Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

15
Out17

Essa história das energias positivas...


...se calhar até é mesmo verdade.

 

Eu era céptico, não acreditava no poder da visualização (que jeito me dava imaginar uma nota de quinhentos euros e encontrá-la toda enroladinha dentro do bolso das calças) nem que o Universo tinha recursos infinitos e que todos podíamos ser ricos e famosos e viver à sombra de um coqueiro a bober mocktails.

 

Até que fui acompanhar o cara metade em trabalho ao Porto e pernoitei na casa de uma amiga em comum.

E essa amiga ficou a conversar comigo desde a uma da manhã até às cinco. E eu basicamente não queria deixar de falar com ela - sabem quando a pessoa está com vontade de ir urinar mas contrai todos os músculos que possam estar relacionados com a bexiga para evitar interromper a conversa?

Claro que acabámos por ser vencidos pelo sono, mas na manhã seguinte continuámos a dialogar, horas a fio.

 

Tudo porque ela estava a mudar a vida dela graças às tais energias positivas.

E não, ela não imaginava lugares à porta de casa que surpreendentemente encontrava nem desejou que o Universo lhe desse um emprego de remuneração astronómica sem a parte do trabalho árduo.

 

Ela simplesmente mudou-se a ela. Sobretudo a forma como se via.

 

Muitas vezes sabotamos a nossa própria vida, sentimental e não só, porque achamos que somos feios, ou que somos burros, ou que não merecemos que alguém nos ame da forma que nos amam, ou que apenas somos úteis para ficar num canto a respirar, e apenas por uma das narinas.

 

Basicamente o que a minha amiga começou a fazer, para quebrar o círculo de negatividade, foi todas as manhãs acreditar nela própria. Dizer em voz alta Eu sou bonita, Eu sou inteligente, Eu sou capaz, pode parecer ridículo para muitos mas para ela funcionou.

Começou a convencer-se de que realmente era bonita, que era inteligente e que era capaz - apesar de o ser e de os outros o verem nela, mas as vicissitudes da vida muitas vezes fazem com que não consigamos enxergar a realidade, mesmo quando ela está à distância de um espelho.

 

Claro que, e ela própria é a primeira a afirmá-lo, este mantra não é um elixir mágico.

Há dias em que tudo corre mal, em que os problemas aparecem, em que só apetece voltar para a cama e chorar. Mas se a nossa auto-estima estiver sólida quando chegamos ao fim do dia em vez de nos taparmos com os cobertores, percebemos que as coisas não são assim tão más. E se forem que se hão-de resolver.

Porque afinal nós somos capazes de enfrentar as situações.

 

Quando emanamos esta energia positiva acabamos por atraír mais energia positiva e coisas boas acontecem, pessoas fantásticas aparecem na nossa vida, muitas vezes descobrimos até o amor - confesso que sempre pensei que este efeito bola de neve servisse apenas para vender livros, mas e se for mesmo verdade? 

 

Só que ainda existe mais um detalhe. Se queremos receber a ambrósia energética não podemos viver centrados no nosso umbigo. Temos obviamente que nos preocupar connosco, mas também devemos ser gratos pelo que possuimos e apoiar e sentir felicidade com a alegria e vitórias dos outros.

Não é por acaso que há inúmeros estudos que referem que quem faz voluntariado vive uma existência mais feliz.

 

Eu sei, e já o senti na pele, que às vezes é fácil ficarmos com inveja do êxito dos outros, seja laboral ou sentimental, mas esse tipo de emoção é uma brasa quente, queima-nos a mão e não conseguimos acertar com ela no outro.

E nada de bom pode nascer de algo mau, podre, ressentido.

 

Quanto mais a felicidade dos outros provocar-nos sincera e verdadeira felicidade, maior a probabilidade de um dia sermos nós a vivenciar o sucesso com muitos rostos sorridentes à nossa volta a acarinhar-nos.

 

Foi com estes ensinamentos tão básicos, mas tão complexos, que hoje fiz questão de ser feliz apenas por sentir a felicidade de outro alguém. Fui ao lançamento do livro da Hipster Chique, nunca a tinha visto ao vivo, não sabia quem ela era, só conhecia o que ela se dava a conhecer no blog - mas garanto-vos que não me arrependi de ter ido!

 

Saí de lá com um sorriso no rosto, sobretudo pelo abraço inesperado que ela me deu - às vezes queixamos-nos de que estamos sozinhos neste mundo mas talvez não estejamos é a conhecer as pessoas certas.

 

O que me dizem? Vamos dar uma chance às energias positivas?

 

Eu sou bonito! Eu sou inteligente! Eu sou capaz! Eu sou imparável!

 

 

 

 

O LEITOR DECIDE.png

 

 

 

 

23 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D