Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

01
Ago17

Coisas que me fazem feliz #4


Dançar no trabalho.

 

Sempre que o trânsito de clientes na loja está fraco (para não dizer inexistente) aproveito para ir para a zona do armazém dançar. O meu estilo de eleição é o clássico interpretativo, que basicamente consiste na minha pessoa a interpretar de uma forma muito própria a dança clássica.

 

 

Eu rodopio, eu dou saltos, eu faço quartos de espargata qual bailarino duma companhia de Bailado Russa mas com a graciosidade de uma lontra. Sinto a música no meu âmago e expresso-a através dos meus movimentos levando os colegas a ficarem na dúvida se estou a ter convulsões epilépticas ou se exagerei na dose de sais de fruto que snifei ao pequeno-almoço.

 

Para mim a dança é uma forma de comunhão com a música. Quando danço sou o veículo da melodia. Quando danço normalmente aparece o senhor das entregas. Ou a patroa. Ou o pai da patroa. Ou o senhor que vem fazer a contagem da água.

 

Esclareço que a dança é boa para aliviar o stress. E para aumentar a produtividade. E que se me fizerem um teste de controlo para drogas leves que dá tudo negativo. Batalho nestes argumentos apesar de saber que não devo explicações ao senhor que faz a manutenção do ar condicionado. Sei que quando danço sou uma estrela. O senhor do ar condicionado acha que sou o meteorito responsável pela extinção dos dinossauros.

 

Aproveito e partilho um vídeo com o tipo de música que gosto de interpretar através do movimento. Numa das minhas viagens pela blogesfera encontrei o Shirtless Violinist que só não me permite gostar mais dele porque insiste em estar constantemente em tronco nu. E não, não é pelo facto de estar a morrer de inveja por ele ter abdominais definidos e eu estar mais balofo que uma bola de berlim. É que acho que as pessoas devem ser reconhecidas pelo talento que possuem e não serem idolatradas por um belo par de pernas ou por uma barriguinha lisa. Mas se calhar sou apenas eu que penso assim!

 

 

 

 

 

8 comentários

  • Imagem de perfil

    Triptofano! 03.08.2017 00:46

    Mas nós possuidores dum belíssimo pipo não estaremos é com inveja? Diz-me que não por favor!
    Todos nós sabemos dançar, simplesmente podemos é não agradar a todas as audiências com os nossos movimentos arrojados!
    Bem uma baixazinha podia não ser assim muito mau, bastava arranjares um médico que atestasse que a baixa para ser eficaz tinha que ser cumprida num país exótico com despesas pagas pela empresa. E não a Cova da Moura não conta como país exótico!
  • Imagem de perfil

    Narciso Santos 03.08.2017 08:55

    Nada de inveja, é só imaginar que andei desde os meus 15 anos a investir muito em cerveja, vinho, shots para ter o pipo que tenho hoje!
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 03.08.2017 09:38

    Ou seja o pipo é como se fosse uma espécie de certificados do tesouro, a pessoa tem de investir uma data de anos para depois conseguir colher alguns dividendos :P
  • Imagem de perfil

    Narciso Santos 03.08.2017 09:45

    Exacto. Imagina agora andares para aí a fazer abdominais, ginásios e afins? Era colocar dinheiro fora!
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 03.08.2017 09:47

    És um visionário caro Narciso
  • Imagem de perfil

    Narciso Santos 03.08.2017 09:48

    Quero pensar é que a minha esposa gosta mais do meu pipo do que dos 200 marmanjos depilados com 6 pack que estão na praia ao meu lado...
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 03.08.2017 09:52

    De certeza que ela gosta mais de ti, com pipo ou sem pipo ou com pipo e meio!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Follow

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D