Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

13
Ago17

Let's Talk About Cocó


Caros leitores deste blog se são pessoas sensíveis ou se ainda não completaram a vossa digestão por favor não continuem a leitura porque vamos falar de Cocó!

 

O cocó não é um tema luxuoso que se possa expor no Instagram de forma a ganhar seguidores mas é algo que necessito de partilhar com a blogesfera.

Eu era uma pessoa feliz com a relação que tinha com a minha sanita. Uma vez por dia, mais ou menos à mesma hora, cumprimentava a sanita, ela dava-me os bons dias e fazíamos o que tínhamos a fazer. Eu dava, ela recebia e o cocó era algo que se movimentava de forma natural, como quando fazemos um pagamento Cardless no Pingo Doce. Não precisava de iogurtes especiais, nem de massagens na barriga, vivia uma vida santa e despreocupada, longe de farelos de trigo ou de pós de linhaça!

 

Ora nos últimos tempos as coisas mudaram. O meu relógio intestinal ficou completamente desregulado. A minha hora de encontro com a sanita mudou completamente, agora pode ser de manhã, pode ser à noite, pode ser mais que uma vez por dia. Pior é quando tenho que estabelecer relações com outras sanitas, especialmente se for a do trabalho, situação que me deixa especialmente ansioso. Tanto pelo cheiro que vou deixar (não tenho uma dieta à base de flores infelizmente) como pelo que posso encontrar, e garanto-vos que há certas pessoas no meu local de trabalho que estão mortas por dentro e ainda não receberam um cartão de condolências a informá-las que devem comparecer no funeral do seu intestino.

 

O meu cocó também mudou. Passou de ser um cocó simpático, jeitosinho e sem grandes dramas a uma coisa mais molenga, sem grande forma e infelizmente bastante rebelde. Imaginem o que é uma pessoa estar atrasada para o trabalho e já ter descarregado o autoclismo cinco vezes e mesmo assim ele não se ir embora? Ou serem enganados pela espuma que os ambientadores de sanita provocam a cada descarga e quando voltam a casa do trabalho descobrem que o raio do cocó (ou parte dele) nunca se foi embora e a visão que obtêm quando chegam ao pé da sanita é tão má que vos provoca cataratas instantâneas?

 

Não sei se será do stress, da alimentação ou se haverá algum outro problema mais grave mas estou seriamente preocupado com o meu cocó. Éramos tão felizes...

 

Andei a ler e uma das causas pode ser o facto da flora do meu intestino ter ido de férias para um resort all included, deixando o meu intestino despovoado. Ora sem bactérias benéficas é normal que todo o meu tracto intestinal comece a ressentir-se e haja o desenvolvimento de um processo inflamatório. Esta inflamação se se tornar crónica pode conduzir a doenças intestinais mas também a problemas tão diversos como a depressão e mesmo o aumento de peso! Não é por nada que dizem que o nosso intestino é o nosso segundo cérebro, apesar de algumas pessoas terem no cérebro o primeiro intestino.

Não encontrei uma imagem com o rótulo em português desculpem

 

Comecei então hoje a tomar um suplemento da Be-Life de Probióticos para ver se reponho a flora benéfica do meu intestino. O Bifibiol é um suplemento isento de glúten, sal, lactose, sacarose, levedura e amido e contêm seis estirpes de fermentos lácticos (os tais probióticos) sendo o Lactobacillus rhamnosus o predominante (o que é bom porque segundo a minha pesquisa era um dos mais importantes no tratamento dos meus sintomas). A toma é uma cápsula por dia por isso é facil de me lembrar!

 

Espero que haja melhoras rapidamente e que a relação com o meu cocó volta a ser como era!

34 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D