medir forças.

 

Aprendi nesse dia que até no mundo dos pombos existem aqueles que nasceram para ser sindicalistas!

 

aguia vitoria.jpg

 

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D