Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Triptofano

Como ser 20% mais feliz?

09
Set17

C11H12N2O2 #3


Há uns dias atrás estava eu na loja muito descansado da minha vida quando surge uma cliente a pedir ajuda. Queria eu que lhe visse algo que ela tinha nas costas e eu muito solicitamente e para lhe proporcionar alguma privacidade direccionei-a para um pequeno gabinete que temos para estes casos.

 

À primeira vista as costas estavam perfeitamente normais mas quando passei a mão pela zona que ela indicava como problemática senti logo qual era o problema. Escaldão! Ao que parece a senhora tinha ido num cruzeiro sozinha e como teve vergonha de pedir a alguém para a ajudar a colocar o protector houve uma área de mais difícil acesso que ficou exposta à intensidade dos raios solares.

 

Aconselhei-lhe um produto que sabia que iria aliviar-lhe bastante os sintomas de que se queixava e após ela ter concordado lá a levei para o balcão para terminar a venda.

Mas como eu sou pessoa de dar sempre mais uma palavrinha questionei-a sobre de como é que ela ia colocar o creme. Ora se não tinha conseguido pôr o protector iria conseguir colocar o produto que estava a comprar?

Ao que ela me explicou que teria de esperar pelo fim do dia, altura em que a neta voltava a casa e seria ela a ajudar-lhe na tarefa.

 

E o que foi que eu fiz?

Como não tinha mais clientes e já que era para prestar um serviço de excelência então que fosse até ao fim ofereci-me para lhe colocar o creme. Mal eu disse aquilo a cliente ficou com um brilho nos olhos que até me assustei!

 

Mas não se importa mesmo? Eu gostava tanto!!! Mas não se importa?

 

Naquele momento estava ligeiramente assustado mas não ia agora dizer que não, por isso dei o meu melhor sorriso e disse que tinha todo o gosto em ajudar!

 

Novamente para dentro do gabinete, a senhora tira a camisola e pergunta se pode desapertar o soutien, é que a zona afectada ficava mesmo debaixo do mesmo.

 

Amiga, até as cuecas pode tirar se quiser. Sabe que aqui deste lado não há problemas, esteja à vontade!! - foi o que me apeteceu dizer mas como devo manter o decoro no trabalho apenas disse para ela estar à vontade e comecei a tratar de espalhar o creme.

 

Tenho-vos de dizer que quando é para espalhar creme eu capricho, não é colocar, esfregar um bocadinho e toca a andar.

Pus uma quantidade generosa e espalhei delicadamente pelas costas e pelos braços da senhora até completa absorção. Ela parecia que estava a ter uma experiência única, já que se fartava de suspirar e eu ali a pensar que se calhar devia temer pela pureza da minha pessoa. Eu massajava e ela suspirava. Eu massajava um bocadinho mais e ela dizia que isto não tinha nada a ver com as massagens da neta, que era muito melhor, isto sim é que era.

 

Aposto que mesmo que o produto não valesse nada a senhora ia pensar que tinha sido a melhor compra da vida dela!

 

Mas o pior (para mim que a senhora estava quase no céu) ainda estava por vir. Quando acabei a massagem/aplicação de creme de forma quase erótica a senhora perguntou-me já agora se eu não me importava de lhe apertar o soutien!

 

O que ela me foi pedir meus caros!

Eu acho que nunca tinha visto um soutien tão de perto! Ainda por cima eu pensava que os soutiens tinham um par de ganchinhos e um local para encaixar. Mas aquele tinha ao longo da fita uns três ou quatro pares de ganchos, e eu ali a olhar sem saber quais deles era suposto eu me focar em.

Escolhi uns ao acaso e tentei encaixá-los. Obviamente que consegui por o gancho de cima no encaixe de baixo ficando o outro gancho solto. Tentei desapertar o soutien para me aventurar numa nova tentativa mas quem é que conseguia desencaixar o raio do gancho?

Ainda para mais estava a ficar aflito com a possibilidade de que algum colega viesse ao gabinete e me visse ali a tentar sacar o soutien de uma senhora com idade para ser minha mãe, podiam pensar que lhe estava a tentar fanar o dito cujo para o cheirar nas horas vagas ou coisa que o valha.

 

Conclusão, a senhora foi-se embora com o soutien mal posto mas com um sorriso na cara do tamanho da minha falta de destreza manual!

59 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D